fr_problem

Visto no Universo HQ – por Sérgio Codespoti

Uma disputa política e muitas despesas podem impedir a realização do Festival de Angoulême, um dos eventos de quadrinhos mais importantes da Europa, em 2010.

Há poucos dias do início da divulgação do Festival para a Imprensa, surge a notícia da disputa entre a prefeitura de Angoulême e a organização do evento, e que o 37º Festival de Angoulême, programado para acontecer entre 28 e 31 de janeiro de 2010, poderia ser cancelado sem rodeios.

Frank Bondoux, diretor-geral do evento, parece estar jogando uma cartada política para pressionar a prefeitura da cidade, ou mais precisamente o prefeito Philippe Lavaud, há poucas semanas das eleições regionais.

Curiosamente, nenhum governo fez mais pelos quadrinhos, afinal, a prefeitura de Angoulême tem um contrato de três anos com o evento, proporcionando subsídios financeiros que totalizam um milhão de euros (aproximadamente R$ 2.560.000,00).

Mas a despesa não acaba aí. Outras entidades do governo regional participam dessa fatia do bolo com um total de 250 mil euros. O resto é coberto pelo Ministério da Cultura, patrocínio privado (como por exemplo, da companhia ferroviária francesa e da livraria FNAC) e até de bancos.

A briga com a prefeitura está em torno do custo técnico de montagem e desmontagem das centenas de barracas de exposição, uso dos funcionários municipais e fornecimento de materiais de todos os gêneros, somando um custo que gira em torno dos 400 mil euros.

A prefeitura pretende reduzir estes benefícios para 2010, pois, para Lavaud, não há como justificar estes custos, afinal estas barracas são usadas em atividades comerciais.

O prefeito afirma que quer moralizar o uso do dinheiro publico, e quer que esta conta seja dividida entre a prefeitura e os expositores que usam as barracas para o comércio de produtos relacionados com o Festival e com os quadrinhos.

Parte do problema e da sua solução parece estar nos contratos de prestação de serviço assinados entre o evento e a prefeitura.

A prefeitura insiste que a interpretação de Frank Bondoux (o diretor-geral do evento, e proprietário da empresa que o realiza desde 2007, de acordo com uma série de leis e concessões) do contrato está errada.

Apesar disso, o prefeito Lavaud garantiu que o problema será resolvido nas próximas reuniões.

Independentemente disso, essa pressão aparente de Bondoux num momento próximo das eleições, pode ter criado um sério problema para a captação de recursos e a realização de festivais futuros.

Visto no Universo HQ – por Sérgio Codespoti

Renato LebeauquadrinhosFestival de Angoulême,Frank Bondoux,HQs,quadrinhosVisto no Universo HQ – por Sérgio Codespoti Uma disputa política e muitas despesas podem impedir a realização do Festival de Angoulême, um dos eventos de quadrinhos mais importantes da Europa, em 2010. Há poucos dias do início da divulgação do Festival para a Imprensa, surge a notícia da disputa entre...O Impulso HQ é um site dedicado à cultura geek e traz, diariamente, novidades sobre quadrinhos, cinema e games, além de conteúdo em vídeo. Somos nerds a serviço do seu entretenimento. Bem-vindo!
Compartilhe