douglas_galindo_abertura

Douglas Galindo é brasileiro, casado com a também desenhista Teresa (que já trabalhou na extinta área de quadrinhos da editora Abril).

Formado pela Instituto Metodista de Ensino Superior em Comunicação Social e pela FUJI Photo Filme do Brasil em Desenho Artístico e Publicitário, cresceu profissionalmente através de diversas agências desde 1982, como diretor de estúdio e de arte, com ampla experiência em programação visual e promoções.

Participou do jornal Clakete, foi premiado em concurso nacional da Abril, no III Concurso Fotográfico Itaú, além de desenhar a revista em quadrinhos do Capitão 7, Trabalhou na primeira agência de marketing de incentivo no Brasil, a Incentive House e foi professor de Desenho e Comunição Visual no Instituto Radial.

Desde 1989 oferece seu trabalho em carater free-lance.

Rod Gonzalez: Quando começou a desenhar quadrinhos? Você fez algum curso de desenho?
Douglas Galindo:
Sem querer ser arrogante, desde que me entendo por gente, rabiscava nas antigas folhas que embrulhavam pão, e desenhava personagens, estórias … Mas, só quando estava terminando a faculdade (em 1980), que tive oportunidade de “trabalhar” mesmo com desenho.

Na verdade, tentei, veja abaixo, mas acabei sendo mais autodidata do que um aluno
• Desenho com Luís Gê – 1992
• Desenho com Renato Campello – 1984
• Desenho Artístico e Publicitário – Pro-Tec – 1975

douglas_galindo_01

Rod Gonzalez: Como se tornou desenhista do gibi do Capitão 7 editado em 1980?
Douglas Galindo:
Foi por essa época da minha vida, que um colega de faculdade, que trabalhava em uma agência de publicidade, sabendo do meu interesse pelos quadrinhos, me convidou para esse projeto.

Rod Gonzalez: Como o gibi era vendido? Você imaginava que essa edição seria lembrada e comentada até os dias de hoje?
Douglas Galindo:
Na verdade era uma estratégia de marketing de venda, os clientes compravam “x” uniformes (fantasias) da fábrica do Capitão 7, e elaboravamos um encarte central de página dupla que seguia junto com um reparte para ser distribuido em sua loja ou rede de lojas.

Não, na época estava para estrear o primeiro longa do Super-homem com o Reeves, elaboramos um plano de reavivamento do personagem para o público juvenil, que previa inclusive um documentário para acompanhar esse filme e outras iniciativas promocionais, que se implementadas, poderiam ter dado outros rumos a história do Capitão 7, mas infelizmente isso não aconteceu e eu pensava que ninguém lembraria mais dessa edição.

douglas_galindo_02

Rod Gonzalez: Como foi a repercussão na época?
Douglas Galindo:
A aceitação do Capitão 7, sempre foi grande, porém no estúdio, eu tinha pouco contato com esse tipo de resposta do público, mas lembro de algumas cartas de crianças que se apaixonaram pelo Capitão 7.

Rod Gonzalez: Fale um pouco sobre a roterista dessa HQ.
Douglas Galindo:
O Maio Miranda, sempre foi para mim, uma pessoa generosa, entendeu minha inexperiência, mas me incentivou a vencer o desafio, lembro com carinho que até uma tradução de um material de HQ da Marvel ela me presenteou, aliás encadernei e a guardo até hoje.

douglas_galindo_03

Rod Gonzalez: É verdade que ela lhe deixou um roteiro com a continuação dessa HQ?
Douglas Galindo:
Outra prova de sua generosidade e de nosso otimismo com o Capitão 7.

Rod Gonzalez: E você ainda o possui? Chegou a desenhá-lo?
Douglas Galindo:
Sim, o considero um verdadeiro tesouro, mas infelizmente ainda não desenhei. Estou tentado fazê-lo, com minha experiência atual.

Rod Gonzalez: O que você desenhou depois dessa HQ do Capitão 7?
Douglas Galindo:
Trabalhos variados de publicidade e na área editorial, livros didáticos e para-didáticos (estórias).

douglas_galindo_04

Rod Gonzalez: Na revista do Capitão 7 que produziu também apareciam desenhos ensinando golpes de artes-marciais. Pratica alguma?
Douglas Galindo:
Hoje em dia não, mas na época tinha noções de judô, caratê, kung-fu e capoeira.

Rod Gonzalez: Soube que você desenharia HQs de uma revista em quadrinhos do apresentador de TV e comentarista policial Percival de Sousa. Fale sobre esse projeto. Foi cancelado?
Douglas Galindo:
Na verdade, não tive o prazer de tentar um projeto com o Percival, mas sim com o comandante Hamilton, ex-piloto do GUGU, e atual comentarista áereo da Band/Datena, muito do que foi criado vingou, até um programa de TV, mas há ainda muita coisa na gaveta.

douglas_galindo_05

Rod Gonzalez: Quais seus desenhistas brasileiros preferidos?
Douglas Galindo:
Tem muita gente que eu admiro, só para citar alguns:  Jayme Cortez, Eduardo Teixeira Coelho, Flávio Colin, Gedeone Malagola, Getúlio Delphim, Igayara, Lyrio Aragão, Nico Rosso, Moacyr Rodrigues, Mozart Couto, mas gostaria de prestar minha homenagem ao Zalla, a quem tive oportunidade de conhecer.

Rod Gonzalez: Qual seu super-herói brasileiro predileto?
Douglas Galindo: O Blenq!

Rod Gonzalez: Também vi seu nome em uma HQ que produziu do Araquem, uma espécie de super-herói brasileiro que foi criado para ser o mascote na Copa de 1986 e tinha um ator que fazia propagandas e apresentações na TV. Confere?
Douglas Galindo:
Foi uma HQ publicitária para a antiga rede Arapuã, com o personagem do Araquem, o show man. Envio esboço de capa. Desculpe, mas o arquivo sofreu com umidade, também com uma idade avançada

rod_16

Rod Gonzalez: Acredita no futuro da HQ nacional?
Douglas Galindo:
Sempre, “As pessoas loucas o bastante para acreditar que podem mudar o mundo, são as que o mudam” Jack Kerouac pelo Pavazine.

Rod Gonzalez: Como um interessado em te contratar para trabalhar em projetos relacionados a HQs e desenhos em geral pode entrar em contato com você?
Douglas Galindo: Tenho um site provisório, um dos meus projetos para este ano é  ano é atualiza-lo para este  aqui , por email ou telefone (11) 2940.5092.

Foi um prazer “falar” um pouco sobre uma de minhas paixões e vida.

Rod Gonzalez: Eu agradeço a gentileza de você ter respondido as minhas perguntas e dúvidas que eu tinha sobre esse fantástico trabalho que você realizou com o Capitão 7. Muito obrigado!

_________________________________

O Impulso HQ agradece mais uma vez a Rod Gonzalez por sua gentileza em enviar a entrevista e permitir que ela seja publicada.

Renato LebeauquadrinhosCapitão 7,Douglas Galindo,Editora Abril,Eduardo Teixeira Coelho,Flavio Colin,Gedeone Malagola,Getúlio Delphim,Igayara,Jayme Cortez,Luís Gê,Lyrio Aragão,Maio Miranda,Moacyr Rodrigues,Mozart Couto,Nico Rosso,Pavazine,Renato Campello,Super-Homem,ZallaDouglas Galindo é brasileiro, casado com a também desenhista Teresa (que já trabalhou na extinta área de quadrinhos da editora Abril). Formado pela Instituto Metodista de Ensino Superior em Comunicação Social e pela FUJI Photo Filme do Brasil em Desenho Artístico e Publicitário, cresceu profissionalmente através de diversas agências desde...O Impulso HQ é um site dedicado à cultura geek e traz, diariamente, novidades sobre quadrinhos, cinema e games, além de conteúdo em vídeo. Somos nerds a serviço do seu entretenimento. Bem-vindo!
Compartilhe