logo_bnhq

Para finalizar a semana o Impulso HQ traz uma entrevista com Glauco Guimarães, editor chefe da Editora Bossa Nova e é responsável pelo selo de histórias em quadrinhos da mesma, o Bossa Nova HQ.

A o selo Bossa Nova HQ se propõe a publicar somente títulos nacionais, e ano passado promoveu uma iniciativa de “caça talentos” para encontrar novos autores e para esse ano já planeja o seu primeiro lançamento o álbum “Proscritos”, de Beto Nicácio.

Durante a entrevista Glauco revela os planos da editora para 2009, o direcionamento dos títulos escolhidos, o processo de seleção, se os álbuns alcançaram o público de banca ou de livraria e por fim uma visão de Glauco sobre o momento do mercado nacional de HQs.

O Impulso HQ agradece a Glauco Guimarães pela entrevista e deseja sucesso e que a editora descubra grandes quadrinistas brasileiros.

Entrevista Glauco Guimarães:

Impulso HQ: Ao que se deve a criação do selo de quadrinhos da editora Bossa Nova?
Glauco Guimarães:
Conheci o diretor da Bossa Nova por intermédio de amigos, e em nossas conversas ele se interessou muito sobre o mundo dos quadrinhos, pois eu sempre levava comigo algum exemplar de álbum. Depois de algum tempo veio o convite de comandar o segmento de HQ da editora.

poscritos_capa

IHQ: A editora Bossa Nova é uma editora nova que se propõe em seu selo de quadrinhos apenas a publicar quadrinhos nacionais, como está sendo o planejamento e quais as estratégias para esse ano de 2009?
G.G.:
Começaremos o ano lançando o álbum “Proscritos”, de Beto Nicácio. E no decorrer de 2009 virão os outros escolhidos pela iniciativa do ano passado “Busca por talentos nacionais”

IHQ: Com as grandes editoras de super-heróis estrangeiros no Brasil dominando o mercado editorial de quadrinhos, qual foi o motivo da editora Bossa Nova querer entrar ramo editorial de HQs?
G.G.:
A Bossa Nova Hq quer apenas participar e oferecer oportunidade a novos escritores, nada mais do que isso.

IHQ: No ano passado a editora Bossa Nova promoveu uma iniciativa “caça talentos” com a proposta de ampliar a produção de HQ no Brasil com temas que atendam atualidades do país. Foi uma busca de autores que deveriam enviar o material para a análise sem a restrição de gênero. Esse ano a editora planeja fazer a mesma campanha para descobrir novos materiais?
G.G:
Não. Esse ano todos os recursos da BNHQ serão totalmente direcionados aos artistas escolhidos pela iniciativa do ano passado. Talvez, no fim do ano possamos receber mais projetos.

IHQ: No blog da editora está divulgado que vocês receberam mais de 500 e-mails de material, como foi feita a seleção?
G.G.:
A pré-seleção foi feita por mim e depois encaminhada para a comissão editorial para avaliação e seleção  dos projetos com maior potencial. O contato com o os autores e a edição do trabalho são de minha responsabilidade.

poscritos_01
IHQ.: O que os leitores podem esperar do álbum Proscritos, de Beto Nicácio que está em produção?
G.G.:
Quem procura boas histórias, um desenho sublime, e acabamento de qualidade vai gostar muito de “Proscritos”.

IHQ.: Pela capa e pela descrição que está no site “conheça o sertão visceral de Beto Inácio” percebe-se que será uma publicação situada no Brasil e com um forte apelo cultural nacional, essa pode ser uma característica das próximas publicações da editora?
G.G.:
Selecionar somente artistas nacionais não significa que publicaremos somente assuntos relacionados ao Brasil. Calhou do primeiro lançamento ser tão regional, pois o trabalho do Beto é magnífico.  Selecionamos vários tipos de historias, e estilos de desenho. Vocês podem esperar uma diversidade grande de álbuns.

IHQ: Qual a periodicidade que a editora planeja publicar os quadrinhos e eles irão para as bancas, ou serão álbuns de livraria com um perfil mais de luxo?
G.G.:
O posicionamento da BNHQ é de álbuns de Arte. Portanto somente distribuiremos para livrarias. Não existe uma periodicidade, pois não temos um titulo, ou algo que poderia sair mensalmente. À medida que os álbuns forem sendo produzidos e finalizados, serão lançados.

IHQ: Os artistas nacionais estão cada vez mais em evidência lá fora, ano passado foi um ano excelente para a divulgação com os prêmios dos irmãos Bá e Moon e de Grampá, como você analisa esses acontecimentos aqui dentro do mercado nacional e suas possíveis consequências?
G.G.:
Acho ótimo. Pois esses prêmios abriram na grande mídia uma exposição para o quadrinho nacional. Espero que continue assim. Aliás o Grampá me surpreendeu, fica aqui meu registro, um dos melhores álbuns de 2008.

poscritos_02

IHQ: Os quadrinhos nacionais parecem entrar em uma fase de expansão com lançamentos independentes cada vez mais fortes e significativos, e algumas editoras maiores começam a investir nos artistas nacionais, você analisa essa visão editorial como uma tendência que veio pra ficar e crescer ainda mais, ou acha que é necessário cautela ainda para indicar uma nova era dos quadrinhos nacionais no Brasil?
G.G.:
Estive em Belo Horizonte nesse fim de 2008 e comprei muita coisa independente de lá. Se isso é uma tendência ou um reflexo da globalização, não sei dizer. A cena independente está mais organizada e o nível das historias melhorou, esta mais inteligente. Quanto à nova era dos quadrinhos quem vai responder a essa pergunta são os novos autores de HQ.

IHQ: Sempre se ouve sobre um possível preconceito sobre quadrinhos nacionais vindo do próprio publico leitor de HQ, você realmente acredita que isso existe ou que não passa de mito?
G.G.:
Acredito em trabalho bem feito e mal feito. A verdade é, se o trabalho for bom não importa a nacionalidade. Uma boa historia será sempre uma boa historia.

IHQ: Como o artista deve proceder para enviar projetos para a Editora Bossa Nova HQ?
G.G.:
No momento não estamos recebendo projetos, mesmo assim o artista pode entrar em contato conosco pelo e-mail [email protected]

Renato LebeauBeto Nicácio,Bossa Nova HQ,Editora Bossa Nova,Glauco Guimarães,ProscritosPara finalizar a semana o Impulso HQ traz uma entrevista com Glauco Guimarães, editor chefe da Editora Bossa Nova e é responsável pelo selo de histórias em quadrinhos da mesma, o Bossa Nova HQ. A o selo Bossa Nova HQ se propõe a publicar somente títulos nacionais, e ano passado...O Impulso HQ é um site dedicado à cultura geek e traz, diariamente, novidades sobre quadrinhos, cinema e games, além de conteúdo em vídeo. Somos nerds a serviço do seu entretenimento. Bem-vindo!
Compartilhe