Uma Dobra no Tempo traz para as telonas a história escrita por Madelaine L’Engle que completou 50 anos recentemente, e mostra uma história imaginativa e esperançosa

Meg (Storm Reid) é uma menina solitária que não se encaixa na escola e nem em casa, devido ao desaparecimento de seu pai, o cientista Dr. Alex Murry (Chris Pine), fato ocorrido pouco tempo depois da chegada de seu irmão adotivo, Charles Wallace (Deric McCabe). É com o surgimento da peculiar Sra. Queé (Reese Witherspoon) que as coisas começam a mudar na vida da jovem.

O garoto mais legal da escola, Calvin (Levi Miller) começa a falar com Meg e Charles parece convencido sobre a amizade da Sra. Queé e o pequeno apresenta para os dois jovens outra amiga a Sra. Quem (Mindy Kaling). Após esses encontros inusitados, Meg descobre que os três precisam passar por vários obstáculos para encontrar seu pai. A história decola, somente com o aparecimento de Sra. Qual (Oprah Winfrey) e finalmente entendemos qual é a mensagem real do filme.

O longa tem, inegavelmente, pontos positivos. É uma época perfeita para estrear um filme de aventura com uma protagonista negra. Ava DuVernay teve muita coragem em dirigir uma adaptação de um clássico dos anos 60 e apresentar um filme com a mensagem de que o amor pode vencer a escuridão e acreditar em si mesmo.

A produção apresenta alguns problemas no terceiro ato e peca com o excesso de CGI, mas se você conseguir ver, além disso, poderá perceber a delicadeza e as entrelinhas por trás dos diálogos empolados sobre física quântica.

O filme com certeza é um forte candidato ao Oscar de Maquiagem e Cabelo e talvez até de Figurino, pois esses são alguns dos elementos usados para mostrar o “além da visão”. As três guias são excêntricas e não estão restritas a Terra, peculiaridade muito bem representada pelas vestimentas.

Se tratando do primeiro volume um clássico da literatura, recomendamos que, antes de ver o filme, você conheça os livros que deram origem a história. Tanto a versão traduzida do original, quanto a versão em quadrinhos lançada recentemente pela editora Darkside trazem mais detalhes da trama e dão uma base melhor para se aproximar dos personagens.

Uma Dobra no Tempo chega com uma mensagem bonita sobre acreditar em si mesmo e que todos têm o poder de fazer o bem e trazer à luz o lado bom do ser humano. O filme é bom, mas, mais que isso, é um filme necessário. Em tempos obscuros de intolerância é preciso trazer às crianças um pouco de esperança e este é o filme certo para isso.

Uma Dobra no Tempo
Direção: Ava DuVernay
Roteiro: Jennifer Lee
Diretor de fotografia: Tobias A. Schliessler
Trilha Sonora: Ramon Djawadi e Jonny Greenwood
Elenco: Oprah Winfrey, Reese Witherspoon, Mindy Kaling, Storm Reid, Chris Pine
Produtora: Walt Disney
Distribuição Nacional: Disney

http://impulsohq.com/wp-content/uploads/2018/03/uma-dobra-no-tempo.jpghttp://impulsohq.com/wp-content/uploads/2018/03/uma-dobra-no-tempo-150x150.jpgLaís TigrecinemaNós assistimosAva DuVernay,Chris Pine,Jennifer Lee,Jonny Greenwood,Madelaine L’Engle,Mindy Kaling,Oprah Winfrey,Ramon Djawadi,Reese Witherspoon,Storm Reid,Tobias A. Schliessler,Uma Dobra do Tempo,Walt DisneyFacebook Twitter Instagram Youtube Uma Dobra no Tempo traz para as telonas a história escrita por Madelaine L’Engle que completou 50 anos recentemente, e mostra uma história imaginativa e esperançosa Meg (Storm Reid) é uma menina solitária que não se encaixa na escola e nem em casa, devido ao desaparecimento de seu pai,...O Impulso HQ é um site e canal no YouTube dedicado à cultura geek e traz, diariamente, novidades sobre quadrinhos, cinema e games, além de conteúdo em vídeo. Somos nerds a serviço do seu entretenimento. Bem-vindo!
Compartilhe