artigo_denilson_cinema_hq

Texto de: Denilson Rosa dos Reis*

Muitos dizem que o Cinema nada mais é do que histórias em quadrinhos em movimento. Embora o pensamento seja um tanto quanto simplório, a verdade é que nos últimos anos, as HQs têm ganhado movimento e muitos efeitos especiais nas telas de cinema. Veja alguns exemplos:

X-Men: Embora caracterizado com roupas diferentes da usadas nas histórias em quadrinhos, as duas versões para o cinema dos heróis mutantes da Marvel foram muito bem feitas. Os filmes são sucesso de público e crítica e a terceira parte é questão de tempo, bem como aventuras solos de alguns personagens, como Wolverine.

Hulk: O carismático monstro verde já teve outros filmes, ou melhor, tele-filmes, mas uma super produção que tornasse o herói das telas próximo ao dos quadrinhos só chegou ao público pelas mãos de Ang Lee, diretor premiado por “O Tigre e o Dragão”. Mas a idéia de um Hulk em versão digital deixou o filme um tanto quanto artificial.

A Liga Extraordinária: Somente a cabeça de Alan Moore, multi-premiado roteirista inglês de quadrinhos poderia conceber a idéia de juntar heróis da Era Vitoriana (século XIX na Inglaterra) para formar um Liga. A crítica caiu de pau no filme, dizendo que ficou muito aquém dos quadrinhos de Moore. Particularmente gostei do filme, uma bela aventura, mas não posso comparar, pois não li os quadrinhos.

Os Incríveis: Não se trata exatamente de um filme de super heróis, mas quem assistiu ao filme saiu da sala de cinema com a impressão de que viu uma verdadeira reverência aos personagens de heróis norte-americanos. Esta animação da Disney/Pixar conta a história de um casal de super  heróis aposentados e seus jovens superdotados filhos, que são levados a ativa por uma mente maligna. É uma divertida comédia que, para aqueles que cresceram lendo gibi de heróis Marvel/DC, chega a ser nostálgica.

Homem-Aranha 2: “Ser ou não ser, eis a questão”. Esta famosa frase do dramaturgo Willian Shakespeare já serviu e continuará servindo como fonte de inspiração para muitos roteiros e argumentos para o cinema, TV e teatro. Exatamente nesta questão reside o drama desta aventura.

Contando com o mesmo elenco do primeiro filme com Tobey Maguire no papel principal e Alfredo Molina como o arquirival do Homem-Aranha, Dr. Octopus, o diretor Sam Raimi conseguiu fazer uma seqüência tão boa ou até melhor que a primeira explorando a situação dúbia de Peter Parker em seu ser ou não ser o herói aracnídeo.

*Professor de História, músico e fanzineiro
Contato: [email protected]
Ilustração: Anderson Ferreira (Alvorada/RS)

Renato Lebeaucinema,Denilson Reis,HQTexto de: Denilson Rosa dos Reis* Muitos dizem que o Cinema nada mais é do que histórias em quadrinhos em movimento. Embora o pensamento seja um tanto quanto simplório, a verdade é que nos últimos anos, as HQs têm ganhado movimento e muitos efeitos especiais nas telas de cinema. Veja...O Impulso HQ é um site dedicado à cultura geek e traz, diariamente, novidades sobre quadrinhos, cinema e games, além de conteúdo em vídeo. Somos nerds a serviço do seu entretenimento. Bem-vindo!
Compartilhe