Magi_01Rumiko Takahashi, Hiromu Arakawa, Yuu Watase e Mizuki Kawashita. Essas damas já são figurinhas carimbadas quanto o assunto é mulheres e shounens. Cada uma, a sua maneira e estilo, criaram alguns dos maiores sucessos nas antologias voltadas para o público masculino, como Ranma ½, Fullmetal Alchemist, Mito de Arata e 100% Morango, dando uma voadora naquele papo de que mulher não entende de shounens.

Com menos tempo de carreira, mas com igual talento que suas veteranas, a mangáka Shinobu Ohtaka vem garantindo seu lugar nesse clube graças ao sucesso de seu segundo trabalho profissional, Magi: O Labirinto da Magia. A série estreou em 2009, na antologia Weekly Shounen Sunday e soma até o momento 24 encadernados, ganhou sua versão animada para TV, animações para o mercado de vídeo e uma série spin-off com roteiro da própria Ohtaka. Nada mal para uma autora que pensou em abandonar as chuteiras, digo os pinceis, por pensar que não tinha talento.

Com tamanha popularidade era questão de tempo para que as editoras brazucas incluíssem Magi em seus catálogos, e a vencedora da corrida pela série foi a JBC que manteve seu atual padrão no acabamento, impressão e tradução na série. Os volumes também mantiveram os bate-papos da autora, onde ela conta um pouco sobre sua carreira, cotidiano e da produção da série.
Mas o que torna a série tão especial? Qual técnica é usada no mangá que atrai tantos os leitores? Qual seu segredo?

magi (1)A resposta é simples: contos de fadas.

Sendo mais exata, os contos que formam As Mil e Uma Noite. Não é de hoje que autores recorrem às histórias que encantam adultos e crianças a séculos para contar suas próprias histórias. E em Magi, personagens e situações das antigas histórias ganham uma releitura inusitada e original na versão da artista, acrescentando uma dose cavalar de humor, ação, aventura e as conhecidas mensagens de amizade, superação e perseverança. Há também um toque de crítica social e desigualdade que dá mais peso e profundidade a série.

De cara conhecemos Aladim, um garotinho curioso, inocente e franzino que viaja sozinho pelos desertos. Seu único pertence é uma flauta dourada, no entanto a aparência inofensiva do instrumento esconde sua real natureza: tratasse do receptáculo onde vive o gênio Ugo, um ser mágico de imenso poder, mas que só pode se materializar do pescoço para baixo. Aladim afirma que Ugo é seu precioso amigo e o motivo de suas viagens é justamente procurar outros receptáculos magico para ajudar o gênio.

magi (3)Em suas andanças, o caminho de Aladim se cruza com os de Ali Babá, um condutor de carroças que sonha em desbravar uma Dungeon e assim conquistar seus tesouros. Dungeons são construções misteriosas cheias de riquezas e perigos, que surgiram por todo mundo a pouco mais de 10 anos, que escondem em seu interior itens mágicos e possíveis gênios. Uma vez que uma dessas construções é desbravada ela desaparece completamente.

E como as histórias narradas por Scheherazade, cada aventura de Aladim e Ali Baba acaba dando gancho para novas histórias e entrelaçando seus destinos com o de outros personagens, como a jovem Morgiana, uma garota de imensa força física e que sofreu durante grande parte de sua vida como escrava do governador da cidade e que deseja retornar a sua terra natal.

Vale mencionar também o lindo traço da autora, que além de personagens expressivos e cheio de detalhes, capricha nas cenas de ação assim como de humor. Então, se procura diversão para toda família, independente de gêneros, Magi é sua escolha e muito bem recomendada.

Boa leitura!

O Labirinto da Magia – Magi
Editora JBC
R$ 12,90

http://impulsohq.com/wp-content/uploads/2015/04/Magi_01.jpghttp://impulsohq.com/wp-content/uploads/2015/04/Magi_01-300x300.jpgLily CarrollmanganimeJBC,Magi,mangá,O Labirinto da Magia,Shinobu OhtakaRumiko Takahashi, Hiromu Arakawa, Yuu Watase e Mizuki Kawashita. Essas damas já são figurinhas carimbadas quanto o assunto é mulheres e shounens. Cada uma, a sua maneira e estilo, criaram alguns dos maiores sucessos nas antologias voltadas para o público masculino, como Ranma ½, Fullmetal Alchemist, Mito de Arata...O Impulso HQ é um site dedicado à cultura geek e traz, diariamente, novidades sobre quadrinhos, cinema e games, além de conteúdo em vídeo. Somos nerds a serviço do seu entretenimento. Bem-vindo!
Compartilhe