Após a sua palestra na Comic Fair, o Impulso HQ conversou com Thiago Spkyked, ilustrador, quadrinhista e fundador da Editora Crás, sobre o atual trabalho da editora. Acompanhem:

Impulso HQ: Primeiro, gostaria que você se apresentasse aos leitores do Impulso HQ. Quem é Thiago Spyked?
Thiago Spyked:
Meu nome é Thiago Spyked, eu sou ilustrador formado em designer gráfico, trabalho no mercado editorial e publicitário. Sempre gostei de desenhar e de quadrinhos e comecei a publicar de maneira independente em 2004, coisa bem amadora mesmo em xerox com umas 20 cópias só que eu vendia para os amigos.

Conforme o tempo passou eu expandi o meu conhecimento, fiz faculdade amaduceri as idéias e fui seguindo, progredindo… e hoje eu montei a editora Crás, uma editora só de quadrinhos, formada por autores independentes.

IHQ: Como é o trabalho da editora Crás?
T.S.:
A linha da Crás é assim: são os próprios autores que entram com o investimento financeiro e a gente procura fazer em trabalho focar na revista e no autor. Por isso a gente não trabalha com antologias, focamos na divulgação de uma obra ou personagem.

Até mesmo porque fica muito mais viável para a gente construir e comercializar certos tipos de produtos como camisetas e botons. Eu vejo que o leitor ele acaba tendo uma empatia maior quando a gente trabaçha dessa forma.

IHQ: Qual é a linha temática dos trabalhos publicados pela Crás?
T.S.:
Normalmente eu deixo isso bem aberto para cada autor, mas vejo que a gente está caindo mais para a linha infato-juvenil, com aventura e humor. Não temos nada muito alternativo ou específico de tribos.

IHQ: Gostaria de saber em que ano você fundou a Crás e se ela é uma empresa aberta?
T.S.:
Iniciamos em 2008. Já conhecia os autores de longa data, todos da época dos fanzines e a gente passou pelo processo de reedição de nossos materiais, para deixar o acabamento mais profissional, padronizar certos formatos e tudo mais. Com a junção do grupo a gente conseguiu mais parcerias de gráficas para que a produzir o material. Em meados de 2008 começamos a dar as caras com esse material novo, reeditado e com qualidade profissional.

A Crás é sim uma microempresa, a gente não tem escritório físico ainda – as cosias acontecem mais pela internet mesmo, mas eu acabo juntando com os trabalhos que faço na área de design de publicidade, institucional, livro etc.

IHQ: O fato de ter uma empresa aberta facilita alguma coisa?
T.S.:
O que eu senti até agora é que o fato de ter uma empresa aberta passa uma credibilidade maior para os leitores. Fazer as pessoas conhecerem uma coisa nova ainda é uma grande dificuldade. Então, quando a gente apresenta esse fato de que somos uma empresa, somos profissionais – a gente está trabalhando mesmo, não é amadorismo – isso passa uma segurança maior para os leitores. Com toda a experiência que a gente tem, é uma diferença muito grande a gente se apresentar dessa forma.

IHQ: As publicações da Crás são feitas por histórias fechadas ou seriadas?
T.S.:
Varia. Temos histórias fechadas num volume só e séries contínuas.

IHQ: Quantos títulos a Crás já publicou?
T.S.:
Até o momento são cerca de 10 títulos. Trabalhamos com dois formatos: 20 x 14,5 cm – que é um formato mais próximo do formato gibi, que é mais popular e o formato pocket que é exclusivo para o formato de tiras. O pocket é vendido a R$ 1,00 – o formato é para ser vendido a um preço barato para as pessoas terem contato com o material de nossa autoria.

IHQ: Aonde os leitores podem encontrar as publicações da Crás?
T.S.:
Vocês encontram em nossa loja virtual (www.editoracras.com.br). Tem também nosso blog onde se pode encontrar também as novidades da editora – todo mês a gente participa de algum evento. A loja Comix, em São Paulo/SP, também possui nosso acervo.

Fora de São Paulo a gente envia por correios. Estamos estudando alguns pontos para ver quais os mais viáveis. Não é só pegar e jogar numa banca de jornal, a gente procura estudar muito bem aonde vamos deixar nossos produtos que é para não dar um passo maior que a perna.

Nossa distribuição é mais focada em eventos e Internet, mesmo porque nossas tiragens não são muito altas, cerca de 1.000 exemplares. É uma tiragem pequena, mas estamos num momento em que esta sendo viável, conseguimos publicar e manter a editora.

IHQ: A editora está aberta para quem quiser enviar trabalho?
T.S.:
Com certeza. Funciona como uma editora normal: a pessoa envia sua proposta, uma sinopse do material, algumas páginas para a gente ver a arte e informações do projeto (quantos volumes terão, número de páginas etc.).

Oferecemos todo o suporte de divulgação com a participação em eventos e em outros aspectos como confecção de camisetas. Só o custo de produção que fica com o autor, a Crás não entra com dinheiro, ainda não estamos nesse nível.

IHQ: E como está sendo o retorno do público?
T.S.: J
á a algum tempo eu não tenho mais dúvidas do potencial de nossos produtos. Acho que é uma questão de tempo para a gente viabilizar produtos cada vez mais e melhor. Recebemos um retorno sempre positivo do público, principalmente por nossa postura profissional que a gente tem mostrado e o público respeita e valoriza isso.

IHQ: Essa confiança que você tem com a qualidade do material você também tem no público? O Brasil tem consumidores de quadrinhos nacionais?
T.S.:
Eu vejo da seguinte forma: As pessoas que querem comprar quadrinhos, não levam em consideração o fato deles serem nacionais ou não, é pelo quadrinho em si, a proposta ser legal, o acabamento ser profissional.

Assim como música, não acho que as pessoas ouvem música brasileira por ser brasileira, elas escutam por ser legal e por conseguirem se identificar com a música. Eu vejo os quadrinhos da mesma forma. O problema é a exposição e divulgação.

Alexandre ManoelentrevistasComic Fair,Editora Crás,Thiago SpykedApós a sua palestra na Comic Fair, o Impulso HQ conversou com Thiago Spkyked, ilustrador, quadrinhista e fundador da Editora Crás, sobre o atual trabalho da editora. Acompanhem: Impulso HQ: Primeiro, gostaria que você se apresentasse aos leitores do Impulso HQ. Quem é Thiago Spyked? Thiago Spyked: Meu nome é...O Impulso HQ é um site dedicado à cultura geek e traz, diariamente, novidades sobre quadrinhos, cinema e games, além de conteúdo em vídeo. Somos nerds a serviço do seu entretenimento. Bem-vindo!
Compartilhe