Hoje vou listar três exemplos de série em quadrinhos independentes que estão aí na luta e cada vez mais conseguindo o seu espaço. Em comum elas têm o fato de seus autores acreditarem em seus projetos e levarem adiante seus quadrinhos mesmo com as dificuldades que o mercado apresenta. Exemplo a ser seguido por qualquer artista independente que pretende encarar esse longo percurso. Confira:

Bota + Homem = Botamen. A criação de Felipe Assumpção tem suas aventuras publicadas na internet (www.botamen.com) e agora chega ao mundo do impresso com uma bacana edição. Em 40 páginas, Botamen contracena com o senhor Nicolau em uma aventura reflexiva em espírito natalino, mas onde o humor dá o tom.

O traço de Assumpção é totalmente cartunesco com expressões fortes. A revista, editada em outubro de 2011, tem capa colorida em papel cartonado e o miolo é p&b. Contato pelo e-mail [email protected].

Quadrinhópole: Revista curitibana produzida por Leonardo Melo e André Caliman. Iniciou sua trajetória em outubro de 2006. Acompanhei a revista até a edição nº7 que foi publicada em julho de 2008. Pela revista desfilaram uma série de ótimos quadrinhistas: Jean Okada, José Aguiar, Daniel Esteves, Bira Dantas, Leo Santana, Laudo, Antônio Éder, entre outros.

Com formato de comics norte-americano, a revista conta com capa colorida, onde desfilaram grandes nomes do quadrinho nacional como Shimamoto, Adalto Silva e Rafael Albuquerque. A HQ carro-chefe da revista é “Undeadman – A Saga de um Imortal”, da dupla Leonardo (roteiro) e Caliman (desenhos). Contato pelo e-mail [email protected].

Catacomics: Muito mais que uma revista em quadrinhos é um projeto editorial e, como tal, deve ser saudado como mais uma trincheira na luta pela publicação do quadrinho nacional independente. A revista também serve como uma vitrine para mostrar que em Santa Catarina tem uma galera produzindo quadrinhos e organizada para mostrar este trabalho.

A revista Catacomics já está no seu segundo número e Alex Guenther, editor da revista, promete dar sequência ao projeto. Na publicação, os artistas – roteiristas e desenhistas – têm liberdade criativa e fazem suas HQs em qualquer estilo. Mas destacam-se os trabalhos de humor e os desenhos inspirados no Mangá.

O desenhista Alex Guenther também lançou algumas graphic novels com temas da região, como “Os Xokleng”, sobre a vida dos índios em Santa Catarina. Vale a pena conferir o trabalho da galera catarinense. Conheça mais acessando o blog catacomics.blogspot.com.

Ilustração: Alex Guenther (SC)

Denilson ReisindependentesAlex Guenther,André Caliman,Botamen,Catacomics,Felipe Assumpção,HQ independente,Leonardo Melo,QuadrinhópoleHoje vou listar três exemplos de série em quadrinhos independentes que estão aí na luta e cada vez mais conseguindo o seu espaço. Em comum elas têm o fato de seus autores acreditarem em seus projetos e levarem adiante seus quadrinhos mesmo com as dificuldades que o mercado apresenta....O Impulso HQ é um site dedicado à cultura geek e traz, diariamente, novidades sobre quadrinhos, cinema e games, além de conteúdo em vídeo. Somos nerds a serviço do seu entretenimento. Bem-vindo!
Compartilhe