aa_04

Pioneiro das artes gráficas é tema de seminário e exposição em São Paulo

No centenário da morte de Angelo Agostini, o Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE) reúne especialistas em seminário gratuito sobre a vida e a obra do primeiro caricaturista e desenhista de histórias em quadrinhos do Brasil.

Agostini também atuou como jornalista, pintor e um dos mais destacados militantes da causa abolicionista no período imperial.

O evento ocorre essa semana no dia 5 de maio, quarta-feira, às 8h30min., no Teatro CIEE, nesse mesmo dia será aberta a exposição com desenhos do autor.

De acordo com Antonio Luiz Cagnin, um dos palestrantes do dia, “a produção de Angelo Agostini é volumosa, bela e cheia de vigor. Mais de 6.000 páginas de arte e luta em 46 anos de trabalho. Transpunha diretamente para a pedra toda a força do seu combativo entusiasmo e idel libertário. Repórter do lápis, como gostava de chamar-se, não se satisfazia com uma única imagem dos personagens e fatos. Suas caricaturas desdobravam-se em inúmeras outras, em sequência, como se tentasse dar-lhes movimento e vida”.

aa_02

O seminário Os 100 anos de morte de Ângelo Agostini contará com palestras de Ruy Martins Altenfelder Silva, presidente do Conselho de Administração do CIEE e da Academia Paulista de Letras Jurídicas; Ana Maria de Almeida Camargo, professora do departamento de História da Universidade de São Paulo (USP) e diretora da Academia Paulista de História (APH); Murilo Melo Filho, membro da Academia Brasileira de Letras (ABL); Antonio Luiz Cagnin, professor da USP, e Francisco Araújo, professor de Letras na pós-graduação da Faculdade Santa Marcelina.

aa_03

Após as apresentações, será realizado um debate sob coordenação de Luiz Gonzaga Bertelli, presidente executivo do CIEE e da APH.

Agostini nasceu na Itália em 1843 e passou a infância na França, onde aprendeu a desenhar. O artista aportou em terras brasileiras em 1860 e, quatro anos depois, fundou o semanário Diabo Coxo, com dois outros jornalistas. Esse foi o primeiro periódico a trazer ilustrações e caricaturas.

Em 2005, o CIEE, a Editora da Universidade de São Paulo (Edusp) e a Academia Brasileira de História (ABH) publicaram uma edição fac-símile com todas as edições do Diabo Coxo. O livro ganhou o Troféu HQMix em 2006 na categoria charges.

aa_01

Serviço
Palestra: Os 100 anos de morte de Ângelo Agostini.
Palestrantes: Ruy Martins Altenfelder Silva, Ana Maria de Almeida Camargo, Murilo Melo Filho, Antonio Luiz Cagnin, Francisco Araújo e Luiz Gonzaga Bertelli.

Data: 5 de maio, quarta-feira.
Horário: 8h30min.
Local: Teatro CIEE (Rua Tabapuã, 445 – Itaim Bibi, São Paulo).
Inscrições obrigatórias: pelo site www.ciee.org.br/portal/eventos
Estacionamento: Gratuito no local.
Evento: gratuito

Renato Lebeauagendaprograme-seAna Maria de Almeida Camargo,Angêlo Agostini,Antonio Luiz Cagnin,Centro de Integração Empresa-Escola,CIEE,Francisco Araújo,Luiz Gonzaga Bertelli,Murilo Melo Filho,Ruy Martins Altenfelder SilvaPioneiro das artes gráficas é tema de seminário e exposição em São Paulo No centenário da morte de Angelo Agostini, o Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE) reúne especialistas em seminário gratuito sobre a vida e a obra do primeiro caricaturista e desenhista de histórias em quadrinhos do Brasil. Agostini também atuou...O Impulso HQ é um site dedicado à cultura geek e traz, diariamente, novidades sobre quadrinhos, cinema e games, além de conteúdo em vídeo. Somos nerds a serviço do seu entretenimento. Bem-vindo!
Compartilhe