A Warner Bros. finalmente encontrou o tom de seus filmes ambientados no universo DC. Vindo em uma crescente desde Mulher-Maravilha e com um pequeno tropeço com Aquaman, o estúdio tem acertado no tom das suas produções e em fazê-las como aventuras solos, com pequenas menções e easter eggs.

Shazam é um ótimo exemplo de acerto. Filme traz uma boa divisão entre humor e seriedade e apresenta Zachary Levi dando uma leveza ao personagem que é uma criança em corpo de adulto. Isso faz com que a história seja divertida sem ter que forçar nas piadas.

O vilão do filme é apresentado logo no inicio. Em 1974, com uns 10 anos, Thaddeus Sivana tem uma experiência sobrenatural com uma entidade que não o considera puro o suficiente para receber os seus poderes. Sua família o trata com desprezo e de forma zombeteira quando ele conta o que vivenciou já deixando claro qual serão as principais relações do filme.

Chegando aos dias de hoje somos apresentados a Billy Bariston, um menino de 14 anos que desde que se perdeu da mãe passa de um lar de acolhimento atrás do outro, sempre na procura de sua verdadeira mãe. Quando chega à casa de Rosa e Victor ele se depara com uma família unida, apesar de não ser uma família convencional. A dinâmica na casa e entre os irmãos é um dos pontos que faz a relação da família ser divertida.

Sem longas explicações e com diálogos eficientes, o filme apresenta a personalidade de cada membro da família e logo vemos que mais uma lição foi aprendida pelo estúdio, ser simples e conciso em seu roteiro.

Billy não quer ser parte da família, mas se envolve em uma briga para salvar seu novo irmão Freddy, um nerd louco por super-heróis. Durante a fuga dos valentões, o vagão de metrô de Billy viaja de forma sobrenatural para a caverna do Shazam e lá ele encontra o mago que irá lhe dar os poderes e descobre que é a única chance para deter um grande mal.

Quando se transforma em Shazam, Billy vira um adulto todo poderoso e o único que pode ajuda-lo é Freddy. Nesse momento o filme assume a cara dos filmes dos anos 80, uma versão atualizada de “Quero ser grande”, onde o protagonista curte fazer todas as coisas que não poderia fazer com 14 anos e ainda filma seus testes de poderes e vira uma celebridade online.

A diversão de Billy acaba quando ele tem de enfrentar o vilão Dr. Sivana, que acha que merece os poderes do Shazam, e percebe que para isso precisa ser mais responsável com seus poderes e com as pessoas que estão na sua vida. O herói precisa encontrar dentro de si o que tem de diferente do vilão. E isso acaba trazendo uma mensagem valiosa até mesmo para trazer novos fãs para os quadrinhos, trazendo a essência dos personagens de fantasia.

O filme fala não só sobre o clássico bem e mal, mas fala de família, sobre abrir seu coração para o que a vida te apresenta. O contraponto com um vilão que é renegado pela própria família mostra bem isso.

Shazam! tem duas cenas pós créditos, uma para servir de gancho para o próximo filme e outra engraçadinha. Outro ponto que mostra o aprendizado certo da Warner Bros. em produzir filmes de super-heróis.

Shazam!
Direção: David F. Sandberg
Roteiro: Henry Gayden e Darren Lemke
Diretor de fotografia: Maxime Alexandre
Trilha Sonora: Benjamin Wallfisch
Elenco: Asher Angel, Mark Strong, Zachary Levi, Cooper Andrews, Cooper Andrews, Djimon Hounsou, Faithe Herman, Grace Fulton, Ian Chen, Jack Dylan Grazer, Jovan Armand, Marta Milans, Meagan Good, D.J. Cotrona, Adam Brody, Ross Butler, Michelle Borth
Produção: Peter Safran, Dwayne Johnson, Hiram Garcia
Empresas envolvidas: New Line Cinema, DC Entertainment
Distribuição nacional: Warner Bros.

Nós assistimos: Shazam!http://impulsohq.com/wp-content/uploads/2019/04/shazam-1.jpghttp://impulsohq.com/wp-content/uploads/2019/04/shazam-1-150x150.jpgLaís TigrecinemaNós assistimosAdam Brody,Cooper Andrews,D.J. Cotrona,David F. Sandberg,DC Comics,Djimon Hounsou,Faithe Herman,Grace Fulton,Ian Chen,Jack Dylan Grazer,Jovan Armand,Mark Strong,Marta Milans,Meagan Good,Michelle Borth,Ross Butler,Shazam,sher Angel,Warner,Zachary LeviFacebook Twitter Instagram Youtube A Warner Bros. finalmente encontrou o tom de seus filmes ambientados no universo DC. Vindo em uma crescente desde Mulher-Maravilha e com um pequeno tropeço com Aquaman, o estúdio tem acertado no tom das suas produções e em fazê-las como aventuras solos, com pequenas menções e easter eggs. Shazam é...O Impulso HQ é um site e canal no YouTube dedicado à cultura geek e traz, diariamente, novidades sobre quadrinhos, cinema e games, além de conteúdo em vídeo. Somos nerds a serviço do seu entretenimento. Bem-vindo!
Compartilhe