O último filme dos mutantes na Fox chegou aos cinemas nesta quinta-feira (6 de junho) depois de dois adiamentos. A despedida veem com uma história já contada nos cinemas lá nos anos 2000, ainda com a antiga geração em 2006 com X-Men 3, e revisita uma das sagas mais icônicas dos mutantes nos quadrinhos. No entanto, a nova produção rapidamente afasta a má impressão do seu antecessor, mostrando que a Fox soube escolher o elenco certo para viver os mutantes.

X-men: Fênix Negra chega com desconfiança, e há até quem diga que o filme está atrasado devido aos adiamentos e atropelos por diversas notícias e divulgação extensa. A produção estava gerando pouca expectativa porque ainda teve que carregar o “fardo” de superar muitos tropeços e o desastroso X-men: Apocalipse. Além disso, a escolha de contar novamente a maior saga dos X-Men em apenas um filme fez com que a animação para assisti-lo passa-se longe.

O filme mostra a infância de Jean Grey (Sophie Turner) e o acidente provocado quando seus poderes se revelam. A cena é muito bem construída e mostra a relação que Jean tem com seus poderes e o medo que se desenvolve por conta disso. O professor Charles Xavier (James Macvoy) vai buscá-la, nessa versão sem o Erik ao seu lado (o que foi um alívio, já que não precisamos ver isso novamente). Os dois desenvolvem uma relação forte, mais ela fica restrita aos flashbacks.

Em 1992 os X-men estão em alta. O professor recebe medalhas, tem uma linha própria com o presidente e aparecem até em capas de revistas. O ego faz com que Xavier aceite uma missão no espaço e ali vemos que ele e Hank (Nicholas Hoult) discorda sobre as missões que serão ou não aceitas pela equipe. A apresentação de como cada personagem está relacionado na equipe é boa e dinâmica, o que faz a explosão solar que atinge Jean ter uma importância ainda maior.

O diretor e roteirista Simon Kinberg se utiliza de alguns discursos ao longo do filme, e embora a fala das personagens femininas funcione, algumas motivações ficaram um tanto quanto jogadas. A decisão de se despedir da personagem de Jennifer Lawrence, no entanto, foi sem dúvida um acerto.

Falta no filme um aproveitamento maior de alguns personagens, mas Tempestade ganhou um espaço um pouco maior, visto que o filme toca muito no discurso feminino (inclusive tem um diálogo bem explícito sobre isso). A vilã vivida por Jessica Chastain não deixa clara o tamanho da ameaça e deixa uma ponta solta de quem são os alienígenas e de onde vieram, tendo sido jogados na história.

Uma pena que com o recomeço dos mutantes no MCU, este elenco seja dispensado. Tye Sheridan conseguiu dar mais expressão ao Scott Summers, e visto que o personagem fica o tempo todo com óculos tampando os olhos, ele cumpriu uma missão bem difícil.

O desfecho da história ficou apressado, mas corrige pontos de crítica do X-Men 3, como a relação de Scott e Jean (um fan service muito bem vindo) deixando claro que essa era a vontade de Kinberg desde o início. O filme trabalha pontos principais das histórias dos mutantes, família e alegorias sociais, porém pelo final não parece que estava pronto para ser uma despedida, mas para ser um recomeço.

X-Men: Fênix Negra
Direção: Simon Kinberg
Roteiro: Simon Kinberg
Diretor de fotografia: Mauro Fiore
Trilha sonora: Hans Zimmer
Elenco: James McAvoy, Michael Fassbender, Jennifer Lawrence, Nicholas Hoult, Sophie Turner, Tye Sheridan, Alexandra Shipp, Evan Peters, Kodi Smit-McPhee, Jessica Chastain, Scott Shepherd, Ato Essandoh, Brian d’Arcy James, Halston Sage
Produção: Twentieth Century Fox
Distribuição nacional: Fox Film do Brasil

http://impulsohq.com/wp-content/uploads/2019/06/fenix-negra-7.jpghttp://impulsohq.com/wp-content/uploads/2019/06/fenix-negra-7-150x150.jpgLaís TigrecinemaNós assistimosFacebook Twitter Instagram Youtube O último filme dos mutantes na Fox chegou aos cinemas nesta quinta-feira (6 de junho) depois de dois adiamentos. A despedida veem com uma história já contada nos cinemas lá nos anos 2000, ainda com a antiga geração em 2006 com X-Men 3, e revisita uma das sagas mais...O Impulso HQ é um site e canal no YouTube dedicado à cultura geek e traz, diariamente, novidades sobre quadrinhos, cinema e games, além de conteúdo em vídeo. Somos nerds a serviço do seu entretenimento. Bem-vindo!
Compartilhe