unnamed2A Pinacoteca do Estado de São Paulo, museu da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, lançará no dia 23 de maio os fanzines Desenhadeira 1 e 2, elaborados em 2014 dentro das atividades extramuros do Programa de Inclusão Sociocultural do Núcleo de Ação Educativa da Pinacoteca.

Os fanzines são revistas produzidas por amadores ou profissionais de forma independente sem a ajuda de editoras convencionais. Devido ao seu caráter despretensioso e colaborativo, foram produzidos por e para pessoas que se interessam por um tema comum. No caso da Desenhadeira 1 e 2, eles reúnem parte da produção plástica feita em colagens, desenhos e xilogravuras, bem como da produção textual poética, desenvolvida pelos participantes do projeto ao longo de 2014.

Na Desenhadeira, optou-se pela elaboração de dois fanzines, nos quais além da elaboração das colagens, dos desenhos, das xilogravuras e dos textos, todos os participantes colaboraram na seleção dos trabalhos, no sequenciamento das páginas, na sugestão do título e no recorte das letras que o compõem, bem como na elaboração dos diversos módulos coloridos que figuram no mosaico da capa.

Foram impressos 400 exemplares de cada Desenhadeira, que serão distribuídos gratuitamente aos parceiros do projeto e àqueles com interesse específico nas áreas afins, como educação em arte, educação não formal, educação social, entre outras.

unnamed3A distribuição será feita no dia do lançamento por meio da cessão de “vales” pelos responsáveis pelo projeto que darão direito à retirada dos exemplares no mesmo dia e posteriormente com os profissionais do Educativo da Pinacoteca.

A ação educativa extramuros faz parte do Programa de Inclusão Sociocultural do Núcleo de Ação Educativa da Pinacoteca, que tem por objetivo tornar o Museu cada vez mais acessível a diferentes públicos. O Programa visa promover o acesso qualificado aos bens culturais presentes na Pinacoteca a grupos em situação de vulnerabilidade social, com pouco ou nenhum contato com instituições oficiais da cultura. Entre suas ações destacam-se as parcerias com organizações sociais para a realização de visitas educativas continuadas dos grupos, o desenvolvimento de cursos de formação para educadores sociais e a produção de materiais de apoio à sua prática, bem como o desenvolvimento de processos de educação patrimonial envolvendo grupos comunitários.

Com o intuito de aproximar a Pinacoteca daqueles que transitam diariamente em seu entorno, mas que por diversas razões socioculturais não se apropriam do Museu como espaço público de conhecimento e lazer, em 2008 foram estabelecidas parcerias com a Casa de Oração do Povo da Rua e a Casa Porto Seguro, duas casas de convivência para pessoas em situação de rua do centro de São Paulo, para a realização de uma ação educativa extramuros envolvendo seus frequentadores interessados.

A ação se baseia em oficinas de artes semanais nas casas de convivência e em visitas educativas regulares à Pinacoteca, conjugando prática e reflexão sobre arte. O trabalho foi organizado em diferentes módulos sequenciais, partindo do desenho, em seu significado mais amplo – recortes, colagens, registros de observação, de memória e de invenção –, para chegar a técnicas gráficas como monotipia, tipografia, serigrafia e xilogravura, com ênfase nas duas últimas. Ao mesmo tempo, além das visitas educativas ao Museu, são realizados encontros para relacionar a criação de imagens com a de textos de caráter poético, propondo um diálogo entre ambos.

unnamed4Ao longo de seus sete anos de existência, a ação educativa extramuros realizou aproximadamente 350 encontros com cada grupo, entre oficinas de artes e de criação textual e visitas educativas à Pinacoteca, envolvendo cerca de cem participantes. Como toda ação educativa, esta também trabalha com questões que ultrapassam os resultados materiais elaborados durante as oficinas, contemplando, ainda, aspectos relativos a sociabilidade, comunicação, identidade, criação de vínculos, autopercepção e autoafirmação de seus participantes.

Os participantes da Ação Educativa Extramuros presentes nos dois fanzines são: Afonso de Lima Fonseca, Alejandro Martin Lazarte, Anderson Moura, Antônia Pereira da Silva, Antonio Carlos Caetano dos Santos, Antônio Francisco da Conceição, Bruno Jorge, Carlos Alves dos Santos, Claudiomir Ramalho de Oliveira, Cleiton Xavier Dantas, Cremilda Maria dos Santos, Diego Lopes de Araujo, Douglas Vieira da Silva, Edmundo da Conceição, Elio Goes Coelho, Elizabeth Rosa de Bonfim, Evandro Floriano de Oliveira, Fábio de Jesús Lafaurie, Gabriel Ferreira Santos, Gilberto Benedito, Ivanildo Silva, Jacy de Oliveira, João Alberto Almeida Bianchi, José Antonio Reis (Pirex), José França, José Luiz Ferreira, José Marcos da Silva, José Motta, Luis Nakamura Togagure Ryu, Maria Helena Rosa Pereira Leite (HPL), Marcelo dos Santos Reis, Marcus Vinicius Marchini, Oswaldo Carrion Parra Junior, Ricardo Valdenir Lüdke, Severino Vitorino da Silva, Silas Dias Jr., Silvio de Almeida Batista, Thiago Barros da Silva, Vanderlei Galdino Rocha, Virgílio Dagoberto Rosa, Yoni Andres Garcia.

O Núcleo de Ação Educativa da Pinacoteca tem patrocínio da IBM, Grupo Segurador BB e Mapfre, Cielo, Sanofi, Even, White Martins e ViaQuatro.

Pinacoteca do Estado de São Paulo
Praça da Luz, 02 – Luz
Terças a domingo das 10h às 17h30 com permanência até as 18h
(11) 3324-1000

http://impulsohq.com/wp-content/uploads/2015/05/unnamed4.jpghttp://impulsohq.com/wp-content/uploads/2015/05/unnamed4-300x300.jpgRenato Lebeauprograme-seDesenhadeira,Pinacoteca do Estado de São Paulo,Programa de Inclusão SocioculturalA Pinacoteca do Estado de São Paulo, museu da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, lançará no dia 23 de maio os fanzines Desenhadeira 1 e 2, elaborados em 2014 dentro das atividades extramuros do Programa de Inclusão Sociocultural do Núcleo de Ação Educativa da Pinacoteca. Os fanzines...O Impulso HQ é um site dedicado à cultura geek e traz, diariamente, novidades sobre quadrinhos, cinema e games, além de conteúdo em vídeo. Somos nerds a serviço do seu entretenimento. Bem-vindo!
Compartilhe