Sinopse: Dave Lizewski é um jovem comum. Não se destaca em nada e é completamente invisível para as mulheres. Mas, diante das injustiças do mundo, decide se vestir como o herói Kick-Ass e combater o mal. Só que nada é como parece nos quadrinhos.

Spoilerômetro: Nenhum Spoiler

“Um Herói Muito Louco” – por Guilherme Kroll

Imagine um ótimo filme de super-heróis que misture referências à Marvel e à DC (sobretudo a Homem-Aranha e Batman), com influências descaradas de filme adolescentes e quadrinhos autorais dos anos 2000, Kill Bill, cinema chinês de ação e muito humor negro. Parabéns, você acabou de pensar em Kick-Ass – Quebrando Tudo (Kick-Ass).

Baseado na HQ homônima de Mark Millar e John Romita Jr. lançada pelo Icon – selo de quadrinhos autorais da Marvel –, Kick-Ass é um filme que subverte os clichês dos super-heróis, joga uma dose de realidade nas histórias dos colantes coloridos no cinema e ainda despeja doses cavalares de sarcasmo e ação nos espectadores.

O roteiro não tem absolutamente nada de inovador. Inclusive, coisas semelhantes já foram feitas inúmeras vezes nos quadrinhos. Entretanto, quando chegou ao cinema, Kick-Ass ficou arrebatador. Isso porque o filme consegue fazer uma coisa que já se tornou obsessão nos quadrinhos de super-heróis: colocar os heróis num contexto próximo ao real, buscando responder a eterna questão de como as pessoas de fato reagiriam a um super-herói fantasiado.

Muito se especulou se a adaptação de Watchmen, uma das primeiras HQs que colocou de maneira magistral o conceito de vigilantes mascarados no mundo real, conseguiria fazer isso no cinema. Entretanto o pulso ruim de Zack Snyder e a complexidade da história impediram que isso acontecesse.

Kick-Ass não sofre desse mal. Como dito, a trama é simples, e o grande charme é o lance de um adolescente tonto, fantasiado de herói, envolvido por acidente em uma guerra de bandidos e que na verdade só está preocupado em comer a gostosa da escola. Então a grande pegada é o humor que a ótima galeria de personagens, e a situação que eles se envolvem, proporciona.

Além de Kick Ass/Dave Lizewski, o elenco conta ainda com o hilário Christopher Mintz-Plasse (o McLovin de Superbad) como Red Mist, Nicolas Cage finalmente acertando em um filme baseado em quadrinhos como Big Daddy, a belíssima Lyndsy Fonseca como a gostosa Katie e a espetacular Chloe Moretz roubando a cena como Hit Girl — uma menina de treze anos que manda bala e fala palavrão como gente grande.

A direção de Matthew Vaughn evoluiu muito desde Stardust, dosando bons momentos de ação com hilárias tiradas de humor negro a cada instante. O roteiro ajuda, mas ele mantém os atores na linha tirando uma boa química entre eles.

A trilha sonora também está matadora, ajudando e muito a criar o clima certo nas cenas, especialmente as de luta envolvendo Hit Girl.

O resultado de tudo isso é um longa de ação e comédia simplesmente imperdível, sobretudo para quem gosta de longas de super-heróis.

Ficha Técnica

Kick-Ass – Quebrando Tudo (Kick-Ass)
Direção: Matthew Vaughn
Roteiro: Jane Goldman, Matthew Vaughn
Elenco: Aaron Johnson, Lyndsy Fonseca, Christopher Mintz-Plasse, Mark Strong, Chloe Moretz, Nicolas Cage
Duração: 117 minutos
País: EUA, Reino Unido

Trailer:

Texto originalmente publicado em CineDude.

Edu FernandesquadrinhosAaron Johnson,Chloe Moretz,Christopher Mintz-Plasse,Jane Goldman,Kick-Ass,Lyndsy Fonseca,Mark Strong,Matthew Vaughn,Nicolas CageSinopse: Dave Lizewski é um jovem comum. Não se destaca em nada e é completamente invisível para as mulheres. Mas, diante das injustiças do mundo, decide se vestir como o herói Kick-Ass e combater o mal. Só que nada é como parece nos quadrinhos. Spoilerômetro: Nenhum Spoiler 'Um Herói Muito Louco'...O Impulso HQ é um site dedicado à cultura geek e traz, diariamente, novidades sobre quadrinhos, cinema e games, além de conteúdo em vídeo. Somos nerds a serviço do seu entretenimento. Bem-vindo!
Compartilhe