Imagine-se em um planeta novo. Distante e com uma cultura bem diferente, embora também tenhamos humanos. Agora encha essa atmosfera de puzzles. Para finalizar, um clima que lembra muito os jogos antigos de Game Boy.

Iconoclasts

Relativamente recente, Iconoclasts foi lançado em janeiro deste ano por Joakim ‘Konjak’ Sandberg e este já é o primeiro grande diferencial deste jogo. Konjak trabalhou na WayForward Games, uma empresa conhecida na produção e distribuição de jogos de Game Boy Advanced e Game Boy Color.

Em outras palavras, diferentemente da grande parte dos desenvolvedores indies que tentam emular o traço GBA/GBC, Konjak sabe como fazê-lo com maestria. Além disso, seu gênero é o famoso MetroidVania, ou seja, exploração em um mapa grande com diversos inimigos e armas.

Como o jogo funciona?

A história é focada em Robin, uma mecânica que, por não ter licença, é considerada uma “pecadora” e todos os pecadores são sacrificados dentro de suas próprias casas pelos “agentes”. Robin conta apenas com sua pistola a laser e uma chave inglesa para lutar contra todos os inimigos enquanto foge para não ser sacrificada.

Além de poder atirar e lutar com os inimigos, Robin também pode consertar mecanismos ou alterar suas funcionalidades, para abrir portas, áreas do mapa e segredos. Iconoclasts conta também com outras armas e upgrades ao decorrer do jogo.

Há alguns personagens que são auxiliares durante certos trechos das fases, porém, são apenas parcialmente jogáveis, ou seja, você só pode jogar com eles em partes específicas da fase e, no resto dela, o personagem se torna um NPC (personagem controlado pelo computador).

Temos dois pontos que chamam muita atenção em Iconoclasts: o primeiro é o jeito que tudo foi animado. Muito fluido para pixel art. O jogo ainda conta com diálogos dinâmicos com os personagens agindo enquanto falam. Geralmente vemos apenas aquela caixa de texto, como em Megaman, ou o próprio Castlevania.

O segundo ponto são os puzzles. Cada área te apresenta a uma mecânica nova e, do mesmo jeito que as armas, elas vão evoluindo com o passar do tempo. E, no decorrer do jogo, os quebra-cabeças ficam cada vez mais difíceis fazendo com que você tenha que usar duas ou três mecânicas de uma só vez, tornando o jogo cada vez mais complexo e único.

Quando vou conseguir jogar?

Se você gosta de histórias que podem te emocionar, quebra-cabeças, nostalgia e fugir de super-humanos que querem sua cabeça, Iconoclasts é um jogo para você.

Disponível para PC e PS4.

http://impulsohq.com/wp-content/uploads/2018/03/Iconoclasts-1.jpghttp://impulsohq.com/wp-content/uploads/2018/03/Iconoclasts-1-150x150.jpgMatheus ZucaGamesGame Boy Advanced,Game Boy Color,Iconoclasts,indiecando,Joakim Konjak SandbergFacebook Twitter Instagram Youtube Imagine-se em um planeta novo. Distante e com uma cultura bem diferente, embora também tenhamos humanos. Agora encha essa atmosfera de puzzles. Para finalizar, um clima que lembra muito os jogos antigos de Game Boy. Iconoclasts Relativamente recente, Iconoclasts foi lançado em janeiro deste ano...O Impulso HQ é um site dedicado à cultura geek e traz, diariamente, novidades sobre quadrinhos, cinema e games, além de conteúdo em vídeo. Somos nerds a serviço do seu entretenimento. Bem-vindo!
Compartilhe