Poucos segmentos crescem tanto quanto a realidade virtual (RV). Segundo dados do site Statista, em 2017 o mercado movimentava cerca de US$ 9 bilhões. As expectativas é que, em 2021, esse número chegue até a US$ 215 bilhões. Esse salto incrível, se realmente concretizado, marcará um crescimento de mais de 100% por ano e mostra como a indústria da tecnologia está otimista.

Nos videogames, a evolução da realidade virtual é visível. O mercado está abraçando cada vez mais as novidades envolvendo essa tecnologia e as expectativas são grandes para o futuro a curto prazo.

Já existem aproximadamente mais de 600 jogos com a possibilidade de jogar na realidade virtual e eles se diferem em gêneros completamente diferentes. É possível, por exemplo, pescar como se você estivesse no lago ou enfrentar os adversários asquerosos em Batman Arkham.

A compatibilidade é extensa. Além do modo mais tradicional, que é pelo PlayStation 4, os jogadores podem experimentar a realidade virtual nos jogos do PC e dos smartphones.
Apesar da realidade virtual já ser bem presente no ramo, o futuro promete ser ainda melhor e a próxima geração de games deve corrigir algumas limitações da tecnologia — vale ressaltar que a PlayStation disponibilizou a RV em 2016, ou seja, ainda é algo relativamente novo.

Para Jeff Pobst, CEO da Hidden Path Entertainment (empresa desenvolvedora de jogos eletrônicos), a RV ainda está só começando nos videogames. “A realidade virtual acabou de chegar à superfície em relação ao que ela é capaz de ainda fazer. Ainda há muito o que descobrir”, disse Pobst em entrevista ao site PC Gamer. “Do ponto de vista do mercado, o caminho da RV é interessante. Está definitivamente crescendo e muitas pessoas querem experimentá-la”, completa.

Para Pobst, porém, a grande dificuldade dos desenvolvedores é cumprir as expectativas criadas. Muito dinheiro está sendo colocado nas pesquisas para aperfeiçoamento dessa tecnologia e as empresas estão correndo contra o tempo para apresentar resultados ainda mais satisfatórios no futuro a curto prazo. É o que diz Jason Kingsley, CEO e co-fundador da Rebellion (empresa britânica produtora de videojogos).

“Qualquer inovação precisa de investimento, ou seja, depende das pessoas colocarem dinheiro para aquilo sair do papel”, disse Kingsley. Os investidores querem retorno rápido e não acredito que a realidade virtual seja um ramo em que haverá avanços espantosos repentinamente. Isso vai melhorar com o avanço do hardware.”

O raio de empresas grandes investindo na realidade virtual é considerável. Companhias como Oculus, Valve e Sony são algumas das empresas que se comprometem com pesquisas e lançamentos relacionados a esse mercado.

As vendas do PlayStation VR mostram como a recepção tem sido positiva por parte do público. Cerca de cinco meses após o lançamento da tecnologia, em fevereiro de 2017 Andrew House, presidente e CEO global da Sony, disse que as vendas iniciais do PlayStation VR foram muito além das expectativas. Segundo a própria Sony, até março de 2019 a empresa tinha vendido mais de 4 milhões de unidades do equipamento que permite com que as pessoas joguem em realidade virtual.

Potencial da realidade virtual aquece outros setores

Para o público geral, os videogames são o setor em que a realidade virtual é mais exposta, no entanto, essa tecnologia tem uma gama de potencial muito além dos games.

O poker é um exemplo disso. O esporte das cartas vem crescendo de maneira muito rápida no mundo todo e, com isso, várias empresas investem em novos jeitos de incrementar a experiência de jogar poker.
Uma das empresas que estão investindo na possibilidade de usar pra valer a realidade no poker é a Casino VR. Especializada nessa tecnologia, a empresa quer utilizar seus protótipos para os jogadores se sentirem como se estivessem jogando poker em lugares como Monte Carlo, Las Vegas, Macau e muito mais.

Além disso, o poker, por ser um jogo muito tático e variado, permite com que a realidade virtual ajude o competidor a se concentrar ainda mais. Uma das premissas dessa tecnologia nessa modalidade é justamente imergir o jogador em um cenário virtual em que ele consiga atingir o seu potencial com maior facilidade.

A área da educação é outra em que a realidade virtual possivelmente dará grandes passos nos próximos anos. A empresa HTC, por exemplo, é uma das mais ativas no ramo. Com os óculos da empresa, é possível fazer uma série de treinamentos. Um deles é com o app Ovation, que testa o desempenho da pessoa como orador em frente a uma plateia. Dessa maneira, o aplicativo te dá o feedback sobre como o jeito que você discursa para as pessoas.

No setor médico, a realidade virtual também tem um futuro promissor. Nos últimos anos, a empresa Oculus trabalhou em parceria com hospitais para realizar treinamentos com os funcionários em simulações de cirurgias de risco. Dessa maneira, os profissionais obtêm feedback de seu desempenho e eventualmente melhoram com o treinamento.

A realidade virtual é útil até mesmo para os pacientes. Na Children’s Hospital Los Angeles, por exemplo, as crianças utilizam óculos de realidade virtual enquanto realizam exames como retirada de sangue.

“A realidade virtual faz parte de nossa cultura agora, por isso está longe de ser uma tecnologia estranha. Acho que as pessoas encaram isso como uma oportunidade de oferecer melhores cuidados aos pacientes”, disse Jeffrey I. Gold, diretor da Clínica de Tratamento Pain Management Clinic at Children’s Hospital Los Angeles, que começou a usar a RV em 2004.

A realidade virtual é um caminho sem volta e sua popularidade comprova o crescimento do mercado. Com o horizonte promissor, agora é esperar para que a tecnologia se incorpore cada vez mais e que, consequentemente, também se torne mais acessível.

Realidade virtual segue crescendo nos videogames e em outros setoreshttp://impulsohq.com/wp-content/uploads/2019/04/imagem06.jpghttp://impulsohq.com/wp-content/uploads/2019/04/imagem06-150x150.jpgDa RedaçãoartigosHidden Path Entertainment,Oculus,Realidade Virtual,Sony,Statista,ValveFacebook Twitter Instagram Youtube Poucos segmentos crescem tanto quanto a realidade virtual (RV). Segundo dados do site Statista, em 2017 o mercado movimentava cerca de US$ 9 bilhões. As expectativas é que, em 2021, esse número chegue até a US$ 215 bilhões. Esse salto incrível, se realmente concretizado, marcará um crescimento de mais...O Impulso HQ é um site e canal no YouTube dedicado à cultura geek e traz, diariamente, novidades sobre quadrinhos, cinema e games, além de conteúdo em vídeo. Somos nerds a serviço do seu entretenimento. Bem-vindo!
Compartilhe