Com o seu trabalho de colorização nas publicaçõe Casanova: Avaritia e Casanova: Gula, a brasileira Cris Peter foi indicada no prêmio mais importante da indústria dos quadrinhos internacional

O Eisner Award, considerado o Oscar dos quadrinhos, divulgou a lista dos indicados deste ano. O destaque é a nova revista mensal do Demolidor, escrita por Mark Waid, que teve seis indicações, incluindo melhor série, melhor escritor e melhor artista.

Mas para nós brasileiros o destaque foi a artista gaúcha Cris Peter, que foi indicada na categoria “Melhor colorista”, pelo seu trabalho em Casanova: Avaritia e Casanova: Gula, publicadas pela Marvel, pelo selo Icon.

Cris é a primeira mulher brasileira a entrar na lista dos concorrentes, e o Impulso HQ entrou em contato com a artista para saber um pouco mais desse seu momento profissional e como é o seu trabalho com Casanova. Confira:

IHQ:Você esperava a indicação? Como você recebeu a notícia?
Cris Peter:
Realmente não esperava uma indicação. Inclusive nem me inscrevi para a SDCC, já estava decidido que eu não iria este ano. Agora estou correndo atrás pra ver se consigo ir assistir a premiação. Os candidatos são todos maravilhosos, e o páreo é duro, mesmo assim, não posso deixar de participar do evento quando essa indicação por si só é tão especial! Fiquei sabendo da indicação no dia 2 de abril, quando Matt Fraction comunicou a equipe via e-mail, dei um grito desesperado aqui na frente do computador. Mas eu ainda estava achando que era alguma pegadinha de 1º de abril até ver o comunicado oficial no dia 4.

IHQ:Como foi o convite para trabalhar com Fraction, Bá e Moon?
C.P.:
Eu ainda não sei bem como aconteceu! Eu e os gêmeos nos conhecemos em convenções, e só nos encontrávamos em convenções (eles moram em São Paulo e eu em Porto Alegre). Nunca mostrei pra eles meu portfólio. Quando o Gabriel Bá entrou em contato comigo foi uma surpresa! Se não me engano, foi o Rod Reis que indicou o meu nome pra eles durante um Troféu HQMIX. Brigadão, Rod!

IHQ:Como é essa relação de trabalho de colorista digital em Casanova? Você tem total liberdade de sugerir as cores e texturas e executá-las? Como é esse processo?
C.P.:
Os gêmeos gostam de ter certo controle com as cores, e como todos da equipe tinham um enorme receio de colorir a série (que já havia sido publicada em preto, branco e mais um tom), estavam todos de olho no meu trabalho hehehe. Eles me deram algumas sugestões de referência e fiz as páginas teste. Não tive muito problema com o estilo de colorização recortado, pois sempre foi o meu favorito.

Do meu teste, surgiu a idéia da paleta limitada. Os gêmeos escolheram 43 cores das minhas páginas teste e solicitaram que aquela fosse a paleta para todas as edições do primeiro arco. Desde então, cada arco tem sua paleta específica de cores, que combino de mil e uma maneiras pra compor ambientes e cenas de emoção, perigo, etc. O primeiro arco, LUXURIA, era caracterizado pela maioria de tons verdes; GULA, tons de azul; e AVARITIA, vermelhos.

É um trabalho que exige muito desapego do que é “real”. A pele dos personagens pode ser verde com sombras marrons, cabelos podem ser rosas com sombras em roxo e luzes amarelas. É um desafio a criatividade. Tenho que quebrar muito a cabeça para combinar cores em uma cena e ainda por cima fazer ela parecer diferente da cena anterior, usando somente poucas cores.

IHQ:Como você se sente sendo a primeira mulher brasileira a ser indicada? Na sua opinião isso abre parâmetro para novas artistas brasileiras embarcarem no universo das HQs ou precisa de algo mais?
C.P.:Tudo ainda é muito surreal. Tenho muito orgulho de mim mesma. Ser indicada já é um título, mas não acho que eu tenha aberto caminhos, o caminho sempre esteve aqui na nossa frente, eu só o segui. Qualquer mulher brasileira pode seguir também, é só se dedicar ao seu trabalho, as indicações e prêmios vão ser consequências disso. Eu sou só a primeira de muitas, né mulherada? 😉
______________________________________

As novidades dessa edição da premiação fica no quesito categorias. Foram adicionadas duas novas: Melhor Publicação para Jovens Leitores e Melhor Trabalho Acadêmico/Educacional. Quatro foram retiradas: Melhor Série Nova, Melhor Adaptação de Outra Mídia, Melhor Roteirista/Artista de Não-Ficção e Melhor Pintor/Artista Multimídia.

O Eisner Awards 2012 está programado para ocorrer no dia 13 de julho como parte da Comic-Con International em San Diego (SDCC).

Renato LebeauentrevistasCasanova,Cris Peter,Eisner AwardCom o seu trabalho de colorização nas publicaçõe Casanova: Avaritia e Casanova: Gula, a brasileira Cris Peter foi indicada no prêmio mais importante da indústria dos quadrinhos internacional O Eisner Award, considerado o Oscar dos quadrinhos, divulgou a lista dos indicados deste ano. O destaque é a nova revista mensal...O Impulso HQ é um site dedicado à cultura geek e traz, diariamente, novidades sobre quadrinhos, cinema e games, além de conteúdo em vídeo. Somos nerds a serviço do seu entretenimento. Bem-vindo!
Compartilhe