“Na cidade, as pessoas se acostumaram com o barulho… e não conseguem escutar o sussurro que está por trás.”

Para arrebatar os já fãs de quadrinhos e conquistar os adeptos a leituras filosóficas, Homem gravidade zero chega para surpreender.

Contada através do meio de expressão mais antigo da humanidade, o desenho, foi assim que o autor, Leo Slezynger — filósofo e literato formado pela Universidade de Boston — juntamente com Filippo Croso, conseguiram transmitir sua visão do mundo.

Uma graphic novel filosófica que não trata só de temas cotidianos, mas de um processo de descoberta e transformação e atinge muito mais do que o público adolescente acostumado a esse tipo de publicação.

O livro é um mergulho do personagem principal Boj —um botânico sonhador — na insatisfação com a civilização atual. Buscando muito mais do que aparências, ele embrenha-se nas florestas do Peru, conhece um xamã e entra em outra dimensão espiritual.

Homem gravidade zero prende a atenção do começo ao fim e os desenhos de Kris Zullo acompanham o ritmo vertiginoso da narrativa com sensibilidade apurada para as cores e traço influenciado pelos quadrinistas Flavio Colin e Hergé, o criador belga do personagem Tintin.

Há um encantamento que permeia todo o livro. As frases criadas pelos autores são misteriosas e poéticas: “A linha tênue entre a vida e a morte na qual se equilibrava se desfazia aos poucos sobre a boca faminta do abismo.”
O conflito interior de Boj e seus encontros sobrenaturais são traduzidos visualmente por imagens.

A narrativa é uma travessia pelos mistérios do ser, realidades paralelas e desperta perguntas: o que realmente houve com Boj?

Segundo Amyr Klink, que escreveu a quarta capa, o autor, Leo Slezynger, é um grande contador de histórias e faz do ato de contar um prazer cúmplice de quem ouve. Leo é formado pela Universidade de Boston em Literatura e Filosofia.  Conselheiro do MAM e Conselheiro da Unigel- Grupo Petroquímico . Colecionador de vinhos e de bons momentos.

Filippo Croso é paulistano, empresário na área da educação ambiental, e apaixonado por esportes praticados ao ar livre, especialmente a escalada em rocha. Viajante por natureza, pode ser encontrado em uma planície gelada da Antártica, no topo de um paredão rochoso na serra, ou tomando uma garrafa de vinho em um refúgio de montanha com amigos. Homem Gravidade Zero é a sua primeira experiência como escritor.

O lançamento do livro, dia 1º de junho na Livraria da Vila Fradique, São Paulo, tem as presenças confirmadas de Amyr Klink, Pedro Corrêa do Lago, que escreveu o prefácio, e Millu Vilella, que é engajada com a creche Despertar, de Diadema, que receberá 100% das vendas do livro na festa de lançamento.

Os autores irão participar da FlipZona 2010 com a palestra “Processo criativo na graphic novel Homem gravidade zero” no dia 06 de agosto às 18h.

Homem gravidade zero
Autor: Leo Slezynger / Co-autor: Filippo Croso / Desenhos: Kris Zullo
Editora Jaboticaba
136 páginas
R$ 39,00
www.editorajaboticaba.com.br

Renato LebeauquadrinhosAmyr Klink,Boj,Editora Jaboticaba,Filippo Croso,Flavio Colin,FlipZona,Graphic Novel,Hergé,Homem gravidade zero,Kris Zullo,Leo Slezynger,Millu Vilella,Pedro Corrêa do Lago,Tintin“Na cidade, as pessoas se acostumaram com o barulho... e não conseguem escutar o sussurro que está por trás.” Para arrebatar os já fãs de quadrinhos e conquistar os adeptos a leituras filosóficas, Homem gravidade zero chega para surpreender. Contada através do meio de expressão mais antigo da humanidade, o...O Impulso HQ é um site dedicado à cultura geek e traz, diariamente, novidades sobre quadrinhos, cinema e games, além de conteúdo em vídeo. Somos nerds a serviço do seu entretenimento. Bem-vindo!
Compartilhe