Coletânea em quadrinhos faz paródia pós-apocalíptica do Sítio do Picapau Amarelo 

Em 1º de janeiro de 2019, o mundo editorial entrou em polvorosa com a passagem da obra de Monteiro Lobato a domínio público após os 70 anos da morte do escritor, ocorrida em julho de 1948. Para os quadrinistas independentes Cris Camargo e Juliano Sousa, no entanto, era chegada a hora de abordar a obra maior do escritor – o Sítio do Picapau Amarelo – sob uma ótica contemporânea e inclusiva, desconstruindo a polêmica simpatia de Lobato a regimes ditatoriais e o racismo presente na obra original. 

Os editores convidaram um time de dez autores do mercado independente de histórias em quadrinhos, de diferentes estados brasileiros, para criarem sua própria versão dos personagens do Sítio em um cenário steampunk pós-apocalíptico, e assim nasceu a coletânea “O Rancho do Corvo Dourado”. 

Nesse novo universo, o projeto Manhattan e o Uranprojekt alemão chegaram ao mesmo tempo à bomba atômica, e deflagraram a guerra definitiva que reduziu as terras habitáveis não-irradiadas do planeta a poucos lugares. Um desses lugares está localizado em uma área rural do Brasil, protegido do apocalipse pela mágica ao seu redor. Como os Nazistas lidariam com isso? E como os habitantes desse local lidariam com as consequências? Estas são as perguntas que os autores respondem em oito histórias diferentes, recheadas de ação, aventura, terror e humor, cada um no seu estilo. 

Participam desta edição os autores Beatrice Witt (roteiro), Felipe Morcelli (roteiro), Larissa Palmieri (roteiro), Luiza Lemos (roteiro e desenho), Marcelo Grisa (roteiro), Pedro Okuyama (roteiro), Pedro Ponzo (roteiro), Roberta Cirne (desenho), Sandro Andrade (desenho) e Thiago Henrique (desenho), além dos editores Cris Camargo (roteiro e desenho) e Juliano Sousa (desenho). A coletânea também terá uma galeria de artistas convidados no final da edição.

Em 5 de agosto, a obra entrou em campanha de financiamento coletivo na plataforma Catarse e busca apoio para viabilizar a impressão de uma tiragem de mil (1.000) exemplares. O prazo para apoio vai até 19 de outubro de 2019, e o lançamento acontecerá no Artists’ Alley da CCXP 2019, em dezembro. 

Para conferir todos os detalhes de “O Rancho do Corvo Dourado” e apoiar essa iniciativa, visite a página do projeto no Catarse, clicando aqui.

O Rancho do Corvo Dourado no Catarsehttp://impulsohq.com/wp-content/uploads/2019/08/Rancho-do-Corvo-Dourado-catarse-4.jpghttp://impulsohq.com/wp-content/uploads/2019/08/Rancho-do-Corvo-Dourado-catarse-4-150x150.jpgRenato LebeauindependentesCatarse,Cris Camargo,Juliano Sousa,Monteiro Lobato,O Rancho do Corvo Dourado,Sítio do Picapau AmareloFacebook Twitter Instagram Youtube Coletânea em quadrinhos faz paródia pós-apocalíptica do Sítio do Picapau Amarelo  Em 1º de janeiro de 2019, o mundo editorial entrou em polvorosa com a passagem da obra de Monteiro Lobato a domínio público após os 70 anos da morte do escritor, ocorrida em julho de 1948. Para os quadrinistas...O Impulso HQ é um site e canal no YouTube dedicado à cultura geek e traz, diariamente, novidades sobre quadrinhos, cinema e games, além de conteúdo em vídeo. Somos nerds a serviço do seu entretenimento. Bem-vindo!