abertura3

Na última noite de quarta, dia 27 de maio, aconteceu um bate papo com o historiador, antropólogo e quadrinhistas, André Toral, sobre o seu novo lançamento “Os Brasileiros”, que narra o choque de civilizações entre índios e europeus no Brasil.

O encontro ocorreu no novo espaço de eventos de quadrinhos do Grupo Ibep com a Conrad que fica na região central de São Paulo, o Espaço Cultural Ibep-Nacional.

Durante o encontro o autor explicou a mitologia indígena xamãs espíritos, pagés e a reinterpretação do catolicismo pelas tribos indígenas, e ainda levanta a questão para o público: Os índios deixaram de serem índios?

O próprio autor responde: Não

Apesar das diferenças da cultura indígena de antigamente para a atual, eles não estão perdendo a sua condição diferenciada de índio.

023

Devido ao público presente as perguntas foram direcionadas para a experiência do autor com comunidades indígenas, já que Toral teve contato com tribos indígenas de todas as regiões do país.

Todo o bate papo foi muito bem ilustrado com registros fotográficos do acervo do próprio autor de aldeias (circulares e em linha reta) e índios, onde era possível perceber toda a sua trajetória como pesquisador e professor.

As aspectos da constituição como reconhecimento dos índios como cidadão brasileiro não deixaram de serem comentados, e segundo Toral “…as noções de cidadania tem que chegar aos índios…” e também foi abordadas questões políticas como a posse das terras, e os discursos de partidos políticos sobre o assunto que relatam que os índios estão perdendo as suas características, tudo com o interesse nas propriedades.

063

Segundo Toral os índios estão perdendo o fenótipo, mas não a sua cultura, já que se tratam de coisas diferentes, André Toral deixa claro que “…cultura indígena não é a mesma coisa que raça…”, e que não devemos achar que os índios tem uma cultura frágil.

“Os índios aprendem as ferramentas dos brancos para divulgar e defender a sua cultura.”

Uma das perguntas levantadas pelos presentes foi a integração dos índios com o agronegócio, e Toral explicou uma realidade que por muitos é desconhecida.
044

“Eles fazem acordos ilegais como o aluguel de terras, mas isso é devido a um problema maior. Eles não conseguem manter os invasores longe de suas propriedades assim como fazendeiros não conseguem manter madeireiros longe e são obrigados a vender a madeira. Raras às vezes os índios conseguem fazer um acordo com empresas soluções auto-sustentáveis”.

O autor se baseia em consultas à documentos históricos sobre as expedições, desde o seu começo até o seu término, e se tratando de uma publicação que aborda desde o começo da vivencia dos índios com os europeus, não foi esquecido de ser mencionada a crueldade ou “As crônicas Bandeirantes” dos paulistas em relação as expedições.

014

Outro conceito abordado foi o da antropofagia indígena, e como não se trata apenas de se alimentar da carne, e sim de vingança. Segundo o autor a primeira e segunda história do álbum trata-se de “vingança antropofágica”.

Sobre a obra André Toral revela:

“A obra fala de coisas verdadeiras, mas com ficção, são fatos reais através de um roteiro fictício, eu procuro de forma rápida e divertida mostrar o que realmente acontece com os índios”.

“Quero recuperar no livro que a história dos índios não pode ser contada pela visão dos brancos e sim pelos índios que são protagonistas da sua própria história”.

053

Para finalizar o evento a Conrad presenteou com o álbum “Os Brasileiros”, os participantes do bate papo, que consequentemente não deixaram de aproveitar a oportunidade e garantir o autógrafo de André Toral.

Renato LebeauAndré Toral,conrad,ibeo,Os BrasileirosNa última noite de quarta, dia 27 de maio, aconteceu um bate papo com o historiador, antropólogo e quadrinhistas, André Toral, sobre o seu novo lançamento “Os Brasileiros”, que narra o choque de civilizações entre índios e europeus no Brasil. O encontro ocorreu no novo espaço de eventos de quadrinhos...O Impulso HQ é um site dedicado à cultura geek e traz, diariamente, novidades sobre quadrinhos, cinema e games, além de conteúdo em vídeo. Somos nerds a serviço do seu entretenimento. Bem-vindo!
Compartilhe