Premiação surpreende por não indicar nenhuma mulher na categoria de melhor direção

Em ano de Lady Bird (direção: Greta Gerwig) e Mulher Maravilha (direção: Patty Jenkins), dois filmes aclamados pelo público e crítica, a lista de indicados à categoria de melhor direção do Globo de Ouro 2018 chega a ser uma vergonha.

Indicados na categoria Melhor Diretor:

Christopher Nolan (Dunkirk)
Ridley Scott (Todo o Dinheiro do Mundo)
Guillermo del Toro (A Forma da Água)
Steven Spielberg (The Post)
Martin McDonagh (Três Anúncios para um Crime)

A lista causa estranhamento. A falta de uma diretora entre os indicados é justamente o oposto que foi visto na produção de 2017. O ano foi marcado por filmes dirigidos por mulheres, com grande orçamento, que trouxeram para as telonas produções de alta qualidade e que foram sucesso de bilheteria, e que não foram sequer indicados.

Não defendo que, independente do desempenho e da qualidade do longa, uma mulher deve ser indicada numa espécie de “cota”, longe disso. Volto aos dois exemplos que citei no começo do texto: Lady Bird e Mulher Maravilha, sendo o primeiro atingiu 100% de aprovação no Roten Tomatoes, índice que pouquíssimos filmes já conseguiram.

Na trama de Lady Bird, Saoirse Ronan (Um olhar do Paraíso, 2009) faz o papel de uma jovem em seu último ano na escola, que quer desesperadamente sair da cidade pequena onde vive para Nova York.

O filme chegou ao circuito comercial dos EUA em 3 de novembro e deve estrear no Brasil em abril de 2018. Greta Gerwig (Jackie: 2016) está desenvolvendo seu novo projeto Isle of Dogs (Ilha dos Cachorros, em tradução livre) com lançamento norte americano previsto para 23 de março de 2018, mas dessa vez como atriz.

Já o filme da DC chegou a arrecadar US$ 821,7 milhões na bilheteria mundial e US$ 411 milhões em bilheteria doméstica, sendo o 3ª maior bilheteria da DC Comics nos cinemas americanos, se consagrando a maior bilheteria de filme dirigido por mulher, lembrando que foi inclusive vetado em alguns países devido a nacionalidade da protagonista.

Mulher Maravilha já teve sua continuação confirmada com Patty Jenkins na direção, com estreia prevista para 13 de dezembro de 2019, a Warner afirmou anteriormente nesse ano que planeja uma campanha para que o filme seja indicado ao Oscar 2018.

Sem nenhuma declaração oficial até o momento, a premiação, uma das mais consagradas do cinema e da TV, acontecerá no dia 7 de janeiro de 2018 e no Brasil será exibida pelo canal pago TNT.

http://impulsohq.com/wp-content/uploads/2017/12/globo-de-ouro.jpghttp://impulsohq.com/wp-content/uploads/2017/12/globo-de-ouro-150x150.jpgMarina CiconeliartigosGlobo de Ouro,Greta Gerwig,Lady Bird,mulher maravilha,Patty Jenkins  Patty Jenkins Greta Gerwig Premiação surpreende por não indicar nenhuma mulher na categoria de melhor direção Em ano de Lady Bird (direção: Greta Gerwig) e Mulher Maravilha (direção: Patty Jenkins), dois filmes aclamados pelo público e crítica, a lista de indicados à categoria de melhor direção do Globo de Ouro...O Impulso HQ é um site dedicado à cultura geek e traz, diariamente, novidades sobre quadrinhos, cinema e games, além de conteúdo em vídeo. Somos nerds a serviço do seu entretenimento. Bem-vindo!
Compartilhe