jericho

Visto no Universo Fantástico

Na era digital em que séries podem encontrar uma nova forma de dar continuar à sua produção, seja através da Internet com webséries ou por DVD, os produtores das canceladas “Jericho” e “Pushing Daisies” optaram por um veículo tradicional, os quadrinhos, que surgiram por volta da década de 30 nos EUA.

Após meses agonizando, de vai não vai, e de abaixo assinado e campanhas de fãs, “Jericho” foi cancelada após ter sido salva ao final da primeira temporada. Apesar de tentar dar à trama uma finalização, muitas questões levantadas pela série ficaram em aberto.

Agora, esclarecer estas dúvidas e, quem sabe, criar novas, a Devil´s Due Publishing divulgou no dia 5 de março que fechou um contrato com a CBS, canal que produzia a série, para lançar uma adaptação em quadrinhos de “Jericho”. A trama na HQ iniciará do ponto em que a série terminou.

daisies_hq

Quem pega carona neste recurso é “Pushing Daisies” que sequer teve seus últimos episódios produzidos exibidos na TV. A intenção de Bryan Fuller, responsável pela série, é finalizar a trama através dos quadrinhos. Uma parceria entre a ABC e a DC Comics está em fase de negociações.

Não será a primeira vez que a série chega aos quadrinhos. Para divulgá-la, foi distribuído ao público participante do Comic-Con 2007, uma versão em quadrinhos da trama que introduzia o público às informações sobre quem era quem na série.

Antigamente, as séries de sucesso na TV costumavam ganhar versões em quadrinhos e em novels, com histórias paralelas ao que ocorria na televisão. Desde “I Love Lucy”, passando por “Agentes da UNCLE”, “Os Monkees”,

“Missão: Impossível”, “Os Destemidos”, “Jornada nas Estrelas”, “Os Invasores”, “O Prisioneiro” e até mesmo “Os Três Patetas” e os desenhos da Hanna-Barbera, as histórias em quadrinhos sempre foram um recurso utilizado pelos estúdios para angariar um maior número de fãs para suas produções, bem como obter maior lucro em cima de um título. Em anos mais recentes, temos como exemplo “Buffy, a Caça-Vampiros” ou “Arquivo X”.

Mesmo no mercado brasileiro foram lançados quadrinhos de séries como “O Vigilante Rodoviário”, em reprise no Canal Brasil, ou “Capitão Sete”, por exemplo.

Atualmente, os quadrinhos, em meio à tecnologia desenvolvida pela era dos computadores, mostra mais uma vez seu forte potencial de penetração em meio ao público, visto que não são apenas as séries canceladas que usufruem deste recurso. Produções como “Fringe”, optaram pelas HQ para se apresentar ao público, com história lançada antes da estréia da série. Já “Heroes”, recentemente ameaçada de cancelamento, utiliza a versão gráfica distribuída semanalmente, no formato digital, para propagar sua trama e personagens.

heroes_hq

Disponibilizada no site oficial da NBC, em formato PDF, os fãs podem acessar gratuitamente o download das histórias.

É claro que, com a produção de HQs de séries, não estão descartadas opções como DVD, webséries ou filmes para o cinema, ao contrário, elas servem para medir o interesse de um público específico que sempre deu suporte às produções televisivas ou cinematográficas das histórias que acompanham nas revistinhas popularmente conhecidas no Brasil como gibis.

>> TV SÉRIES – por Fernanda Furquim

Visto no Universo Fantástico

Renato LebeauquadrinhosBryan Fuller,CBS,DC Comics,Jericho,NBC,Pushing Daisies,séries,websériesVisto no Universo Fantástico Na era digital em que séries podem encontrar uma nova forma de dar continuar à sua produção, seja através da Internet com webséries ou por DVD, os produtores das canceladas “Jericho” e “Pushing Daisies” optaram por um veículo tradicional, os quadrinhos, que surgiram por volta da...O Impulso HQ é um site dedicado à cultura geek e traz, diariamente, novidades sobre quadrinhos, cinema e games, além de conteúdo em vídeo. Somos nerds a serviço do seu entretenimento. Bem-vindo!
Compartilhe