Visto no Gibizada

O Rio de Janeiro deve ficar mais engraçado por um mês. Ao menos no que depender dos desenhos de humor que estarão expostos em cinco mostras abertas ao público nesta quinta-feira, no Centro Cultural Correios, e em cartaz até o dia 23 de novembro: “Angeli genial”, “Laerte et real”, “Ver Verissimo”, “World Press Cartoon” e “Prêmio Desenho de Imprensa 2008”, cujo resultado saiu na quarta-feira, dando início ao Primeiro Festival Internacional de Humor do Rio de Janeiro.

Foram escolhidos três vencedores em três categorias: Ilustração, Desenho de Humor e Caricatura.

Os melhores ilustradores, na ordem, são: FC Lopes com o trabalho “O livro do medo”, publicado no Correio Braziliense; Carlus com “História sem muitas palavras” (O Povo); e “Tulio Carapiá com “Abaixo a Bastilha” (A Tarde).

Na categoria “Caricatura” os vencedores foram “Hippert” com “Ronaldo Fenômeno” (O Dia); Cavalcante com “João Ubaldo e Jorge Amado” (O GLOBO); e Cau Gomez com “Chavez” (Veja).

Em “Desenho de Humor”, saíram premiados Bruno Drummond com “Gente Fina” (O GLOBO); Jean com “Cuba” (Folha de S. Paulo); e Greg com “Vingança do diabo” (Diário de Pernambuco).

O primeiro lugar recebe R$ 6 mil, o segundo R$ 4 mil e o terceiro ganha o troféu oficial do evento, assim como os dois primeiros. Na categoria “Ilustração” houve um empate entre os os dois primeiros lugares e, assim, cada um receberá R$ 5 mil.

Além de homenagear Angeli, Laerte e Luis Fernando Verissimo, o prêmio procurou dar crédito a trabalhos previamente produzidos para jornais, diferentemente do Salão Carioca de Humor, outro festival organizado pela mesma equipe, que tem Ricky Goodwin entre seus coordenadores.

Segundo André Hippertt, editor executivo de arte de O DIA e autor do desenho “Ronaldo Fenômeno”, primeiro lugar na categoria “Caricatura”, esta é a principal importância do prêmio.

– Creio que essa é uma iniciativa excepcional para a valorização do trabalho dos profissionais da imprensa que atuam na área. Existia essa lacuna e o pessoal da Organização do Festival foi muito feliz em perceber isso e em tomar essa iniciativa.

Não sei como ninguém havia pensado nisso antes! Se você parar para pensar, não existe nenhum prêmio de âmbito nacional para ilustrações especialmente produzidas para serem publicadas.

Temos o Esso de Criação Gráfica, mas os premiados em sua maioria, acabam sendo os designers que criaram a página. É muito difícil uma ilustração ganhar um prêmio desses (pelo que eu me recordo, nenhuma ganhou até hoje) – explica Hippert por email ao Gibizada.

– Temos os Salões de Humor, mas eu os vejo como porta de entrada para novos talentos, e além do mais, os trabalhos inscritos nesses salões, são trabalhos produzidos especialmente para eles, isto é, o artista não sofre a mesma pressão de um profissional que, às vezes, leva meses elaborando seu projeto.

Além do mais, esses salões só abrangem a parte do humor, o pessoal da ilustração fica de fora. Enfim, para mim é uma honra ganhar esse prêmio, ainda mais tendo como ‘concorrentes’ na categoria trabalhos de profissionais que admiro muito e que estavam num altíssimo nível.

Espero sinceramente que esse prêmio tenha vida longa e venha em breve a se tornar um dos mais importantes do país.

Opinião compartilhada pelo ilustrador Cavalcante, que diz ter enviado três trabalhos, todos publicados no caderno Prosa & Verso, do GLOBO, para concorrer ao prêmio: “Mário de Andrade”, “Manuel Bandeira” e “João Ubaldo e Jorge Amado” (abaixo), eleito vencedor.

– Não costumo concorrer mais a prêmios em festivais como o Salão Carioca de Humor, até porque já participei de muitos, mas fiz questão de me inscrever neste porque prestigia trabalhos publicados em jornais – conta Cavalcante, que diz ter feito o desenho de “João Ubaldo e Jorge Amado” no mesmo prazo de costume. – Como sempre, em jornal, fiz no tempo normal: de um dia pro outro.

Outro que ficou feliz por ter sido premiado foi o ilustrador Bruno Drummond, responsável por uma coluna chamada “Gente Fina”, publicada, todo domingo, na Revista O GLOBO.

A editora Desiderata já lançou uma coletânea com as melhores da divertida série. Seu desenho, na abertura deste post, ganhou o primeiro lugar na categoria “Desenho de Humor”:

– Foi uma enorme alegria receber a notícia desse prêmio no meio de tanta gente boa! Confesso que foi uma surpresa. Sou bastante critico com o que faço, e faço com muito carinho e dedicação.

Qualquer comentario negativo me afeta muito mais do que os elogios, mesmo que estes sejam mais numerosos. Esse prêmio me deixou eufórico, o que deve durar, pelo menos, mais 24 horas.

Mas o espaço nos jornais continua como sempre foi: ruim. Com excessão das revistas ilustradas do inicio do século passado e das publicações independentes mais recentemente, o espaço para o humor gráfico sempre foi pequeno na imprensa nacional.

A internet tem sido a solução para os novos cartunistas e alguns dos melhores nomes da minha geração surgiram daí. Eu, pessoalmente, prefiro o desenho impresso. Gosto do cheiro de tinta e da textura do papel.

Felizmente, muitos desses autores estão migrando da tela do computador para as páginas dos livros e já posso tê-los na minha estante. Iniciativas como o Festival Internacional de Humor ajudam a divulgar o trabalho dos cartunistas e, tão importante quanto, dos jornais que os abrigam e que deveriam servir de exemplo, como o Diário de Pernambuco que recebeu o prêmio “Valorização do Desenho” no Festival.

Por email, Christiano Mascaro, editor de arte do Diário de Pernambuco e da revista de quadrinhos “Ragú”, explica a HQ “Vingança do diabo” (ao lado), de Greg, publicada no jornal e terceiro lugar na categoria “Desenho de Humor”:

– Foram três HQs publicadas em página inteira nas edições do especial sobre Lampião. As HQs ilustram momentos da vida do cangaceiro e se passam no contexto cronológico dos respectivos fascículos.

A primeira vez que adaptamos algo assim para os quadrinhos aqui no Diário foi no especial sobre os 80 anos de Ariano Suassuna.

Fiz uma HQ sobre o assassinato do pai dele. Esse especial foi finalista do Esso ano passado na categoria criação gráfica.

Visto no Gibizada

Renato LebeauquadrinhosAngeli,cartoon,Festival Internacional de Humor,Laerte,VerissimoVisto no Gibizada O Rio de Janeiro deve ficar mais engraçado por um mês. Ao menos no que depender dos desenhos de humor que estarão expostos em cinco mostras abertas ao público nesta quinta-feira, no Centro Cultural Correios, e em cartaz até o dia 23 de novembro: 'Angeli genial', 'Laerte...O Impulso HQ é um site dedicado à cultura geek e traz, diariamente, novidades sobre quadrinhos, cinema e games, além de conteúdo em vídeo. Somos nerds a serviço do seu entretenimento. Bem-vindo!
Compartilhe