Os Estúdios Disney parecem ter criado uma fórmula a ser seguida e Piratas do Caribe segue os passos de Star Wars. Piratas do Caribe – A Vingança de Salazar parece espelhar no arco dramático da maior saga no espaço de todos os tempos, e narra história da segunda geração dos piratas.

O quinto filme da franquia Piratas do Caribe nos apresenta Henry Turner (Brenton Thwaites), filho do casal de coadjuvantes da primeira trilogia da cinessérie Will Turner e Elizabeth Swann e a cientista Carina (Kaya Scodelario), cujo pai acaba não sendo quem ela imaginava que fosse.

Após ser salvo por Turner pai de um destino pior que a morte, o jovem Turner não só se aprofunda nas lendas e mitos como segue a vida marítima em busca da cura para a maldição de seu pai. Quando seu navio passa por um dos lugares amaldiçoados onde poucos sobrevieram, ele encontra o antagonista do filme, Salazar (Javier Baden), um capitão morto vivo que lidera um navio de cadáveres.

Salazar poupa a sua vida para que ele entregue uma mensagem a Jack Sparrow, algo que ele acaba fazendo após uma série de desventuras que o levam para o mesmo lugar em que o famoso pirata estava aprisionado.

Na verdade a trama caminha devido a uma série de conveniências, afinal, Carina, que é um personagem importante para o andamento da história já estava lá. O restante acontece sem surpresas, principalmente quando o Capitão Barbossa (Geoffrey Rush) retorna para negociar com o vilão uma proposta satisfatória contra seu inimigo em comum, que ao doar sua Bússola mágica libertou o pirata morto de sua prisão assombrada.

O roteiro se resume na coincidência de uma situação problemática que juntou os interesses de todos os personagens que passaram a buscar o tridente de Netuno numa tentativa desesperada de resolver um problema insolúvel.

O filme tem seus altos, baixos e furos leves de roteiro, mas engana bem. Se você não procurar, pode até não encontrá-los. A aparição gratuita de Elizabeth Swann incomoda um pouco, mas faz sentido.

Johnny Depp segue com os trejeitos do pirata que rejuvenesceu sua carreira, alguns que ele acabou absorvendo. Uma piada inserida no roteiro insinuou que Sparrow não merece a fama que tem, o que pode ser uma verdade. Personagens que não evoluem não seguram filmes, e o de Depp, que sempre repete as mesmas piadas, acaba sendo um coadjuvante de luxo, um elo para as ações do filme.

O Capitão Salazar também não é o vilão que poderia ter sido, mas funcionou dentro da proposta: um capitão que queria acabar com todos os piratas e acabou se tornando o que mais odiava.

A hereditariedade de Carina, que foi um grande tabu ao longo da segunda metade do filme, foi aceita com tanta facilidade que anulou o peso com a qual a coisa vinha sendo tratada até aquele momento. Outro grande problema é a cena pós-crédito. Ela deixa um final aberto que anula a conclusão do roteiro, sugerindo uma continuação impossível.

A verdade é que mesmo com todos os problemas, este filme não só conseguiu ser um bem melhor que o quarto “Piratas do Caribe – Navegando em Águas Misteriosas” (2011), fechando a franquia com alguma dignidade ou pelo menos, se a sugestão da última cena for um anuncio do que está por vir, é possível que a história siga um pouco mais.

No mais, é um bom cinema pipoca que garante a diversão da família.

Trailer:

Piratas do Caribe: A Vingança de Salazar
Direção: Joachim Rønning, Espen Sandberg
Roteiro: Jeff Nathanson, Terry Rossio
Música: Geoff Zanelli
Elenco: Johnny Depp (Capitão Jack Sparrow), Javier Barden (Capitão Armando Salazar), Brenton Thwaites (Henry Turner), Orlando Bloom (Will Turner), Kaya Scodelario (Carina Smyth), Geoffrey Rush (Hector Barbossa), Kevin McNally (Joshamee Gibbs), Paul McCartney (tio Jack)
Duração: 153 minutos
Produção: Jerry Bruckheimer films
Distribuidor: Walt Disney Studio

http://impulsohq.com/wp-content/uploads/2017/05/piratas-do-caribe-vingança-de-salazar-1.jpghttp://impulsohq.com/wp-content/uploads/2017/05/piratas-do-caribe-vingança-de-salazar-1-150x150.jpgAlexandre DassumpcaocinemaNós assistimosA Vingança de Salazar,Brenton Thwaites,Espen Sandberg,Geoff Zanelli,Geoffrey Rush,Javier Barden,Jeff Nathanson,Jerry Bruckheimer,Joachim Rønning,Johnny Depp,Kaya Scodelario,Kevin McNally,Orlando Bloom,Paul McCartney,Piratas do Caribe,Terry Rossio,Walt Disney StudioOs Estúdios Disney parecem ter criado uma fórmula a ser seguida e Piratas do Caribe segue os passos de Star Wars. Piratas do Caribe – A Vingança de Salazar parece espelhar no arco dramático da maior saga no espaço de todos os tempos, e narra história da segunda geração...O Impulso HQ é um site dedicado à cultura geek e traz, diariamente, novidades sobre quadrinhos, cinema e games, além de conteúdo em vídeo. Somos nerds a serviço do seu entretenimento. Bem-vindo!
Compartilhe