batman-dupla-2O lançamento da mais recente animação produzida pela Warner Bros, Batman: O Retorno da Dupla Dinâmica (Batman: Return of the Caped Crusaders), vem comemorar os 50 anos do clássico seriado protagonizado pelos heróis de Gotham. A série original foi exibida de 1966 a 1968, contando com 60 episódios de duas partes (ou seja, 120 no total) e narrava a eterna luta dos heróis contra o crime. Mesmo com este conceito, na exata medida em que tornou os personagens tema ainda mais conhecidos, a série foi responsável por popularizar grande parte das piadas sobre os mesmos.

“Eu assisti muito. Até participei no Festival Guia dos Quadrinhos com uma ilustração em homenagem ao seriado. Assistia antes de ler os quadrinhos do Batman, então, pra mim, aquilo era o Batman – tanto que senti falta da Tia Harriet nos gibis (por sinal ela existiu por um breve período). Lembro que, mesmo criança, eu era o único que tinha percebido que o Coringa tinha bigode” , lembra Will, quadrinista e criador do Sideralman.

O longa em animação pode (e talvez deva) ser considerada um extra, um spinoff ou um filme a mais, como queira. Assumindo e resgatando o estilo e os excessos sem pudor do trabalho feito no final da década de 1960.

Batman: O Retorno da Dupla Dinâmica traz toda a estrutura dos episódios pregressos, com os vilões tradicionais e aparições de personagens oriundos da própria série sessentista. Há o tradicional cliffhanger, o clímax em que a primeira parte de cada trama era encerrado (geralmente com os heróis em perigo), seguido do plot twist, a virada heróica na abertura da segunda parte que resolvia a situação tensa – nesse sentido, ao longo dos quase 120 minutos do novo desenho a sensação é proporcional a de assistir quatro episódios.

batman-dupla-3A equipe criativa é a mesma por trás das demais excelentes animações DC como Liga da Justiça: Guerra e Batman: Sangue Ruim, e isso não é ruim, pois Batman: O Retorno da Dupla Dinâmica vai além da homenagem.

“O seriado ‘camp’ do homem-morcego e do garoto prodígio marcou muito a minha infância. Não perdia um episódio! Quando estava perto do horário de começar, eu parava tudo que estava fazendo para me sentar frente à TV a válvula e acompanhar a dupla dinâmica em mais uma de suas aventuras! O engraçado é que na época eu não percebia que era um seriado humorístico: pra mim era tudo a sério! (risos) Não sei se hoje eu assistiria com o mesmo entusiasmo, algumas coisas são melhores se a gente deixar só na memória pra não estragar. Mas a série sempre vai ter pra mim um gostinho de infância”, comenta o quadrinista Jean Okada.

Há diversos easter eggs sensacionais a serem percebidos, referências diretas e indiretas a figuras que fazem parte da mitologia dos personagens. Assim, o expectador se depara com momentos que evocam desde o trabalho de Frank Miller até uma sátira (muito bem colocada) a respeito do controverso desfecho da Trilogia: Cavaleiro das Trevas de Christopher Nolan – elementos que sempre fazem a alegria dos fãs mais nerds (entre os quais assumidamente me incluo sem surpresas para o impulsivo leitor).

Se originalmente o desenho conta com as vozes dos protagonistas originais, como Adam West (Batman), Burt Ward (Robin) e Julie Newmar (Mulher Gato), que, aliás, emprestam seus visuais da época para uma fiel retratação por parte do character designer da animação, no Brasil há um esforço legítimo e sempre muito bem vindo por parte da dublagem em criar uma versão brasileira condizente.

Não obstante, Márcio Seixas, voz do Batman em Liga da Justiça e outros tantos trabalhos de meados dos anos 1990, empresta seu talento ao personagem com todos os adjetivos possíveis. E não fica atrás o esmero do restante do elenco, com Sheila Dorfman, Sérgio “Mike Kowalski” Stern, Isaac “Wolverine” Bardavid, Sérgio Cantu que dublou Asa Noturna em Batman: Sangue Ruim e Justiça Jovem, Marco Ribeiro que dublou Jim Carrey em Batman Eternamente, Márcio Simões responsável pela voz de Heath Ledger em Cavaleiro das Trevas e José Santa Cruz que já deu voz a Danny DeVito em Batman O Retorno. Notaram como os artistas estão diretamente relacionados ao Bat-Universo em sua maioria? Sendo assim, o resultado não poderia ser melhor e mais caprichado.

Batman: O Retorno da Dupla Dinâmica é diversão de qualidade garantida, tanto para fãs novatos quanto veteranos. E o impulsivo leitor que me perdoe, mas não posso resistir ao trocadilho: “Santa homenagem bem feita, Batman”!

http://impulsohq.com/wp-content/uploads/2016/11/batman-dupla.jpghttp://impulsohq.com/wp-content/uploads/2016/11/batman-dupla-300x284.jpgDennis RodrigocinemaNós assistimosBatman,Batman: O Retorno da Dupla Dinâmica,Batman: Return of the Caped Crusaders,DC Universe,Robin,Warner BrosO lançamento da mais recente animação produzida pela Warner Bros, Batman: O Retorno da Dupla Dinâmica (Batman: Return of the Caped Crusaders), vem comemorar os 50 anos do clássico seriado protagonizado pelos heróis de Gotham. A série original foi exibida de 1966 a 1968, contando com 60 episódios de...O Impulso HQ é um site dedicado à cultura geek e traz, diariamente, novidades sobre quadrinhos, cinema e games, além de conteúdo em vídeo. Somos nerds a serviço do seu entretenimento. Bem-vindo!
Compartilhe