Capa norte-americana do álbum “Herança de Sangue”, o primeiro a ser lançado no Brasil pela Devir

Visto no Universo Fantástico

A Devir não tem nenhum lançamento específico para a 20ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo, mas a editora vai distribuir no evento paulistano um folheto anunciando uma novidade: a volta de publicações em quadrinhos baseadas na série de TV “Jornada nas Estrelas” (Star Trek).

Segundo a Devir, estão fechados quatro encadernados com material norte-americano da editora IDW, a mesma da série de terror “30 Dias de Noite”. O primeiro está programado para outubro. O segundo pode ser lançado até o fim do ano.

A obra de estréia é a única que já tem nome em português: “Jornada nas Estrelas – Klingons: Herança de Sangue”. O álbum reúne as cinco partes da minissérie, escrita por Scott e David Tipton e desenhada por David Messina, autores ainda pouco conhecidos no Brasil.

As histórias recontam os encontros entre a Frota Estelar -à qual pertencem o Capitão Kirk e o vulcano Senhor Spock- e os inimigos Klingons. Com um detalhe: a narrativa é do ponto de vista dos Klingons.

Os relatos têm início nas aventuras da chamada série clássica -exibida nos Estados Unidos entre 1966 e 1969- e terminam pouco antes do sexto longa-metragem da franquia, de 1991. Os extras deste volume trazem a primeira parte da história, mas com balões reescritos na língua klingon. O enfoque do segundo álbum, “Space Between”, é na Nova Geração da série, formada por outros atores.

O volume seguinte, “Star Trek – Alien Spotlight”, é uma coletânea de histórias produzidas por diferentes autores. Um deles é John Byrne, que fez fama criando histórias para os principais super-heróis das editoras norte-americanas Marvel e DC Comics. O quarto álbum é “Star Trek Year Four”. A obra narra as aventuras do quarto ano da série clássica, ano que, na verdade, nunca existiu.

O seriado foi cancelado ao final da terceira temporada, em 1969.

As viagens da nave estelar Entreprise, em sua missão contínua de desvendar novos mundos e novas civilizações, já passaram por diferentes constelações editoriais, tanto nos Estados Unidos quanto por aqui. A decolagem em edições brasileiras teve início no fim da década de 1960, época em que o seriado começou a ser exibido na extinta TV Excelsior. A revista foi lançada pela EBAL (Editora Brasil-América) e usava material da norte-americana Gold Key.

A publicação teve vida curta. Viajou, na década seguinte, para a Editora Abril, que lançou a série em formatinho, tamanho semelhante ao das revistas infantis vendidas nas bancas. De novo, poucas edições.

A Abril voltou a apostar em “Jornada nas Estrelas” em 1991, ano em que a série comemorava 25 anos. Foi na mesma época em que a extinta TV Manchete voltou a exibir o seriado, com nova dublagem, feita pela VTI, do Rio de Janeiro. É a que consta nos DVDs lançados no Brasil. A versão nacional anterior era da AIC São Paulo.
A revista começou a ser vendida em 1991 e era escrita por Peter David, autor que fazia sucesso na revista mensal do Incrível Hulk. David deu um leve toque de humor para as histórias, que se alternavam com as da Nova Geração. Mais uma vez, vida curta. No nono número, foi cancelada.

A fronteira final editorial ainda não tinha chegado. Em agosto de 2002, a Brainstore publicou o álbum “Jornada nas Estrelas – Dívida de Honra”. A obra se diferenciava das demais por ser produzida no formato das graphic novels norte-americanas. A história era escrita por Chris Claremont, famoso por fazer aventuras dos X-Men, e desenhada por Adam Hughes, hoje um dos principais autores de capas dos EUA. A trama se passava após os eventos narrados no quarto longa-metragem da série.

O retorno da franquia ao Brasil, agora publicada pela Devir, se pauta no novo filme de “Jornada nas Estrelas”, que estréia no ano que vem. O longa-metragem é dirigido por J.J. Abrams, criador das séries “Alias” e “Lost”.

Atualmente, a série clássica pode ser (re)vista em DVD ou na Rede Brasil de Televisão, que traz sinal aberto, inclusive no site da emissora.

Blog dos Quadrinhos – por Paulo Ramos

Visto no Universo Fantástico

Renato LebeauquadrinhosDevir,Star TrekCapa norte-americana do álbum 'Herança de Sangue', o primeiro a ser lançado no Brasil pela Devir Visto no Universo Fantástico A Devir não tem nenhum lançamento específico para a 20ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo, mas a editora vai distribuir no evento paulistano um folheto anunciando uma novidade: a...O Impulso HQ é um site dedicado à cultura geek e traz, diariamente, novidades sobre quadrinhos, cinema e games, além de conteúdo em vídeo. Somos nerds a serviço do seu entretenimento. Bem-vindo!
Compartilhe