Diretamente do SOC! TUM! POW! – por Doctor Doctor

Em setembro, Grant Morrison lançará uma nova HQ pela Image Comics chamada Happy!, que fala sobre um psicopata vestido de Papai Noel. Para se focar a ela e por já ter contado todas as histórias de super-heróis que desejava, o roteirista sairá da DC Comics.

“A ideia sempre foi que eu as continuasse escrevendo até o momento que me desse prazer e elas permitissem eu me expressar. Isso ainda acontece, mas posso ver o fim chegando rapidamente”, disse o escritor em entrevista concedida ao site Comic Book Resources. “Estou chegando ao final da longa trajetória que planejei durante anos e as coisas que estou desenvolvendo agora são um pouco diferentes.”

Ele explicou que tão logo conclua sua trajetória com os dois títulos que escreve atualmente para a DC, Action Comics e Batman Incorporated, será o fim – ao menos por enquanto – de sua trajetória com super-heróis. “Honestamente, assim que terminei Supergods, senti que tinha dito tudo o que eu precisava dizer sobre o tema. Além disso, assim que terminar meu trabalho com Batman Incorporated e o Superman e Multiversity meio que estiver pronto, será como um adeus”, disse.

O fim, que já está bem perto, será no primeiro semestre de 2013. Segundo Morrison, sua jornada com o Superman se encerra em janeiro em Action Comics 16 e em maio será vez de dizer adeus ao Homem-Morcego em Batman Incorporated 12.

Vale lembrar que Multiversity será uma série fechada de oito edições e que Morrison ainda possui planos para uma graphic novel adulta da Mulher Maravilha. Ambos projetos autocontidos.

Desde seus primeiros trabalhos com super-heróis em Doom Patrol e Animal Man, Morrison arrebanhou milhares de fãs ao redor do mundo (dentre os quais eu). Para quem deseja vê-lo novamente no gênero, o roteirista ainda deixa alguma esperança. “Não estou dizendo que nunca mais vou escrever super-heróis, mas somente que minha relação com eles mudou e que não estou certo se quero manter esse impiedoso ritmo de produção.”

Conhecendo a trajetória de Morrison, é perfeitamente crível que ele esteja se sentindo limitado por escrever no mesmo gênero há tantas décadas. Mas, quanto ele fala sobre “impiedoso ritmo de produção” é difícil não pensar se outro motivo para sua atual decisão não seria a atual reestruturação na DC, que já afastou tantos artistas de renome, dentre os quais George Perez.

Seja como for, a maior parte das séries mensais da editora são de baixa qualidade e perder Morrison é um luxo ao qual ela não podia se dar. Sinceramente, se eu fosse editor da DC, estaria muito preocupado. Tão preocupado quanto os integrantes do Queen com a morte de Freddie Mercury.

Renato LebeauquadrinhosDC Comics,Grant MorrisonDiretamente do SOC! TUM! POW! – por Doctor Doctor Em setembro, Grant Morrison lançará uma nova HQ pela Image Comics chamada Happy!, que fala sobre um psicopata vestido de Papai Noel. Para se focar a ela e por já ter contado todas as histórias de super-heróis que desejava, o roteirista...O Impulso HQ é um site dedicado à cultura geek e traz, diariamente, novidades sobre quadrinhos, cinema e games, além de conteúdo em vídeo. Somos nerds a serviço do seu entretenimento. Bem-vindo!
Compartilhe