Série está no catálogo da Netflix é uma excelente adaptação dos quadrinhos para as telas

Happy!, ou Feliz! Se preferir, é uma série produzida pelo canal Syfy e dirigida por Brian Taylor, o mesmo diretor de Adrenalina que sabe colocar na tela a relação de insanidade de um personagem, mesmo se tudo acontece de maneira frenética. Daí vem a pergunta: O que um fofo de unicórnio azul voador está fazendo com um personagem bêbado e degenerado?

Nick Sax (Christopher Meloni) é um ex-policial que cai desgraça e se torna um assassino, bêbado e drogado. Ele acaba se envolvendo com gângster e passa ser um mercenário de aluguel e no decorrer da série ele fica cada vez mais sujo.

Logo no início, Nick é contratado pra assassinar uns mafiosos novatos, porém, um deles está com uma senha importantíssima para um dos chefões do crime, Franscisck Escaramuch, e por um engano, a máfia acredita que Nick é o único que sabe da existência da senha.

Enquanto isso Haily está em um show em uma praça de Nova York e acaba se perdendo da mãe. A doce menina é sequestrada pelo Noel do mal, que está sequestrando várias crianças, e a única alternativa que Haily encontra é pedir para o seu amigo imaginário Happy encontrar o pai que ela nunca conheceu para salvá-la apegando-se a crença de que seu pai é um herói.

A insana história se desenrola enquanto Nick é perseguido pelo chefão da máfia e Happy tenta convencer o policial degenerado que ele existe e que Haily precisa da sua ajuda. Obviamente que Nick, que acabou de sofrer um infarto, fica confuso e não acredita no que vê e chega à conclusão que está sobre efeito das drogas.

Fique atento. Apesar do nome Happy! e um unicórnio fofo azul, a série é bem violenta, com drogas, sexo e situações bem pesadas. Há uma mistura de nonsense com o submundo do crime, e Nick, que não tem mais nada a perder, passa acreditar no cavalinho em uma partida de poker. Essa cena merece destaque porque mostra como Happy também pode ser influenciado e “corrompido”, pois o amigo imaginário trapaceia e usa drogas.

Essa jornada expressa bastante como a influência, ou os amigos imaginários, são o reflexo de quem imagina. O próprio unicórnio voador Happy acaba se corrompendo com essa aventura: drogas, trapaças e até mesmo se torna um assassino de amigos imaginários. Algo quase impossível de se imaginar assistindo o primeiro episódio da série.
A fotografia é bem pesada, ambientando muito bem o clima dark que a história precisa. A série carrega um humor ácido com muita pancadaria e de ser tão exagerada, passa a ser cômica em alguns momentos. Nick Sax faz coisas inimagináveis com seus inimigos que faz o espectador ficar de boca aberta, mas apesar disso, ele acaba apanhando bastante também, demonstrando que ele não é nenhum Super-homem.

Nick sax é o típico personagem escroto que é muito carismático e você acaba gostando dele. Talvez Happy não seja uma série que agrade todos os públicos, principalmente para aqueles que não estão acostumados com muita ação e violência.

Para responder a minha pergunta inicial “O que um fofo de unicórnio azul voador está fazendo com um personagem bêbado e degenerado?”, é necessário conhecer o material que serviu de base para o roteiro da série. Happy! é uma adaptação do quadrinho homônimo criado pela mente brilhante de Grant Morrison com arte de Darick Robertson.
Quem conhece os trabalhos do roteirista escocês sabe o quanto ele consegue pegar temas aparentemente inocentes e distorcer até virar um gore. Com Happy! não é diferente. Aqui no Brasil, a HQ foi publicada pela editora Devir com o título original em 2015.

O que mais surpreende é que o resultado nas telas é uma série muito divertida e que vale muito a pena conferir. O canal americano SyFy está de parabéns por encarar o desafio de não mexer na essência de Morrison e ainda trabalhar o núcleo de cada personagem deixando ainda a história mais completa.

Como toda adaptação, a série não é 100% fiel aos quadrinhos e pode ficar tranquilo, pois é certo que Happy! ganhará uma segunda temporada!

Temas abordados: MUITA Violência; Tortura, aventura, amigos imaginários, sequestro, sadismo, drogas, submundo do crime, possessão demoníaca, qualquer loucura que você puder imaginar.

http://impulsohq.com/wp-content/uploads/2018/05/happy-syfy.jpghttp://impulsohq.com/wp-content/uploads/2018/05/happy-syfy-150x150.jpgAngélica PirescinemaNós assistimosBrian Taylor,Christopher Meloni,Darick Robertson,Grant Morrison,Happy,SyFyFacebook Twitter Instagram Youtube Série está no catálogo da Netflix é uma excelente adaptação dos quadrinhos para as telas Happy!, ou Feliz! Se preferir, é uma série produzida pelo canal Syfy e dirigida por Brian Taylor, o mesmo diretor de Adrenalina que sabe colocar na tela a relação de insanidade de um personagem,...O Impulso HQ é um site dedicado à cultura geek e traz, diariamente, novidades sobre quadrinhos, cinema e games, além de conteúdo em vídeo. Somos nerds a serviço do seu entretenimento. Bem-vindo!
Compartilhe