Mangá sobre sexo, relacionamentos e educação sexual, só no Japão vendeu quase 28 milhões de cópias

Futari Ecchi conta a história de Makoto e Yura, que seriam um casal comum se não fosse por um detalhe: casaram-se virgens com 25 anos de idade. Costumes japoneses. Ele não sabe direito o que fazer, ela é muito tímida, e os amigos não ajudam em nada.

Inicialmente parece um mangá pesado e cheio de putaria, mas não é bem assim. Futari Ecchi é um mangá que ensina centenas de pessoas ao redor do globo a lidar melhor com a sexualidade, a ansiedade e por que não, o pornô.

A tiragem dos 69 primeiros volumes do mangá Futari Ecchi (também conhecido como Futari H), de Aki Katsu, é de 26 milhões no Japão – cerca de 350 mil unidades para cada volume da série.

Aki Katsu define sua obra como uma “bíblia do amor” ou um “manual do usuário” para pessoas apaixonadas, e ele vem sendo chamado assim em vários países. A série é publicada na revista Young Animal e na Young Animal Arashi desde 1997, um sucesso incontestável.

A editora JBC tentou publicar a obra por aqui, rendeu 42 volumes, mas logo cancelaram, foi o primeiro mangá cancelado da editora, em 2013, deixando vários fãs em choque sobre o futuro da editora que hoje é a maior publicadora de mangás no Brasil.

Curiosidade: o título Futari Ecchi (futari de duas pessoas e ecchi de sexo) é um trocadilho com Hitori Ecchi, que significa masturbação.

http://impulsohq.com/wp-content/uploads/2017/01/futari-ecchi-1.jpghttp://impulsohq.com/wp-content/uploads/2017/01/futari-ecchi-1-150x150.jpgVini MoreiramanganimeAki Katsu,editora JBC,Futari EcchiMangá sobre sexo, relacionamentos e educação sexual, só no Japão vendeu quase 28 milhões de cópias Futari Ecchi conta a história de Makoto e Yura, que seriam um casal comum se não fosse por um detalhe: casaram-se virgens com 25 anos de idade. Costumes japoneses. Ele não sabe direito o...IMPULSO HQ é um site que se propõe a discutir histórias em quadrinhos e assuntos derivados como cinema, games e cultura pop em geral.