Texto de Lara Alves

Com uma trilha sonora encantadora e uma história envolvente, chega aos cinemas a versão audiovisual de ‘Me Chame Pelo Seu Nome’, filme baseado na obra literária de André Aciman.

Com o olhar de Elio, um jovem de 17 anos, que se depara com um labirinto de dúvidas sobre si mesmo quando se apaixona por um homem mais velho, o longa traz para as telonas a temática da sexualidade masculina de forma romântica e inocente.

Filmado na Itália, a história se inicia com a chegada de Oliver (Armie Hammer), um professor amigo da família. De início sua estadia não agrada Elio (Timothée Chalamet), que o considera arrogante e espaçoso. No decorrer do tempo, a amizade entre os dois passa a se consolidar, mas algo dá errado nesta relação quando a aproximação começa a causar certos desejos nunca antes sentidos por Elio.

A fim de evitar esse estranho sentimento, Elio começa a se envolver com uma amiga próxima, porém não se sente completamente feliz e acaba a deixando de lado, voltando suas atenções para Oliver. O romance entre os dois se desenvolve de maneira sensual aos olhos do espectador, tratando a descoberta de Elio como um mundo novo.

Quando sua estadia finalmente acaba, Oliver e Elio seguem em companhia um do outro por algumas semanas, em uma cidade vizinha, onde se redescobrem apaixonados. Porém Elio tem seu coração partido com a ida de Oliver para casa, onde todo o romance acaba.

A abordagem sexual da trama é simples e direta, e suas cenas, apesar de serem discretas não escondem a sensualidade de uma relação nova. O filme trata com leveza a relação dos pais diante da sexualidade de Elio, tratando de forma acolhedora a dificuldade do jovem em se abrir.

É nítida a experiência vivida pelo espectador, viajando pelas imagens visualmente bonitas e significativas. O diretor, Luca Guadagnino, optou por se utilizar da última cena do filme como créditos e acabou acertando em cheio. Nesta cena, podemos compreender a longa jornada de alguém que se redescobre sexualmente, e tornamos sua angústia, nossa angústia.

O longa, que conta na sua equipe de produção com o brasileiro Rodrigo Teixeira, foi indicado a diversos prêmios como ao Critic’s Choice Awards, Prêmio BAFTA de Cinema e garantiu três indicações no Globo de Ouro, entre elas na categoria ‘Melhor Drama’.

Me Chame Pelo Seu Nome chega aos cinemas brasileiros em 18 de janeiro de 2018.

Me Chame Pelo Seu Nome
Direção: Luca Guadagnino
Roteiro: James Ivory, baseado na obra de André Aciman
Fotografia: Sayombhu Mukdeeprom
Elenco: Armie Hammer, Timothée Chalamet, Michael Stuhlbarg, Amira Casar, Esther Garrel, Victoire Du Bois, Vanda Capriolo, Antonio Rimoldi
Distribuição Nacional: Sony Pictures

http://impulsohq.com/wp-content/uploads/2018/01/Me-Chame-Pelo-Seu-Nome-1.jpghttp://impulsohq.com/wp-content/uploads/2018/01/Me-Chame-Pelo-Seu-Nome-1-150x150.jpgRenato LebeaucinemaNós assistimosAmira Casar,André Aciman,Antonio Rimoldi,Armie Hammer,Esther Garrel,Luca Guadagnino,Me Chame Pelo Seu Nome,Michael Stuhlbarg,Sayombhu Mukdeeprom,Sony Pictures,Timothée Chalamet,Vanda Capriolo,Victoire Du BoisFacebook Twitter Instagram Youtube Texto de Lara Alves Com uma trilha sonora encantadora e uma história envolvente, chega aos cinemas a versão audiovisual de 'Me Chame Pelo Seu Nome', filme baseado na obra literária de André Aciman. Com o olhar de Elio, um jovem de 17 anos, que se depara com um labirinto de...O Impulso HQ é um site dedicado à cultura geek e traz, diariamente, novidades sobre quadrinhos, cinema e games, além de conteúdo em vídeo. Somos nerds a serviço do seu entretenimento. Bem-vindo!
Compartilhe