exposicao_superman_judeu

Visto no HQManiacs – por Carlos Costa

O Centro da Cultura Judaica está realizando, desde o dia 12 de novembro, a exposição De Superman ao Chat Du Rabbin (Do Superman ao Gato do Rabino), com co-produção do Museu de Arte e História do Judaísmo de Paris e o Museu de História Judaica de Amsterdam.

A mostra, que fica no Brasil até o dia 28 de fevereiro de 2010, relembra os momentos-chave das histórias em quadrinhos entre o período de 1912 e 2007, atravessando as culturas americanas e europeias. O evento faz parte da programação do 7º Ciclo Multicultural, tradicional projeto do CCJ, que engloba diversas atividades e que nesta edição homenageia o Ano da França no Brasil, promovendo a integração entre as culturas brasileiras, judaicas e francesas.

As Histórias em Quadrinhos não são uma especialidade judaica e, tampouco o clássico The Spirit, pode ser considerado um super-herói judeu. No entanto, a partir da análise do trabalho de artistas como Joe Shuster e Jerry Siegel, que criaram entre 1932 e 1934, um super-herói cuja versão final foi publicada como o Superman pela DC Comics, em junho de 1938, fica evidente a ligação histórica entre as HQs e a cultura judaica, seja em gêneros clássico ou underground.

exposicao_superman_judeu01

Os primeiros super-heróis são desprovidos de identidades étnicas e religiosas. Em nome dos Estados Unidos da América, estes incansáveis justiceiros mantêm o mundo em ordem, impulsionados pelos valores universais do Bem e Justiça e pelo seu único dever, a defesa da raça humana. Foi somente depois do Holocausto que os super-heróis começaram a mostrar sinais de uma identidade judaica.

Alguns episódios do Superman mostram um super-herói que faz lembrar Moisés ou o Messias. O supervilão Magneto da série X-Men, sobrevivente do campo de extermínio, criado por Jack Kirby e Stan Lee em 1963, são personificações de partes da experiência judaica.

De Superman ao Chat Du Rabbin evidencia no desenvolvimento da arte dos quadrinhos e das graphic novels, as memórias americanas, com autores que testemunham em seus trabalhos a autoanálise da geração que chegou à vida adulta no pós-guerra, em um clima de segregação racial, Guerra Fria e Macarthismo, e também as memórias europeias que, a partir dos anos 70, com conflitos e confrontos entre gerações, provocaram uma nova visão do judaísmo, que circula entre a contribuição com a reminiscência do passado judaico, preparando o terreno para a narração da memória coletiva judaica e canalização das energias em questionamentos acerca da sociedade.

Fruto de toda esta movimentação, um dos mais brilhantes e talentosos artistas da nova geração do quadrinho contemporâneo francês, Joann Sfar fecha o trajeto proposto pela exposição com seu aclamado Chat Du Rabbin, que recebeu o Prêmio do Juri do Festival Internacional de HQ de Angouléme, e convida os visitantes a reconsiderarem as mudanças e divisões na África do Norte e Leste Europeu durante a primeira metade do século 20 e as confronta com questões do presente.

Para dialogar com todas estas referências, a exposição traz ainda os cartunistas brasileiros: Leandro Spett, Marcelo Azalim, Paulo Galdino Sá, Ricardo Soares, Yan Pinheiro e Marcio Levyman, na mostra “Para o Alto e Avante!”, para criarem suas próprias versões e leituras, em misturas de forma de traço e cores, para personagens franco-judaicos-brasileiros. O resultado poderá ser conferido até o dia 28 de fevereiro de 2010, no Centro da Cultura Judaica.

exposicao_superman_judeu02

A exposição De Superman ao Chat Du Rabbin acontece de terça a domingo, das 12 às 18 horas. Já a exposição Para o Alto e Avante! acontece de terça a sábado, das 12 às 21 horas.

O Centro da Cultura Judaica fica à rua Oscar Freire, 2500, próximo à estação Sumaré do Metrô, em São Paulo. A entrada é franca, com a contribuição de um quilo de alimento não perecível destinado ao programa Ajuda Alimentando. Os ingressos devem ser retirados com uma hora de antecedência na bilheteria do local.

Sobre o Centro da Cultura Judaica:
O Centro da Cultura Judaica é um centro de referência e convivência aberto ao público que oferece, regularmente, eventos gratuitos de música, teatro, cinema, literatura, artes plásticas, fotografia, dança e educação. Promove o respeito entre os povos com atividades interativas que levam à reflexão e à aceitação das diferenças culturais através da arte, além de difundir o patrimônio cultural, as tradições e as raízes do judaísmo. www.culturajudaica.org.br.

Visto no HQManiacs – por Carlos Costa

Renato Lebeauprograme-seAmsterdam,Angoulême,CCJ,Cultura Judaica,DC Comics,Guerra Fria,HQs,Jack Kirby,Jerry Siegel,Joann Sfar,Joe Shuster,Leandro Spett,Macarthismo,Magneto,Marcelo Azalim,Marcio Levyman,Museu de Arte e História do Judaísmo,Museu de História Judaica,Para o Alto e Avante,Paulo Galdino Sá,Ricardo Soares,Stan Lee,Superman ao Chat Du Rabbin,The Spirit,x-men,Yan PinheiroVisto no HQManiacs – por Carlos Costa O Centro da Cultura Judaica está realizando, desde o dia 12 de novembro, a exposição De Superman ao Chat Du Rabbin (Do Superman ao Gato do Rabino), com co-produção do Museu de Arte e História do Judaísmo de Paris e o Museu de...O Impulso HQ é um site dedicado à cultura geek e traz, diariamente, novidades sobre quadrinhos, cinema e games, além de conteúdo em vídeo. Somos nerds a serviço do seu entretenimento. Bem-vindo!
Compartilhe