Premiado nos Estados Unidos e na França, título criado por Hiro Mashima já vendeu mais de 3,6 milhões de cópias somente no Japão e é um dos três mangás mais vendidos do país

De acordo com a Oricon (Original Conference Inc.), empresa japonesa referência em pesquisa e estatística do mercado de entretenimento, no período entre os fins de 2008 e de 2009 Fairy Tail obteve exatos 2.886.942 de cópias vendidas, e foi listado entre os dez mangás de maior sucesso no Japão.

Somente entre janeiro e setembro de 2010, o título já acumulou mais de 432 mil exemplares vendidos, somando aproximadamente 3,6 milhões de edições no total – resultado que o coloca entre os três mangás mais vendidos no arquipélago ao lado de One Peace e Naruto.

Entretanto, a sua consolidação não se restringe somente em terras nipônicas. Lançado originalmente em 23 de agosto de 2006 na revista japonesa Shonen Magazine, da editora Kodansha, o título também conquistou americanos, canadenses, espanhóis, franceses e até malasianos e cingapurianos.

Provas de que Fairy Tail conquistou definitivamente fãs do mundo inteiro são os prêmios que conquistou. Em 2009, o mangá recebeu o prêmio de Melhor Mangá Shonen (para meninos) na 5ª edição do evento Japan Expo Awards, que é realizado anualmente na França. Já nos Estados Unidos, a editora Del Rey Manga conferiu à criação de Mashima o título de Melhor Mangá de Comédia no evento SPJA Industry Awards.

O segredo está em seu tom bem-humorado, os traços propositalmente cômicos misturados a uma boa dose de aventura e ação, em um enredo recheado de magias e situações fantásticas. Fairy Tail também traz em sua fórmula de sucesso tramas bem elaboradas com personagens carismáticos que conseguem prender a atenção de leitores de diversos gostos e idades.

E como no Japão os mangás de destaque acabam transformando-se em anime, Fairy Tail estreou nas telinhas japonesas em 12 de outubro de 2009 pela TV Tokyo, uma das mais importantes emissoras do país. Em menos de um ano no ar, a versão animada já consta no ranking dos mais assistidos pelos jovens a partir dos 14 anos, permanecendo constantemente entre os 20 animes de maior audiência. Sucesso garantido também na TV – e com forte patrocínio do McDonald’s – , a revista Shonen Magazine anunciou recentemente que Fairy Tail não se despedirá tão cedo das telas nipônicas e que ganhará uma segunda temporada em 2011.

Além da versão impressa e animada, a obra de Mashima conquistou também o mercado de games. Este ano as concorrentes Sony e Nintendo lançaram títulos exclusivos de Fairy Tail praticamente na mesma época para os seus respectivos portáteis, o PSP (Playstation Portable) e o DS. Enquanto Fairy Tail Gekitou! Madoushi Kessen, desenvolvido pela Hudson para o console da Nintendo, está focado na ação, a versão para PSP intitulado Fairy Tail Portable Guild produzida pela Konami possui até personagens inéditos. Mas a primeira vez que os personagens da série surgiram nos games foi em 2009 com o jogo Sunday x Magazine: Taisen Action para PSP, em que os heróis das revistas Shonen Sunday e Shonen Magazine se confrontam.

A História

Fairy Tail é uma famosa guilda de magos-guerreiros localizada na cidade mercantil de Magnólia. Seus integrantes possuem a fama de serem os mais poderosos, mas também os mais arruaceiros do Reino de Fiore. Apesar de muito animados e divertidos, na realidade, todos os feiticeiros pertencentes à guilda carregam algum tipo de sofrimento. Assim é com o protagonista da história, Natsu, um feiticeiro muito forte que consegue dominar o fogo.

Órfão, quando pequeno foi encontrado por um dragão chamado Igneel, que acabou adotando-o. Foi também Igneel quem treinou o garoto e o ensinou a dominar o fogo. Mas, certo dia, o dragão desapareceu misteriosamente. Desde então, Natsu tem percorrido várias cidades procurando o seu pai adotivo, sempre acompanhado de Happy, um gatinho falante que possui asas.

Em uma dessas viagens de busca, o feiticeiro conhece Lucy, uma jovem bastante atraente, cujo sonho era fazer parte de uma guilda – uma espécie de cooperativa que atua como mediadora de assuntos relacionados a trabalhos e informações para feiticeiros –, mais especificamente da Fairy Tail. O sonho da garota não demorou muito para acontecer, pois Natsu acaba ajudando-a a entrar para o bando de loucos da Fairy Tail. Na realidade, Lucy será mais uma aliada na jornada em busca a Igneel. Juntamente com Gray e Elza, Natsu e sua nova amiga irão enfrentar poderosos magos pertencentes a guildas das trevas, além de viverem muitas aventuras emocionantes.

Fairy Tail

Autor: Hiro Mashima
13,5cm x 20,5cm
200 páginas em média
Periodiciadade: mensal
Edições: ainda em publicação no Japão
R$ 10,90
Previsão de banca: 05/11/2010

Renato LebeauquadrinhosFairy Tail,Hiro Mashima,JBC,mangáPremiado nos Estados Unidos e na França, título criado por Hiro Mashima já vendeu mais de 3,6 milhões de cópias somente no Japão e é um dos três mangás mais vendidos do país De acordo com a Oricon (Original Conference Inc.), empresa japonesa referência em pesquisa e estatística do mercado...O Impulso HQ é um site dedicado à cultura geek e traz, diariamente, novidades sobre quadrinhos, cinema e games, além de conteúdo em vídeo. Somos nerds a serviço do seu entretenimento. Bem-vindo!
Compartilhe