O filme Batman (1989), de Tim Burton, conquistou muitos leitores para a DC Comics na época. Tal público foi apresentado a um novo personagem: Tim Drake, que viria a se tornar o terceiro Robin. E para integrar esse novo e promissor personagem à mitologia do Morcego, logo ficamos sabendo que não foi apenas Bruce Wayne quem esteve presente na fatídica noite no circo em que os Grayson Voadores, pais daquele que se tornaria o primeiro Robin, foram assassinados. A família Drake também presenciou tudo e o menino Tim, assim como Batman, se solidarizou com a dor de Dick Grayson.

A saga “Um lugar para morrer”, publicada no Brasil no início da década de 1990, trouxe um Batman enfurecido de culpa pela morte de Jason Todd, o segundo Robin, ao fim da HQ “Morte em família”. Assim, Tim revela saber que o Batman é Bruce Wayne e que estava no circo… “Um lugar para morrer” narra a luta de Batman e Asa Noturna contra as investidas criminosas do obcecado Harvey Dent, o Duas-Caras, e os heróis são pegos numa armadilha mortal, da qual só escapam graças a ajuda de Tim, que veste um traje “clássico” de Robin – cortesia de Alfred. Batman reluta muito, mas acaba iniciando o treinando o rapaz com a ajuda de Dick.

Tim Drake com o traje clássico na HQ “Um Lugar para Morrer”

Tim é um Robin diferente de seus predecessores e foi muito bem recebido pelos fãs e essa característica reverbera até os dias de hoje – uma vez que o personagem foi cogitado para assumir o manto de Batman quando o mesmo “morreu”. Isso dá a entender que esse momento pode ser considerado mais significativo que o assassinato de seu pai, Jack Drake, na série Crise de Identidade e representa uma verdadeira mudança na personalidade do herói.

Órfão e definitivamente marcado pela tragédia, como cabe aos que vivem sob a sombra do Morcego, ríspido e cético após a morte de seu pai adotivo, Bruce, Tim teve a parte de trás da cabeça duramente queimada numa batalha e assumiu o traje de Robin Vermelho no lugar do revivido e louco Jason Todd. Tim se tornara mais sombrio e frio na defesa de Gotham – agindo de forma muito próxima ao comportamento de Batman.

Robin e Salteadora

Drake foi um menino que temia e admirava o Batman, teve o primeiro traje de Robin dotado de recursos de proteção e alta tecnologia, viveu grandes aventuras sozinho na adolescência, namorou a jovem russa Ariana e a vigilante Salteadora, se tornou líder dos Titãs e amadureceu para aquilo que poderia ser entendido como a construção de sua identidade própria. Porém, no reboot da DC, ele manterá o manto de Robin Vermelho, mas numa versão mais próxima do Robin que conhecemos. Ainda liderando os Novos Titãs – que devem retornar com histórias num estilo “mais leve”, pelo pouco que foi revelado até agora dos roteiros de Scott Lobdell – Tim Drake, talvez, ainda gere identificação e conquiste com novos leitores em sua trajetória.

Robin Vermelho na Nova DC

Dennis RodrigoartigosDC Comics,Robin,Tim DrakeO filme Batman (1989), de Tim Burton, conquistou muitos leitores para a DC Comics na época. Tal público foi apresentado a um novo personagem: Tim Drake, que viria a se tornar o terceiro Robin. E para integrar esse novo e promissor personagem à mitologia do Morcego, logo ficamos sabendo...O Impulso HQ é um site dedicado à cultura geek e traz, diariamente, novidades sobre quadrinhos, cinema e games, além de conteúdo em vídeo. Somos nerds a serviço do seu entretenimento. Bem-vindo!
Compartilhe