Timothy Simon Smith, ou simplesmente Tim Roth, desde os anos 80 entrega interpretações maravilhosas dos personagens que vive.

Nascido em maio de 1961, o ator britânico completou nesta semana mais um ano de vida (14/05), e para não deixar a data em branco, vou escrever aqui sobre um dos filmes mais marcantes da sua carreira, no qual, na verdade, é ele quem nos presenteia com uma atuação visceral. Eu comentarei sobre Reservoir Dogs, ou se preferir, Cães de Aluguel, do estreante Quentin Tarantino.

Muitos concordam de que uma das maneiras mais fáceis de fazer um filme de baixo orçamento é colocar um número limitado de personagens em uma sala e apostar no diálogo.

Temos praticamente “dois pilares” opostos desse modelo: de um lado você tem algo com sexo, segredos e intrigas, em que os personagens ficam sentados, chorando sobre relacionamentos pessoais. Do outro, você encontra Cães de Aluguel, onde eles xingam muito, se enchem de balas e sangram por todo o chão. Adivinhem que tipo eu prefiro…

Essencialmente, Cães de Aluguel é uma obra sangrenta. É um filme de assalto, porém, o diretor e roteirista Quentin Tarantino (que também atua com um papel menor) mexe com a cronologia e a transforma em um post-mortem.

Começamos no café da manhã antes do assalto, pulamos para o resultado de um trabalho que deu errado e, em seguida, enquanto os sobreviventes tentam descobrir o que deu errado e se um deles é um policial disfarçado, o filme preenche informações vitais através de uma variedade de flashbacks. Essa é uma estrutura ambiciosa, mas Tarantino a desempenha com maestria.

Harvey Keitel, que há muitos anos apareceu no longa de estreia de Martin Scorsese, ainda apóia os novatos. Aqui ele ganha um crédito de produtor executivo, além de atuar como um dos ladrões. As outras partes são igualmente bem moldadas, elas incluem Tim Roth, fazendo uma representação magistral de um homem sangrando até a morte, e Michael Madsen, dando um retrato arrepiante de um psicopata.

Aprendemos que levar um tiro no estômago não é o processo elegante que geralmente vemos nos filmes de ação de Hollywood. Isso sugere que, se você der armas para homens que se comportam como se ainda estivessem no parquinho, muitas pessoas vão se machucar.

Chega a ser cômico em certos pontos, eles podem não perceber, mas eles são criminosos pós-modernistas. Eles se vestem como os Blues Brothers, desconstroem as letras de Madonna, brigam sobre quem recebe o codinome com o som mais legal e terminam com um sorriso ostensivo: “Aposto que você é um grande fã de Lee Marvin, não é?”.

Talvez a falha de Cães de Aluguel seja a necessidade do telespectador ter, pelo menos, um leve conhecimento de cultura pop em alguns pontos, e talvez inclua isso em excesso, mas esse é um tipo de estreia que dá um tapa na sua cara, e literalmente funcionou como o cartão de visita de um dos maiores diretores do cinema.

O elenco de Cães de Aluguel merece todos os elogios possíveis por terem entregue com virtuosidade os diálogos de Tarantino. Diálogos esses que chiam com humor obsceno e poesia de sarjeta, ao mesmo tempo ele usa o widescreen para causar um efeito agudo com composições de foco profundo que criam um espaço dramático entre as pessoas.

Esteja avisado, apesar de tamanha poesia e construção estética apurada, Cães de Aluguel é um filme violento.

Aniversariante da semana: Tim Rothhttp://impulsohq.com/wp-content/uploads/2020/05/tim-roth-1.jpghttp://impulsohq.com/wp-content/uploads/2020/05/tim-roth-1-150x150.jpgLucas ManoelartigosBlues Brothers,Cães de Aluguel,Harvey Keitel,Martin Scorsese,Michael Madsen,Quentin Tarantino,Tim RothFacebook Twitter Instagram Youtube Timothy Simon Smith, ou simplesmente Tim Roth, desde os anos 80 entrega interpretações maravilhosas dos personagens que vive. Nascido em maio de 1961, o ator britânico completou nesta semana mais um ano de vida (14/05), e para não deixar a data em branco, vou escrever aqui sobre um dos filmes...O Impulso HQ é um site e canal no YouTube dedicado à cultura geek e traz, diariamente, novidades sobre quadrinhos, cinema e games, além de conteúdo em vídeo. Somos nerds a serviço do seu entretenimento. Bem-vindo!