Apesar de eu escrever para a coluna “HQ que Acontece”, que são justamente as obras que merecem serem lidas por algum motivo específico, seja pelo autor, polêmica, contexto histórico e etc., para essa semana eu vou abrir uma exceção para falar de um DVD, que merece ser visto, assistido e admirado, principalmente por causa da sua sensibilidade.

“Ao Mestre com Carinho” foi lançado no começo do ano e é um documentário que conta a história de um dos maiores nomes dos quadrinhos brasileiros, o mestre Rodolfo Zalla, e se você não o conhece esse nome está realmente faltando algo na sua prateleira de histórias em quadrinhos.

Como bem lembrado na apresentação do documentário, Zalla é um dos últimos Mestres vivos de sua geração, e ele receber essa homenagem é algo que realmente merece ser destacado em toda mídia. Agora, o que pode ser mais bonito, ou até espantoso, é que no DVD “Ao Mestre com Carinho” conhecemos outra faceta do seu idealizador e produtor, Márcio Baraldi.

Quando coloquei o DVD para assistir, sinceramente achei que iria ver Baraldi com seu chapelão e óculos escuros pulando no sofá da casa do Zalla, algo que já estamos acostumados a esperar, já que o cartunista tem o seu jeito peculiar de ser e de argumentar. Mas, não é nada disso. O título do documentário já diz tudo: uma homenagem carinhosa a esse grande desenhista de quem leio quadrinhos desde moleque.

O que acompanhamos é uma entrevista tranquila, na qual Zalla não deixa de responder a nenhuma pergunta. O Mestre fala do seu início em 1953 na Argentina, dos desenhistas favoritos, que vão de Burne Horgath a Hugo Pratt, da sua vinda ao Brasil, dos quadrinhos de guerra e terror, e muito mais. Enfim para quem curte quadrinhos, a produção é um prato cheio!

Em 72 minutos você percebe que Baraldi colocou nesse projeto toda uma dedicação de fã e admirador. Vendo o DVD, acredito até que foi o Zalla que o Baraldi diz ter conhecido por acaso na estação de trem de Santo André (na época Baraldi já era leitor do Zalla, só não sabia que esse morava tão perto dele), e aí vem a pergunta: esse encontro seria coincidência ou um desejo de fã se realizando.

Para mostrar que não é exagero meu, um dos principais apontamentos dessa minha afirmação que Baraldi em seu documentário mostrou uma outra faceta, vem do cartunista Spacca. A seguir colocarei um trecho tirado de um artigo onde Spacca reflete sobre a lei de cotas para quadrinhos: “Baraldi, quadrinhista-camelô-cineasta(*) extrovertido, quando dispara sua metralhadora retórica sindicalista/mano da periferia consegue ocupar com sons todos os espaços. (*cineasta — exibiu parte do seu documentário sobre o mestre de HQ Rodolfo Zalla, “Ao Mestre com Carinho”, feito com surpreendente delicadeza).”

Para que não sabe Baraldi e Spacca participaram de um debate no começo desse ano e os dois sustentam opiniões opostas sobre o assunto. Mas o que vem ao caso aqui é que, sinceramente, acho muito legal que, mesmo dentro de um debate acalorado com o da lei de quadrinhos, o Spacca, ache espaço para falar do documentário do Baraldi e ressaltou o detalhe da delicadeza, que é o grande trunfo dessa produção.

Para finaliza, o DVD ainda tem alguns extras como desenhos e Zalla contando alguns “causos” dos anos 1960 e 1970. Além de tudo é uma produção de fácil acesso ao público, o documentário “Ao Mestre com Carinho” custa apenas R$ 15,00.

Para você que ficou com vontade de assisitir, abaixo segue um teaser do DVD. Imperdível!

Floreal AndradequadrinhosAo Mestre com Carinho,Marcio Baraldi,Rodolfo ZallaApesar de eu escrever para a coluna “HQ que Acontece”, que são justamente as obras que merecem serem lidas por algum motivo específico, seja pelo autor, polêmica, contexto histórico e etc., para essa semana eu vou abrir uma exceção para falar de um DVD, que merece ser visto, assistido...O Impulso HQ é um site dedicado à cultura geek e traz, diariamente, novidades sobre quadrinhos, cinema e games, além de conteúdo em vídeo. Somos nerds a serviço do seu entretenimento. Bem-vindo!
Compartilhe