Sucesso dos anos 1980 na revista Animal, essa é a história de um robô feito de partes uma copiadora, ultraviolento e apaixonado por uma ninfeta viciada em drogas

Ranxerox ou Ranx é um andróide criado por um estudante delinquente. Ele foi feito de partes de uma maquina de fotocópia e é bronco, mal-humorado e muito violento. É perdidamente apaixonado por Lubna, uma garota de 13 anos, viciada e prostituta.  Vivendo em um mundo pós-apocalíptico, em que o consumismo, a violência e o egoísmo são as normas, ele não mede esforços para agradar sua garota. Seja conseguir drogas, gravar um filme na tevê ou fazer uma performance na Broadway, ele fará de tudo para satisfazer os desejos de Lubna ou salvá-la das enrascadas em que se mete.

A Conrad Editora lança agora uma edição de luxo com todas as histórias da série. As primeiras, ainda em preto e branco, se originam dos anos 1970. O restante das histórias são coloridas e datam dos anos 1980. No Brasil, as tiras foram publicadas na extinta revista Animal.

Ranxerox foi um dos personagens mais importantes, comentados e influentes da década de 1980. Os autores anteciparam o gênero de violência extremada que predominou no cinema nos anos de 1990 e certamente influenciaram até cineastas como Pliver Stone e Quentin Tarantino. Se você conhece a história, já sabe o que esperar: ultraviolência, erotismo e decadência cyberpunk sem iguais o aguardam dentro destas páginas. Se nunca leu Ranxerox, prepare-se para se conhecer as aventuras bizarras do androide mais casca grossa dos quadrinhos.

Sobre os autores
Stefano Tamburini

O criador de Ranxerox nasceu em Roma, em 18 de agosto de 1955. Roteirista, ilustrador, designer gráfico, editor e jornalista, Tamburini foi o idealizador da revista Cannibale, que revelou uma nova geração de quadrinistas italianos. Em 1980, foi um dos fundadores da revista Frigidaire, para a qual criou o projeto gráfico, diversas ilustrações e quadrinhos, além de escrever uma coluna de crítica musical que assinava com o nome Red Vinyle. Morreu de overdose em abril de 1986.

Tanino Liberatore
Nasceu em 12 de abril de 1953, em Quadri, Itália. Frequentou escola de arte em Pescara junto com Andrea Pazienza, que mais tarde o apresentaria a Stefano Tamburini. Começou em 1978 desenhando tiras para a Cannibale; em seguida colaborou com a Il Male e foi um dos primeiros artistas publicados na Frigidaire, onde assumiu a arte de Ranxerox. Em 2002 ganhou um César, o principal prêmio do cinema francês, pelo figurino do filme Asterix e Obelix – Missão Cleópatra. Atualmente vive na França com a mulher e a filha.

Alain Chabat
Ator, comediante, dublador e diretor de cinema, Chabat nasceu em 24 de novembro de 1958, em Oran, Algéria, e tem nacionalidade francesa. Grande fã de quadrinhos, escreveu o roteiro para, junto com a arte de Liberatore, concluir a história de Ranxerox que havia ficado incompleta com a morte de Tamburini. Dirigiu os filmes Didier, RRRrrrr!!! e Asterix e Obelix – Missão Cleópatra, no qual teve a colaboração de Tamburini.

Ranxerox
Autores: Tamburini, Chabat e Liberatore
Editora Conrad
192 páginas
R$ 49,90

Renato LebeauquadrinhosAlain Chabat,conrad,Ranxerox,Stefano Tamburini,Tanino LiberatoreSucesso dos anos 1980 na revista Animal, essa é a história de um robô feito de partes uma copiadora, ultraviolento e apaixonado por uma ninfeta viciada em drogas Ranxerox ou Ranx é um andróide criado por um estudante delinquente. Ele foi feito de partes de uma maquina de fotocópia e...O Impulso HQ é um site dedicado à cultura geek e traz, diariamente, novidades sobre quadrinhos, cinema e games, além de conteúdo em vídeo. Somos nerds a serviço do seu entretenimento. Bem-vindo!
Compartilhe