Recentemente um juiz do BR resolveu conceder uma liminar e tornar possível a “cura gay no país”. Desde 1999 esse tipo de tratamento é proibido no Brasil pela resolução do Conselho Federal de Psicologia. Em nota, o conselho lembrou ainda que desde 1990 a homossexualidade não é considerada uma patologia, uma doença, pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e afirmou também que as terapias de reversão sexual não são conclusivas nem cientificamente comprovadas, além de agravarem o sofrimento psíquico.

Confira abaixo uma lista de personagens, escritores, pensadores e algumas outras personalidades que provam que não estão nada doentes e quem precisa de cura, são as pessoas carregadas de ódio e preconceito.

Quadrinhos

Estrela Polar: Fez parte dos X-Men e da Tropa Alfa, o mutante superveloz e foi o primeiro a ser declaradamente gay (inclusive já chamou Colossus para sair) em 2012 causou furor ao pedir seu namorado em casamento.

Homem de Gelo: Recentemente, o personagem apresentado ao leitores em 1963, na HQ lançada nesse ano, a versão do passado do mutante assumiu a homossexualidade.

Mulher Gato: A personagem presente nas histórias do Homem Morcego desde 1940 assumiu sua bissexualidade recentemente, apesar das suspeitas de longa data.

Loki: O meio irmão vilão do deus nórdico Thor, em sua própria série Agent of Asgard, após o arco de Ragnarock (2004), assumiu ser bissexual e transgênero. O personagem que apareceu pela primeira vez em 1962, varia entre as formas de homem e mulher.

Lanterna Verde: No rebirth de 2011 da DC, Alan Scott (o primeiro lanterna) foi reimaginado como gay.

Colossus: Apesar de seu romance com Lince Negra, de 2001 a 2009, o personagem ganhou uma versão gay.

Mulher-Gato: Por sua orientação sexual (lésbica) deixou o exército norte-americano, quando a DC não permitiu o casamento dela com sua namorada, sua dupla de roteiristas se demitiu.

Gear: Ao lado de Super Choque, o menino inteligente capaz de construir robôs e etc, se assume homossexual nos quadrinhos e Virgil não aceita muito bem, quando Rick é atacado por um grupo de homofóbicos, Super Choque surge para ajuda-lo e deixa seu preconceito de lado (imagina se todos superassem seus preconceitos assim?)

Hulkling e Wiccano: Hulking é obra de Visão e decide formar os Jovens Vingadores caso o grupo original precisasse e durante o primeiro treinamento do grupo, surgiu o casal. Depois do grupo ter desintegrado, eles continuaram como casal e passaram a usar seus poderes com mais criatividade e se aprofundando cada vez mais. Certa vez Wiccano do futuro visitou junto a outros mutantes os personagens do passado, e descobrimos que ele se tornou o Mago Supremo.

Mulher Maravilha: Confirmado por seu roteirista, alegando que retratá-la como tal era apenas "lógica", já que a ilha onde ela nasceu, Themyscira, é habitada apenas por mulheres.

"A ilha é para ser uma espécie de paraíso. Você deve poder viver bem e feliz. Você deve poder manter relacionamentos sexuais e românticos satisfatórios. E as únicas opções são mulheres", disse ele. Perguntado se a Mulher Maravilha já se apaixonou por alguma outra mulher, o escritor respondeu que "a meu ver, sim. A resposta é obviamente sim. Por inúmeras razões".

Atualmente há um abaixo-assinado para que isso seja abordado em seu próximo filme.

Celebridades

Ezra Miller

O atual flash da DCU pode ser bissexual ou pansexual. O Ezra falando sobre o assunto é muito legal: "O modo que eu me identificaria não seria gay. Eu tenho sentido atração mais por "elas" mas eu já fiquei com muitas pessoas e eu estou aberto para o amor onde for que ele possa ser encontrado."

A lista pode ser imensa, mas vou me atentar em alguns:

Bissexuais: Megan Fox, Amber Heard, Frida Khalo, Sia, Billie Joe Amstrong, Drew Barrymore, Fergie, Cara Delevingne, Preta Gil, Angelina Jolie, Amy Winehouse, Marlon Brando, Anna Paquin, Iggy Pop, Lady Gaga, Cazuza, Lou Reed, Lindsay Lohan, Freddie Mercury, David Bowie, Renato Russo, Miley Cyrus, Mick Jagger, James Dean, Kristen Stewart e a lista só aumenta.

Homossexuais: Luiz Fernando Guimarães, Ana Carolina, Letícia Lima, Daniela Mercury e Mallu Verçosa, Marcus Majella, Paulo Gustavo, Fernanda Gentil, Marco Nanini, Netinho, Ney Matogrosso, Wentworth Miller, Jim Parsons, Sir Ian Mckellen, Neil Patrick Harris

Transgêneros: Thammy Miranda, Ariadna, Tereza Brant, Laerte Coutinho, Rogéria, Lea T, Laverne Cox (OITNB), Jamie Clayton (Sense 8).

Escritores

Jean Genet (1910-1986) : escritor, poeta e dramaturgo francês “Todos os principais personagens de sua obra toda são homossexuais”, diz Pedro Paulo (um dos maiores editores brasileiros), que cita os Principais livros “Diário de um Ladrão” e “Nossa Senhora das Flores” e a peça de teatro “As Criadas”.
Principais filmes: Canção de Amor, Querelle, Veneno, As Criadas, O Balcão.
Principais livros: As Criadas (1947), O Balcão (1956), Nossa Senhora das Flores (1943), Diário de Um Ladrão (1949).

Edmund White: romancista, escritor de contos e crítico literário, nasceu em Ohio, EUA, em 1940. Foi o biógrafo de Jean Genet e assim como o seu biografado, só tem romances gays.
Peças: Terre Haute
Principais filmes: The Banned Woman
Principais livros: Vida Privada De Um Rapaz (1982), Our Young Man (2016), The Married Man (2000), Hotel De Dream (2007)

Caio Fernando Abreu (1948-1966): Jornalista, dramaturgo e escritor brasileiro, ele era abertamente homossexual, mas procurou não trazer em seus Principais livros essa característica.
Principais filmes: Aqueles Dois, Onde Andará Dulce Veiga?, Linda, Uma História Horrível, Romance
Principais livros: Triângulo das águas (1983), Limite Branco (1970), O Ovo Apunhalado (1975), Morangos Mofados (1982)

Marcel Proust (1871-1922): Escritor francês, mais conhecido por sua obra “Em Busca do Tempo Perdido”, publicada em sete partes entre 1913 e 1927. “Na última parte de ´Em Busca do Tempo Perdido´, depois de ´Sodoma e Gomorra´, do 4º ao 7º volumes, o homossexualismo é totalmente explícito.”
Principais filmes: O Tempo Redescoberto, Um Amor de Swann, La Captive, À la recherche du temps perdu, Ici et là.
Principais livros: Em Busca Do Tempo Perdido (1913), Jean Santeuil (1952), Un Amour De Swann (1914), À Sombra Das Moças Em Flor (1919).

Gore Vidal (1925-2012): Autor, dramaturgo, ensaísta americano, roteirista e ativista politino americano. O crítico John Keats elogiou-o como "o melhor ensaísta do século [XX]”.
Principais filmes: Caligola, Gattaca - Experiência Genética, Ben-Hur, MAIS
Peças: The Best Man, A Visit To A Small Planet, Weekend
Principais livros: A Cidade E O Pilar (1948), Lincoln (1984), Burr (2000), The Golden Age (2000), Julian (1964).

Oscar Wilde (1854 – 1900): Dramaturgo e poeta irlandês, autor de um único romance, “O Retrato de Dorian Grey”, Wilde foi o inventor de um movimento chamado esteticismo, ou dandismo, que defendia o belo como antídoto para os horrores da sociedade industrial. Em 1895, foi condenado a dois anos de prisão, com trabalhos forçados, por "cometer atos imorais com diversos rapazes”, depois que o pai de Bosie (apelido de Lorde Alfred Douglas, um de seus amantes) o denunciou e o levou ao tribunal.

James Baldwin (1924-1987): romancista, ensaísta, dramaturgo, poeta e crítico social estadunidense. Foi o primeiro escritor a dizer o que os negros americanos pensavam e sentiam. Chegou ao auge de sua fama durante a luta dos direitos civis no início da década de 1960.
Principais filmes: Eu Não Sou Seu Negro, Where the Heart Is, Go Tell It on the Mountain
Peças: The Amen Corner, Blues for Mister Charlie
Principais livros: Go Tell It On The Mountain (1953), Da Próxima Vez, O Fogo (1963), Giovanni's Room (1956), Nobody Knows My Name (1961)

André Gide (1869-1951): Escritor e militante da causa gay francês, recebeu o Nobel de literatura em 1947. Homossexual assumido, falava abertamente em favor dos direitos dos homossexuais. Escreveu, entre 1910 e 1924, “Corydon”, livro destinado a combater os preconceitos homofóbicos.
Principais filmes: La Symphonie pastorale, Travels in the Congo, The Counterfeiters
Principais livros: L'Immoraliste (1902), A Porta Estreita (1909), Os Moedeiros Falsos (1925).

João do Rio (1881-1922): jornalista, cronista, tradutor e teatrólogo brasileiro. Publicou textos sob diversos pseudônimos em várias publicações cariocas. João do Rio era um deles
Principais filmes: Cabeça de papelão
Principais livros: As Religiões no Rio (1906), Dentro da Noite (1910), A Alma Encantadora das Ruas (1910)

João Silvério Trevisan: Escritor, jornalista, dramaturgo, tradutor, cineasta e ativista LGBT paulista de Ribeirão Bonito, nascido em 1944. Ex-seminarista, assumiu sua homossexualidade e foi um dos fundadores do grupo SOMOS, de defesa dos direitos dos homossexuais, na década de 1970.
Livros: Devassos no paraíso (1986), Ana em Veneza (1994), Em Nome Do Desejo (1983), Seis Balas Num Buraco Só (1998).
Filmes: Orgia ou O Homem Que Deu Cria, Amigo Secreto

Lúcio Cardoso (1912-1968): Escritor, dramaturgo, jornalista e poeta mineiro, católico, deixou em seu Diário, escrito entre 1949 e 1962, um relato emocionado sobre sua homossexualidade, e as dúvidas e culpas geradas pela sua orientação sexual.
Filmes: A Mulher de Longe
Livros: Dias Perdidos (1943), O Desconhecido (1940), Salgueiro: Romance (1935), Crônica da Casa Assassinada (1959).

Virgínia Woolf (1882-1941): Virgínia Woolf foi uma das mais brilhantes escritoras da Inglaterra, atuando também como ensaísta e crítica literária. Embora fosse casada com o editor e teórico Leonard Woolf, sua grande paixão foi a também escritora Vita Sackville-West. Alguns críticos chegam, inclusive, a afirmar que uma de suas grandes obras, “Orlando”, tenha se inspirado na história de Vita.
Filmes: Orlando - A Mulher Imortal, Sra. Dalloway, Rumo ao Farol, A Room of One’s Own, Golven, Simple Gifts
Livros: As Ondas (1931), The Waves (1915), Between the Acts (1941), Three Guineas (1938)

Gertrude Stein (1874-1946): Poetisa, escritora e feminista, Gertrude Stein nasceu nos Estados Unidos, mas foi em Paris, na França, que estabeleceu seus vínculos mais importantes com a vanguarda artística da primeira metade do século XX. Entre seus amigos, estiveram Pablo Picasso, Matisse e James Joyce. Uma de suas obras mais conhecidas é “Autobiografia de Alice B. Toklas”, inspirado na mulher que foi sua companheira e grande paixão por 25 anos. O livro trata de como se formaram algumas das mais importantes correntes artísticas dos anos 10, 20 e 30.
Filmes: Paris Was a Woman
Livros: Tender Buttons (1914), Três Vidas (1909).

Inventor

Alan Turing: Grande matemático e cientista da computação inglês, ajudou a Inglaterra e o mundo na 2ª GM, embora tenha inventado o computador, criado a base fundamental para os estudos sobre inteligência artificial ou mesmo os muitos anos de serviço à rainha decifrando códigos para o governo inglês, foi processado, condenado, preso e severamente punido por sua orientação sexual. Turing foi um dos quase 50 mil homens detidos por serem homossexuais na Inglaterra. Antes de morrer, foi quimicamente castrado, proibido de trabalhar e de entrar nos EUA por conta de sua condenação.

****

Essa lista só aumenta, eu poderia passar a semana inteira e incluir nomes como: Leonardo da Vinci, Abraham Lincoln, Sócrates, Bayard Rustin, Gad Beck, Walt Whitman, Michelângelo, Joana D’Arc...etc, se juntar todo mundo para pegar atestado, o mundo pára, não é mesmo?

http://impulsohq.com/wp-content/uploads/2017/09/cura-gay.jpghttp://impulsohq.com/wp-content/uploads/2017/09/cura-gay-150x150.jpgMarina CiconeliartigosCura Gay,LGBTRecentemente um juiz do BR resolveu conceder uma liminar e tornar possível a “cura gay no país”. Desde 1999 esse tipo de tratamento é proibido no Brasil pela resolução do Conselho Federal de Psicologia. Em nota, o conselho lembrou ainda que desde 1990 a homossexualidade não é considerada uma...O Impulso HQ é um site dedicado à cultura geek e traz, diariamente, novidades sobre quadrinhos, cinema e games, além de conteúdo em vídeo. Somos nerds a serviço do seu entretenimento. Bem-vindo!
Compartilhe