conrad_vendida_02

Visto no Blog dos Quadrinhos

A editora Conrad oficializou que agora é um selo da IBEP/Companhia Editora Nacional.

A informação foi confirmada ao blog na manhã desta quarta-feira por Rogério de Campos, um dos sócios da Conrad.

Ele vai integrar o conselho da nova empresa e manterá o cargo de diretor editorial. O acordo é que a equipe e a linha editorial sejam mantidas.
A exceção é Cristiane Monte, sócia de Campos na editora paulista, que deixa o grupo.

Segundo Campos, a transação foi finalizada neste começo de ano. Mas a negociação vem desde 2008.
Duas fontes haviam confirmado ao blog, em dezembro, que a venda já estava cem por cento fechada e que seria anunciada apenas neste ano, informação que agora se confirma oficialmente.

O acordo resolve um dos problemas da Conrad, que era a saúde financeira.
E permite que seja retomado o ritmo de lançamentos, inclusive nacionais, reduzido no último ano.

Rogério de Campos diz que a Conrad vai agora ampliar os lançamentos em livrarias e retomar o espaço nas bancas. “Retomar tudo”, diz.
Por tudo está incluída a volta de mangás como “Battle Royale”, “Monster” e “Sanctuary”, que não tiveram continuidade.
“A Conrad está no centro do mercado de quadrinhos”, diz Campos, por telefone.

“E aí passamos a brigar com cachorros grandes, e alguns bem cachorros. Precisávamos de um irmão mais velho para continuar crescendo.”
A editora, criada em 1993, tinha se firmado no mercado de bancas com mangás.

Mas, há mais de um ano, não tem mantido regularidade nos lançamentos e perdeu espaço para as concorrentes Panini e JBC, que também investem em quadrinhos japoneses.

Nas livrarias, o ritmo de oferta de novos produtos também foi reduzido nos últimos meses. Mesmo assim, publicou obras de destaque no ano passado.

Uma delas é o álbum nacional “Chibata! João Candido e a Revolta Que Abalou o Brasil”, incluído entre os melhores lançamentos de 2008 em duas listas feitas por jornalistas especializados em quadrinhos.

Também no ano passado, a Conrad havia negociado a venda a outro grupo, Ediouro.

O negócio não foi finalizado, mas ajudou a reduzir o ritmo de lançamentos da Conrad, que tem em catálogo séries como Calvin e Haroldo, de Bill Watterson.

A editora carioca teria desistido após fazer auditoria, segundo havia dito ao blog Luís Fernando Pedroso, superintendente da Ediouro, em 23 de setembro do ano passado.

Na ocasião, a Conrad havia dito que mantinha negociação com duas outras empresas.

A IBEP/Companhia Editora Nacional tem tradição de publicar livros didáticos.
Mas tem tateado o mercado de quadrinhos também.

A empresa lançou em 2008 uma série de adaptações de obras literárias, tanto nacionais quanto estrangeiras.
E em novembro pôs no mercado coletâneas de luxo de “Gatão de Meia Idade” e “Radical Chic”, personagens criados por Miguel Paiva.

Visto no Blog dos Quadrinhos

Imagem do post: Universo Fantástico

Renato Lebeauquadrinhoschibata,Companhia Editora Nacional,conrad,Cristiane Monte,Ibep,Rogério de CamposVisto no Blog dos Quadrinhos A editora Conrad oficializou que agora é um selo da IBEP/Companhia Editora Nacional. A informação foi confirmada ao blog na manhã desta quarta-feira por Rogério de Campos, um dos sócios da Conrad. Ele vai integrar o conselho da nova empresa e manterá o cargo de diretor editorial....O Impulso HQ é um site dedicado à cultura geek e traz, diariamente, novidades sobre quadrinhos, cinema e games, além de conteúdo em vídeo. Somos nerds a serviço do seu entretenimento. Bem-vindo!
Compartilhe