doctor-strange-2Super aguardado desde o seu anúncio, o filme do Doutor Estranho, o Mago Supremo da Marvel, carrega consigo algumas responsabilidades que os seus antecessores não tiveram. E agora que Stephen Strange e sua trupe chegam em cartaz, será que eles vão conquistar o público com os seus encantamentos?

A produção segue a mesma fórmula dos filmes da Marvel Studios. Tem humor, ação e traz o arco de origem do personagem cirurgião arrogante que sofre acidente e procura soluções alternativas para sarar.

Isso é bom para aqueles que estão tendo o primeiro contato com Strange e todo o seu mundo e ao mesmo tempo o filme acerta em colocar o personagem descobrindo um novo universo de possibilidades. É como se o telespectador e personagem aprendessem juntos. Ponto para a Marvel.

doctor-strange-8Outro ponto a favor para o filme foi a escolha do elenco principal. Como era de se esperar Benedict Cumberbatch, Tilda Swinton, Chiwetel Ejiofor e Mads Mikkelsen fazem atuações competentes. Destaque para Tilda que rouba a cena com a sua anciã. Podemos dizer que o único erro no elenco foi Scott Adkins, que foi tão desnecessário que poderia ter sido qualquer ator estreante.

Como fala do início do personagem, o filme remete muito a origem dos quadrinhos do Doutor Estranho, bebendo diretamente da fase dos anos 60. Há a psicodelia, muitas cores, mandalas, planos de outras dimensões negras com luzes cintilantes. Algumas cenas até parecem um quadrinho de Steve Ditko. Excelente para os saudosistas.

Se o trailer impressiona com os efeitos visuais à lá A Origem de Christopher Nolan, o filme todo impacta muito mais. Com certeza a produção abusou dos artifícios digitais e com um ótimo resultado. Merecedor até de concorrer a prêmios segundo o meu ponto de vista.

doctor-strange-7Logo nos cinco minutos iniciais somos apresentados e surpreendidos pelas habilidades da Anciã e como a realidade é totalmente moldável. Uma cena de luta de tirar o fôlego. Porém o ritmo cai vertiginosamente na sequência. Em quase todas as cenas de ação esses efeitos são repetidos, girando a cabeça e o mundo do telespectador. Tudo de maneira muito rápida, o que chega até a confundir em alguns momentos.

Mas nem tudo no filme é só magia.Doutor Estranho peca justamente na quebra da realidade. Uma das enormes responsabilidades que o filme carrega consigo antes mesmo de estrear é que ele é o elo entre o mundo místico da Marvel e a realidade de super-heróis já consolidado nos cinemas.

doctor-strange-6O filme faz isso, às vezes de maneira sutil, mostrando a Torre Stark no meio de um plano geral ou em uma conversa entre Wong e Strange, às vezes de maneira escancarada, como na cena pós-crédito.

O longa falha quando a quebra de realidade se torna algo totalmente normal para todos os personagens, inclusive os que não tiveram nenhum contato com as artes místicas. Christine Palmer, interpretada por Rachel McAdams aceita muito naturalmente os novos mistérios de Stephen e vivencia uma cena digna de “Gasparzinho, o fantasminha camarada”.

doctor-strange-1Outra situação que não dá para passar sem levantar questões é o papel da Anciã como o Mago Supremo da Terra. Sim, ela é um personagem complexo e durante a história toma decisões questionáveis e sua moral é colocada em dúvida e etc, mas não é possível entender a sua falta de reação ao personagem de Mads Mikkelsen, o seu ex-discípulo Kaecilius. O perigo que ele representa é nítido e mesmo assim ela deixa que o vilão execute o seu plano.

O roteiro desanima quando passa a sensação que tudo para Stephen é fácil demais, inclusive, aprender as artes místicas. No final, parece que ele fez um intensivão de uma semana de como se tornar o Mago Supremo da Terra, e passou.

doctor-strange-4Outra assombração que pairava sobre o filme do Doutor Estranho era que a produção não se tornasse o Harry Potter da Marvel e isso foi totalmente alcançado. Não há ditos de feitiços e comunidades bruxas, apesar de deixar claro que há outros magos pelo mundo cuidando de situações que exigem as forças ocultas e das leis naturais, enquanto os Vingadores cuidam do plano físico.

Apesar da Marvel equilibrar humor e ação, ficou nítido que Doutor Estranho pode seguir uma linha bem mais sombria, tensa e obscura e isso está claro na segunda cena pós-crédito (sim, há duas) com Barão Mordo (Chiwetel Ejiofor). Personagem que mais se transforma durante o filme devido a outro rompimento de realidade.

doctor-strange-3Tratando-se de um filme de origem e se focando na transformação de Stephen Strange de cirurgião arrogante à Mago Supremo não há muito espaço para o desenvolvimento do vilão Kaecilius. Com poucas falas e sem um passado bem definido, a sensação que fica é dele ser um inimigo fraco.

Doutor Estranho é um bom filme e pode ter sofrido um pouco com a maldição de ser um filme de origem e com o “feitiço do hype”, mas já tem continuação garantida, que promete ser mais sombria. A Marvel Studios tem tudo para consolidar o personagem como um dos seus destaques nos cinemas. Afinal, como eu sempre digo, “se é Marvel, é bom”. Até mesmo quando não alcança as expectativas.

Trailer:

Doutor Estranho
Direção: Scott Derrickson
Roteiro: Jon Spaihts, Scott Derrickson
Elenco: Benedict Cumberbatch, Chiwetel Ejiofor, Tilda Swinton, Benedict Wong, Rachel McAdams, Mads Mikkelsen, Benjamin Bratt
Produtora: Marvel Studios
Distribuidora: Disney / Buena Vista

http://impulsohq.com/wp-content/uploads/2016/10/doctor-strange.jpghttp://impulsohq.com/wp-content/uploads/2016/10/doctor-strange-300x300.jpgRenato LebeaucinemaNós assistimosBenedict Cumberbatch,Benedict Wong,Benjamin Bratt,bonecos marvel,Buena Vista,Chiwetel Ejiofor,Disney,Doutor Estranho,Jon Spaihts,Mads Mikkelsen,Marvel Studios,Rachel McAdams,Scott Derrickson,Tilda SwintonSuper aguardado desde o seu anúncio, o filme do Doutor Estranho, o Mago Supremo da Marvel, carrega consigo algumas responsabilidades que os seus antecessores não tiveram. E agora que Stephen Strange e sua trupe chegam em cartaz, será que eles vão conquistar o público com os seus encantamentos? A produção...O Impulso HQ é um site dedicado à cultura geek e traz, diariamente, novidades sobre quadrinhos, cinema e games, além de conteúdo em vídeo. Somos nerds a serviço do seu entretenimento. Bem-vindo!
Compartilhe