Durante a San Diego Comic Con foi revelado o mapa do Multiverso segundo Grant Morrison

Já viu? Se não viu mostramos pra você!

MultiversoDCViu? Responda rápido: O que você sabe sobre Multiversity?

O que tem sido divulgado é que a série que além de amarrar várias pontas soltas deixadas pelo escocês chapado ao longo de todo o seu trabalho no universo DC Comics também é uma chance dele mostrar sua visão sobre conceitos que a editora abandonou. É um plano antigo cujo resultado finalmente veremos em agosto.

O evento será composto por dez edições: duas que que apresentam a espinha dorsal da história, sete em que viajaremos por terras alternativas e pela primeira vez, um guia pra todo mundo poder entender o que leu. Algo inédito na obra de Morrison.

Multiversity02sketch07No guia veremos mapas das diferentes terras e outros elementos que nos ajudarão a compreender o que estamos lendo. Segundo o autor, o evento não envolverá apenas as sete terras, mas reapresentará os 52 universos da DC para os novos 52. E para os que achavam que a série não fazia parte da continuidade da editora, Dan Didio, editor executivo do Universo DC, afirmou que apesar de não ter a terra dos Novos 52 ele definirá a forma como o multiverso funciona nos Novos 52.

Cada edição será feita por um artista diferente. Na primeira edição teremos Ivan Reis, Joe Prado e Nei Rufino, mas teremos outros nomes como Chris Sprouse, Karl Story, Ben Oliver, Frank Quitely e Cameron Stewart e outros artistas ainda não revelados que se encarregarão das artes das diferentes edições.

Multiversity02sketch02O conceito do projeto é que haverá uma guerra envolvendo várias realidades paralelas e que os habitantes saberão o que se passa através das histórias em quadrinhos. Os heróis da edição lerão e aprenderão como enfrentar os vilões. Segundo o autor este será o evento mais cataclísmico já criado nos quadrinhos.

As terras com maior envolvimento no evento serão: Terra Prime (onde todos são personagens de gibis), Terra 23 (a do Superman Obama), Mundo do Trovão (família Marvel), Pax Americana (Heróis da Charlton), Mundo da Sociedade dos Super-heróis, uma terra que foi dominada pelos nazistas, a Terra 11 e outros que não foram citados porque não ganharão edição própria.

Não foi anunciado quem desenhará o que, mas Sabemos que Frank Quitely desenhará Pax Americana e Cameron Stewart assumirá o Mundo do trovão. Com Pax Americana Morrison terá a tão desejada chance de alfinetar Alan Moore e criar sua versão de Watchmen com os personagens que ele não conseguiu usar.

Multiversity01CvAinda há a possibilidade de que o autor utilize personagens esquecidos da era de prata, assim como alguns que estrelaram “elseworlds” em seus roteiros. Um bom exemplo é o Captain Carrot and his Zoo Crew, a Liga da Justiça antropomórfica que Morrison ama de paixão.

A verdade é que só saberemos como tudo se encaixa quando tivermos a primeira edição em mãos. Grant Morrison costuma nos surpreender porque muitas vezes nem ele costuma seguir seus planos.

É sempre bom lembrar que o “Remendo DC”, projeto que pretende cobrir os dois meses da mudança da editora também vai lidar com uma guerra em terras paralelas. Seria o remendo um derivado do Multiversity?

http://impulsohq.com/wp-content/uploads/2014/08/MultiversoDC-1024x785.jpghttp://impulsohq.com/wp-content/uploads/2014/08/MultiversoDC-300x300.jpgAlexandre DassumpcaoquadrinhosDan Didio,DC,Grant Morrison,multiverso,San Diego Comic ConDurante a San Diego Comic Con foi revelado o mapa do Multiverso segundo Grant Morrison Já viu? Se não viu mostramos pra você! Viu? Responda rápido: O que você sabe sobre Multiversity? O que tem sido divulgado é que a série que além de amarrar várias pontas soltas deixadas pelo escocês chapado...O Impulso HQ é um site dedicado à cultura geek e traz, diariamente, novidades sobre quadrinhos, cinema e games, além de conteúdo em vídeo. Somos nerds a serviço do seu entretenimento. Bem-vindo!
Compartilhe