Fire Force é um mangá de Atsushi Ohkubo, mesmo autor de Soul Eater, e é centrado em uma equipe de bombeiros que combate possessões que causam a combustão espontânea humana. Como deu pra perceber, história tem um forte apelo ao terror e fantasia, características sempre frequentes na obra de Ohkubo.

Também conhecido como “Enen no Shouboutai”, Fire Force chega ao Brasil pela editora Panini, e vale lembrar que, originalmente, a obra é publicada no Japão pela editora Kodansha na Weekly Shonen Magazine desde 2015 e continua em andamento com os capítulos coletados em quatorze volumes.

O contexto da trama é um pouco nebuloso. Os atuais bombeiros de Tóquio se tornaram especialistas em lutar contra um fenômeno chamado “combustão humana espontânea”, onde seres humanos são transformados, sem nenhum motivo aparente, em piras vivas chamadas “Infernals”. Enquanto os Infernais são casos da primeira geração de combustão humana espontânea, as gerações posteriores possuem a capacidade de manipular as chamas, mantendo a forma humana, sem efeitos colaterais.

O protagonista é Shinra Kusakabe, um jovem meio biruta que ganhou o apelido de “Pegadas do Diabo” por sua estranha habilidade de acender seus próprios pés à vontade com o fogo infernal. Shinra tem uma espécie de tique facial que faz com que ele sorria quando está nervoso, e isto o coloca em momentos constrangedores com frequência.

Depois de concluir a academia, Kusakabe junta-se à Companhia Especial de Fogo, uma unidade de combate cuja missão é extinguir quaisquer Infernais que encontrem. O conflito realmente só começa quando uma facção, que está criando os Infernals, aparece e Shira descobre a verdade por trás de um misterioso incêndio que causou a morte de sua família há doze anos.

Apesar da arte de Ohkubo ter melhorado muito desde Soul Eater, seu primeiro título de sucesso mundial, Fire Force continua lembrando muito seu predecessor, tanto no roteiro quanto na arte. Na história também há outros personagens relevantes e subplots que se desenrolam aos poucos, que, mais uma vez comparando à Soul Eater, sofrem por ter um ritmo bem menos frenético.

Ao contrário de Black Clover, que usa clichês de forma épica, Fire Force começa engatinhando, prometendo muito e entregando um resultado pífio em sua primeira edição. Para negativar ainda mais, o valor de capa é R$ 21,90, não há extras ou páginas coloridas, o papel é off-white 66 (aquele mesmo que gera tantas reclamações por sua transparência) e a Panini promete uma periodicidade bimestral.

Fire Force
Editora Panini
Autor: Atsushi Ohkubo
Periodicidade bimestral
Papel Off-White 66
192 páginas
13,7 x 20 cm
R$ 21,90

http://impulsohq.com/wp-content/uploads/2018/10/fire-force-panini-1.jpghttp://impulsohq.com/wp-content/uploads/2018/10/fire-force-panini-1-150x150.jpgVini MoreiramanganimeAtsushi Ohkubo,Enen no Shouboutai,Fire Force,PaniniFacebook Twitter Instagram Youtube Fire Force é um mangá de Atsushi Ohkubo, mesmo autor de Soul Eater, e é centrado em uma equipe de bombeiros que combate possessões que causam a combustão espontânea humana. Como deu pra perceber, história tem um forte apelo ao terror e fantasia, características sempre frequentes na obra...O Impulso HQ é um site e canal no YouTube dedicado à cultura geek e traz, diariamente, novidades sobre quadrinhos, cinema e games, além de conteúdo em vídeo. Somos nerds a serviço do seu entretenimento. Bem-vindo!
Compartilhe