La La Land é o grande premiado e séries da Netflix ganham seu merecido destaque

No último domingo, dia 8, a edição de número 74 da premiação da Associação de Imprensa Estrangeira em Hollywood, mais conhecida como Globo de Ouro. A cerimonia ocorreu no hotel Beverly Hilton em Beverly Hills, na Califórnia, e envolveu grandes nomes do cinema e televisão e foi apresentada por Jimmy Fallon.

E quando falamos de cinema o grande premiado da noite foi um musical que ainda está para estrear aqui no Brasil, “La la land: Cantando estações”, que confirmou o favoritismo e levou as sete estatuetas as quais estava concorrendo. Dentre elas: melhor comédia ou musical; melhor diretor e melhor roteiro, para Damien Chazelle; melhor ator em comédia ou musical, para Ryan Gosling; melhor atriz em comédia ou musical, para Emma Stone; e melhor canção original e melhor trilha sonora, ambas para o compositor Justin Hurwitz.

Finalmente as séries da HBO encontraram um concorrente a altura com as produções originais da Netflix. “The Crown” e “Stranger Things” estavam na disputa da Melhor Série de Drama, junto com “Game of Thrones”e “Westworld”, ambas da HBO e “This is Us”.

Infelizmente essa não era a noite das produções da HBO e nem da nossa querida Eleven. “The Crown” levou o título de Melhor serie de drama e ainda rendeu um prêmio para Claire Foy, a protagonista levou o prêmio de Melhor Atriz em Série de Drama.

E como toda noite de premiação, teve muita gente bem vestida (algumas nem tanto!!) e teve muita polêmica. Sobre polêmica podemos destacar nosso querido Deadpool, Ryan Reynolds, que deve ter ficado bravinho por ter perdido para Ryan Gosling, no quesito Melhor ator de Comédia ou Musical, e acabou dando um beijo no amigo Andrew Garfieldou (o Amazin Spider-Man), enquanto o vencedor estava fazendo seu discurso. Que feio Ryan! Trocar a lindeza da Blake Lively assim!

Mas se for para falar de polêmica, vamos fechar em grande estilo com o discurso de Meryl Streep que ao receber o prêmio Cecil B. DeMille pelo conjunto de sua obra, fez um discurso contra Donald Trump e seu discurso de ódio, principalmente aos estrangeiros.

No discurso Meryl aponta grandes nomes do cinema e televisão americanos que nasceram em outros países, criticando o desrespeito, a violência e a xenofobia.

” Hollywood está cheia de forasteiros e estrangeiros. Então, se nós mandarmos todos eles embora, não teremos nada para assistir, a não ser futebol americano e MMA, que não são arte.”

Confira a lista dos premiados da noite:

CINEMA

Melhor Filme de Drama – Moonlight
Melhor Atriz em Filme Dramático – Isabelle Huppert – Elle
Melhor Ator em Filme Dramático – Casey Affleck – Manchester à Beira-Mar
Melhor Filme de Comédia ou Musical – La La Land: Cantando Estações
Melhor Atriz em Comédia ou Musical – Emma Stone – La La Land: Cantando Estações
Melhor Diretor – Damien Chazelle – La La Land: Cantando Estações
Melhor Filme em Língua Estrangeira – Elle (França)
Melhor Longa Animado – Zootopia – Essa Cidade é o Bicho
Melhor Roteiro – La La Land: Cantando Estações – Damien Chazelle
Melhor Ator em Comédia ou Musical – Ryan Gosling – La La Land: Cantando Estações
Melhor Atriz Coadjuvante – Viola Davis – Fences
Melhor Canção Original – City of Stars – La La Land: Cantando Estações
Melhor Trilha Sonora Original – La La Land: Cantando Estações
Melhor Ator Coadjuvante – Aaron Taylor-Johnson – Animais Noturnos

TV

Melhor Ator em Série de Comédia ou Musical – Donald Glover – Atlanta
Melhor Série Dramática – The Crown
Melhor Atriz em Série Dramática – Claire Foy – The Crown
Melhor Ator em Minissérie ou Filme para TV – Tom Hiddleston – The Night Manager
Melhor Atriz Coadjuvante em Série, Minissérie ou Filme para TV – Olivia Colman – The Night Manager
Melhor Ator Coadjuvante em Série, Minissérie ou Filme para TV – Hugh Laurie – The Night Manager
Melhor Minissérie ou Filme para TV – The People vs O.J. Simpson: American Crime Story
Melhor Atriz em Minissérie ou Filme para TV – Sarah Paulson – The People vs O.J. Simpson: American Crime Story
Melhor Atriz em Série de Comédia ou Musical – Tracee Ellis Ross – Black-ish
Melhor Série de Comédia ou Musical – Atlanta
Melhor Ator em Série Dramática – Billy Bob Thornton – Goliath

http://impulsohq.com/wp-content/uploads/2017/01/globo-de-ouro.jpghttp://impulsohq.com/wp-content/uploads/2017/01/globo-de-ouro-150x150.jpgBarbara HeliodoracinemaDamien Chazelle,Globo de Ouro,Justin Hurwitz,La La Land,Netflix,Ryan GoslingLa La Land é o grande premiado e séries da Netflix ganham seu merecido destaque No último domingo, dia 8, a edição de número 74 da premiação da Associação de Imprensa Estrangeira em Hollywood, mais conhecida como Globo de Ouro. A cerimonia ocorreu no hotel Beverly Hilton em Beverly Hills,...IMPULSO HQ é um site que se propõe a discutir histórias em quadrinhos e assuntos derivados como cinema, games e cultura pop em geral.