Quando mais uma edição do Festival Internacional de Quadrinhos tem início, o que se vê a transformação da capital de Minas Gerais, Belo Horizonte, na capital nacional dos quadrinhos. A Serraria Souza Pinto se torna o palco de um evento que reúne artistas, exposições, lançamentos, oficinas e muito mais.

A oitava edição do FIQ, que homenageia o genial Laerte, deu início aos seus trabalhos na última quarta-feira, 13 de novembro, de maneira amistosa e promissora mesmo sem a presença de todos os convidados previstos na programação. Após alguns passos quase aleatórios e já me deparei com o talentoso Vitor Caffagi (Laços, Valente por opção) autografando seus trabalhos para os fãs (entres os quais me incluo).

Bem próximo estão caros amigos, feitos nas edições anteriores do evento, como a turma do Quadro a Quadro e o Fórum de Quadrinhos do Ceará também colocaram suas produções na prateleiras do stand, prontos para conversar e, legitimamente, promover e vender suas HQs.

Nada diferente do que faziam os artistas do selo Petisco, enquanto stands como a Devir e Panini ainda aguardavam a chegada de material, mas creio que jamais deixará de ser notável o esmero dos independentes. Não obstante, me recordo das palavras do mago inglês Alan Moore “a verdadeira energia de qualquer forma de arte sempre veio das margens sujas, infectas e negligenciadas”. Lógico que esse pensamento não traduz a situação ao pé da letra, pois não há nada sujo ou infecto (sem propósito), mas há energia na produção independente.

Vagando por entre pequenos grupos de estudantes do ensino público fundamental que apreciavam e comentavam as exposições, uma vez que o evento é uma realização da prefeitura, deparei com as portentosas áreas destinadas a livraria Leitura e a loja Comix. Entre elas, nas mesas para amostragem e vendas de HQs, mais uma boa leva de competentes quadrihnistas do circuito independente, como o carioca Anderson B. (Felinos), os paulistas do selo Croma (parceiros da Júpiter II de José Salles) e os baianos responsáveis pelo O Quarto ao lado entre outros.

Quando eu estava próximo de terminar essa primeira volta pelo interior da Serraria (tomada por um calor inclemente ainda antes das 11h da manhã) vejo Geraldo Borges, artista brasileiro que atualmente empresta seu talento para o título Lanterna Verde e os Novos Guardiões (livre tradução) à vontade, oferecendo aos jovens artistas (facilmente identificáveis pela pasta com páginas de portfólio) conselhos gentis, preciosos e pertinentes sobre como se apresentar corretamente quando o intuito é ingressar no concorrido mercado de desenhistas que trabalham para as editoras norte-americanas.

A descontração era tamanha que em poucas palavras já desatamos a comentar a escalação de Ben Affleck para Batman (com a qual concordamos, diga-se de passagem) e outras de nossas expectativas para a sequência do filme do Homem de Aço.

Enfim, impulsivo leitor. As primeiras impressões foram as melhores possíveis e o evento está apenas começando. A programação prossegue com diversos atrativos, convidados internacionais muito legais, e se você pode, não deixe de aproveitar e prestigiar o evento com sua presença.

Conversei com diversos desenhistas e concordamos que o fazer cotidiano dos profissionais de quadrinhos é por vezes solitário, mas um evento como o FIQ é uma confraternização, uma festa de oportunidades em vários sentidos. Você sabe que está convidado, então apareça, divirta-se e comprove você mesmo!

Não deixe de conferir o nosso álbum de fotos do FIQ!2013 no Facebook, clicando aqui.

Dennis RodrigoquadrinhosFestival Internacional de Quadrinhos,FIQQuando mais uma edição do Festival Internacional de Quadrinhos tem início, o que se vê a transformação da capital de Minas Gerais, Belo Horizonte, na capital nacional dos quadrinhos. A Serraria Souza Pinto se torna o palco de um evento que reúne artistas, exposições, lançamentos, oficinas e muito mais. A...O Impulso HQ é um site dedicado à cultura geek e traz, diariamente, novidades sobre quadrinhos, cinema e games, além de conteúdo em vídeo. Somos nerds a serviço do seu entretenimento. Bem-vindo!
Compartilhe