Eu sempre gosto de colocar aqui algumas notícias do Blog dos Quadrinhos, primeiro pela qualidade dos textos do Paulo Ramos, e pela diversidade de assuntos que envolvem HQs que sempre encontro lá.

E fora isso pelo respeito que tenho por ele, porque mesmo sem me conhecer e nunca ter sido aluno do Paulo Ramos, ele prontamente respondeu o meu e-mail quando solicitei algumas dicas sobre como manter um blog sobre histórias em quadrinhos, e o Impulso HQ segue firme.

Enfim, abaixo segue uma entrevista que encontrei no blog Guigo News aonde o entrevistado da vez é justamente Paulo Ramos.

Visto no Guigo News

Entrevistamos esta semana o jornalista, professor e consultor de língua portuguesa, Paulo Ramos.

Paulo é doutor em língua portuguesa pela USP (Universidade de São Paulo), fez Jornalismo na UMESP (Universidade Metodista de São Paulo) e também Letras pela PUC-SP.

Na imprensa, como ele próprio diz, já “fez de tudo um pouco”: repórter, repórter especial, editor, editor-executivo, editor-chefe e âncora de telejornal. Paulo trabalhou na Folha, TV Tribuna e TV Cultura.

Desde 2004, ele é docente da Universidade Metodista de São Paulo. Paulo já deu aulas também na USP-Leste.

Paulo Ramos é dono do Blog dos Quadrinhos e também vencedor do Prêmio HQMix como “melhor articulista” sobre Quadrinhos. Seu blog também foi premiado como “melhor Blog” da área.

O GuIgO NewS conseguiu uma brechinha nos horários dele para entrevistá-lo e conhecê-lo um pouco.

Veja abaixo:

GuIgO NewS – Paulo, de onde surgiu a paixão pelos Quadrinhos?
Paulo Ramos – Não sei se é uma paixão. Mas é, seguramente, um interesse acima da média pela área. Tive os primeiros contatos com quadrinhos na infância, antes mesmo de me alfabetizar. Via as figuras e tentava entender o que a seqüência das imagens queria dizer. Nos anos que se seguiram, continuei lendo e mesclando os quadrinhos com outras formas de leitura. Tem sido assim até hoje.

GuIgO NewS Muitos clássicos da literatura já foram adaptados para os Quadrinhos como “Os Lusíadas”, “Vidas Secas” e “O Alienista”. Você apóia este tipo de adaptação?
Paulo Ramos – Adaptações assim existem no Brasil desde o fim da década de 1940. Houve uma série da extinta editora EBAL (Editora Brasil-América) sobre literatura em quadrinhos que durou vários anos. Trata-se de uma retomada do gênero, motivada pela presença dos quadrinhos nas livrarias e pela expectativa de as editoras encaixarem essas obras em listas didáticas governamentais ou de escolas. Embora exista esse interesse financeiro, as adaptações têm pautado boa parte da produção nacional e mexido com o mercado.

GuIgO NewS – Você mesmo diz que trabalha muito. Quando você não está em redações e salas de aula, quais são suas atividades? O que você costuma fazer?
Paulo Ramos – Também trabalho na maior parte dos pouquíssimos tempos livres. Preparo os originais de alguns livros que devo lançar no ano que vem. Também participo de congressos e bancas universitárias com freqüência. Quando dá, vou ao cinema. Tento manter uma regularidade de dois filmes por semana (mas, nas duas últimas semanas, não tive tempo de ir). E, nessa correria toda, tento encaixar a necessária leitura de livros, teses, artigos, jornais, revistas e sites.

GuIgO NewS – Estreou há pouco tempo o programa “Quadrinhos” no Canal Brasil. Surge aí uma esperança para que haja mais patrocínios e divulgação das milhares HQs no Brasil?
Paulo Ramos – Seguramente, o documentário vai divulgar um pouco mais a área entre as classes média e alta, que têm poder aquisitivo para bancar uma tevê a cabo para assistir ao programa. Mas é difícil dizer se a produção vai render mais patrocínios. É melhor dar tempo ao tempo para analisar melhor.

GuIgO NewS – Aproveitando a oportunidade, quais dicas você daria para o aluno de Jornalismo no início da carreira?
Paulo Ramos –
Leia, leia e leia. Faça cursos, aprenda línguas, viaje, tente buscar o máximo de cultura e informação. A bagagem cultural -rara no mercado- é um dos elementos que diferenciam os profissionais da área.

GuIgO NewS – Para finalizar, meus colegas pediram para eu perguntar pra você se a frase “Membro das FARC, Ivan Rios foi morto…” tem vírgula ou não? (rsrsrsrsrs).
Paulo Ramos –
Aula dada, aula aprendida.

Visto no Guigo News

Renato LebeauquadrinhosPaulo RamosEu sempre gosto de colocar aqui algumas notícias do Blog dos Quadrinhos, primeiro pela qualidade dos textos do Paulo Ramos, e pela diversidade de assuntos que envolvem HQs que sempre encontro lá. E fora isso pelo respeito que tenho por ele, porque mesmo sem me conhecer e nunca ter sido...O Impulso HQ é um site dedicado à cultura geek e traz, diariamente, novidades sobre quadrinhos, cinema e games, além de conteúdo em vídeo. Somos nerds a serviço do seu entretenimento. Bem-vindo!
Compartilhe