A graphic novel “Abaité: Bandeirantes” é aventura sombria escrita e produzida por Richard Dantas e ilustrada por Leonardo Furtado. O projeto, vencedor do Concurso de Apoio a Projetos Culturais Independentes do Município de Santos (SP), é uma publicação independente com lançamento previsto para o final de abril de 2013.

Eles ganharam o prêmio, mas precisam do seu apoio! O fato de terem ganhado o edital mostra que o projeto tem consistência, afinal, o prêmio é uma espécie de chancela de qualidade, mas o valor da premiação é muito baixo. De acordo com os autores, com o incentivo ganho só era possível desenvolver uma HQ em um formato pequeno e com 40 páginas.

Durante a produção, os autores resolveram contar a história do jeito que ela merece, desenvolvendo melhor a trama, aumentando o número de páginas, melhorando a qualidade do papel, da impressão, assim como o tamanho do livro, que agora terá 72 páginas de 21×28 cm. Esse custo extra levou-os a colocar o projeto no Catarse.me.

Confira a sinopse:
Século XVII, interior do Brasil Colônia. Capitão Dias, um homem rude e severo, lidera uma expedição para captura de índios. Ele mantém seu comando abusando da força e da violência, gerando descontentamento entre seus homens. A expedição segue com relativo sucesso, até que algo inesperado acontece e os bandeirantes são massacrados. Capitão Dias consegue escapar com um pequeno grupo e esses poucos sobreviventes irão lutar pelas suas vidas em um ambiente hostil, enfrentarão seus mais sombrios pesadelos e confrontarão seus piores inimigos: eles próprios.

Embora trate-se de uma ficção, foi realizado um trabalho de pesquisa anterior à escrita do roteiro buscando criar um grupo de bandeirantes autêntico, distante daqueles que normalmente são retratados nos livros escolares. Abaité em tupi significa gente ruim, e assim são os personagens, sujos, feios e violentos.

As ilustrações em preto e branco tem como inspiração diversos artistas, de Debret à quadrinistas brasileiros da atualidade, como Octavio Cariello, Roger Cruz e Danilo Beyruth, porém há identidade própria no traço. O resultado são ilustrações ricas em detalhe, que articulam-se perfeitamente com a dramaturgia da história, dando ao leitor uma experiência de aventura, suspense e mistério.

O livro é a estreia desses dois artistas nos quadrinhos. Quem decidir apoiar não precisa ter algum receio sobre a conclusão da HQ, pois há um compromisso legal, registrado em contrato, que obriga os autores a finalizar o projeto, o que, portanto os apoiadores podem ter certeza de que o livro será publicado.

O autor da história, roteirista e produtor de cinema, tem planos para desenvolver um projeto audiovisual para “Abaité: Bandeirantes”, levando a desventura de Capitão Dias e seus companheiros para as telas.

Mais informações podem ser obtidas diretamente da página do Catarse.me sobre o projeto, clicando aqui.

Renato LebeauindependentesAbaité,Bandeirantes,Leonardo Furtado,Richard DantasA graphic novel “Abaité: Bandeirantes” é aventura sombria escrita e produzida por Richard Dantas e ilustrada por Leonardo Furtado. O projeto, vencedor do Concurso de Apoio a Projetos Culturais Independentes do Município de Santos (SP), é uma publicação independente com lançamento previsto para o final de abril de 2013. Eles...O Impulso HQ é um site dedicado à cultura geek e traz, diariamente, novidades sobre quadrinhos, cinema e games, além de conteúdo em vídeo. Somos nerds a serviço do seu entretenimento. Bem-vindo!
Compartilhe