14

Pri Perca

Para quem ainda acha que quadrinhos é coisa apenas de meninos, separamos par ao post de entrevistas de hoje realizadas durante o FIQ!2009 o bate-papo com Pri Perca, que produz o fanzine Lapso, um projeto experimental da quadrinhista que demonstra versatilidade nos traços em cada página e um humor inteligente a cada quadro.

Durante a entrevista a simpática Pri Perca fala sobre sua produção com a Lapso e como funciona a sua experimentação, como o publico recebe o seu zine, suas referências e responde a pergunta que não poderia faltar: meninas nos quadrinhos.

Não deixe de conferir os links para as galerias de imagens do FIQ!2009 no fim do post!

Acompanhe a entrevista:

IHQ: Sobre o que é a Lapso?
Pri Perca:
A Lapso nada mais é que uma experimentação minha, então tento não me limitar a tema fixo como só histórias de amor, só comédia, etc., mas por uma tendência minha acaba indo para um lado cômico porque tenho uma afinidade em fazer piadinhas, mas tema não tem. Na verdade são treinos, tento não desenhar a mesma coisa para poder experimentar bastante, não tem nada fixo na revista.

IHQ: Falando de experimentação, percebe-se na Lapso uma mudança total no estilo do traço, isso é proposital?
Pri Perca:
Totalmente, porque uso a revista como meu portifólio para levar para as editoras como a Abril, por exemplo, para pegar os freelas, então tenho que mostrar a versatilidade, então quanto mias estilos diferentes eu consigo mostrar e que eu consiga manter a qualidade sem destoar o estilo é melhor pra mim.

Tento não repetir os estilos porque eu não vendo a revista para divulgar o meu traço para o leitor dizer “isso foi a Pri que fez”, eu faço mais para ver os meus limites, a revista é uma experimentação minha que eu levo para o público, e é a minha primeira revista e não pretendo que seja nada grandioso.

IHQ: Fora a Lapso você produz outros fanzines?
Pri Perca:
Eu faço webcomics, e outros projetos paralelos, só que como não tenho nada feito efetivamente, então está meio no ar. Quando ficar pronto vocês vão saber.

IHQ: Uma pergunta que não dá pra faltar. Garotas nos quadrinhos. Como você enxerga essa relação?
Pri Perca:
Olha é mais normal que as pessoas imaginam, pode ter menos meninas no mercado, mas eu acho que é uma questão de tempo. Não tem diferença, é tudo igual, todos produzem igual, desenham igual, tem o mesmo nível de perfeição e nível produção. È uma coisa mais cultural que HQ é coisa de menino, mas acho que isso já está virando passado.

Eu conheço várias meninas que fazem quadrinhos, só que elas fazem webcomics, inclusive eu conheço muito mais mulheres que produzem webcomics do que homens. No Brasil a produção feminina pelo que estou vendo aqui (no evento), está reduzida, mas acho estranho porque eu sempre produzi para o exterior antes de lançar aqui, o Lapso é a minha primeira publicação nacional, mas já fiz mais de oito webcomics em inglês, e os leitores, os desenhistas, os escritores a maioria é mulher, então pra mim o esquisito é quando você tenta adaptar.

Então fica um misticismo de que é estranha ou diferente a produção feminina, mas não tem nada demais, porque é tudo igual, todos dormem igual, comem igual, é a mesma coisa.

IHQ: Qual é a receptividade do público com a Lapso?
Pri Perca:
A primeira pergunta é: “Você desenha todos esses traços?”. As pessoas não acreditam quando falo que fiz a revista sozinha, justamente pela mudança drásticas, que é o efeito que eu queria, mostrar que realmente consigo fazer traços diferentes, mas eles mantêm um pingo de personalidade.

E a receptividade está muito boa, cheguei aqui pensando que não ia vender nada, foi mais no boca a boca, o primeiro vendeu e ai um leu do amigo e veio comprar também, e começou esse amigo do amigo, ouvi falar que é aqui que vende a Lapso. Geralmente quando a pessoa não conhece o meu trabalho e não conhece a Lapso, ela pega mais pelo desenho da capa.

lapso

IHQ: Para as experimentações você busca alguma referência?
Pri Perca:
Na Lapso eu prefiro não olhar nada. Inclusive na Lapso não tem o meu traço oficial, se você olhar as minhas webcomics e comparar dá pra perceber que tem a pegada mas o traço não. Tento não desenhar do meu jeito ainda na Lapso, mas para o meu traço oficial eu uso referência.

IHQ: Sem o auxilio da referência como funciona o processo produtivo da Lapso? Como você sabe que traço usar de acordo com a história?
Pri Perca:
Justamente por não ter um traço fixo, eu posso escolher o que combina melhor com a história, então escrevo primeiro e depois penso o que ficaria melhor com o roteiro e não ao contrário, do tipo eu consigo desenhar de um jeito então só posso escrever história de um tipo. Se for uma história de criança então faço um traço infantil, é uma história cotidiana então faço um traço mais sério, se é uma história que o traço não importa porque o texto é o que importa mais, faço um traço que se apague.

Isso é o processo inverso do que eu faço com o meu traço normal, que é o que eu consigo desenhar, então busco um roteiro que funcione com o meu traço. Na Lapso sempre tento experimentação eu faço o caminho oposto, e vejo o que se encaixa melhor, algumas histórias eu faço vários rascunhos antes de virar alguma coisa, tem várias páginas que vão para o lixo.

IHQ: Para esse ano teremos mais Lapso?
Pri Perca:
Terá uma Lapso especial do FIQ! e vai continuar seguindo. Para o final do ano terão outras produções sim, mas não quero adiantar nada, gosto de falar quando apenas quando já existe o material, e provavelmente para o ano que vem outras coisas maiores. A Lapso até o final do ano terão várias porque é quinzenal, então tem bastante ainda.

__________________________________

Confira as galerias de imagens sobre o FIQ! 2009:

Galeria 1 | Galeria 2 | Galeria 3 | Galeria 4

Renato Lebeauquadrinhosfanzine,festval internacional de quadrinhos,FIQ,lapso,Pri Perca,webcomics,zinePri Perca Para quem ainda acha que quadrinhos é coisa apenas de meninos, separamos par ao post de entrevistas de hoje realizadas durante o FIQ!2009 o bate-papo com Pri Perca, que produz o fanzine Lapso, um projeto experimental da quadrinhista que demonstra versatilidade nos traços em cada página e um...O Impulso HQ é um site dedicado à cultura geek e traz, diariamente, novidades sobre quadrinhos, cinema e games, além de conteúdo em vídeo. Somos nerds a serviço do seu entretenimento. Bem-vindo!
Compartilhe