ANTI-COMICS---PARODIA-DOS-SUPER-HEROIS---COMMUNEEspetáculo é uma coprodução Brasil- Argentina pelo IBSERSCENA

O grupo Commune Coletivo Teatral, de São Paulo, apresentará a comédia “Anti-Comics – Desconstruindo os Super-Heróis”, uma paródia dos super- heróis (Superman, Batman, Mulher Maravilha) que questiona seus superpoderes em situações de vulnerabilidade O espetáculo é composto pelos textos “O Evangelho segundo o Super-homem”, “A Vida Sexual dos Morcegos” e “A Festa do Pijama”, da premiada escritora argentina Sonia Daniel.

O espetáculo nasceu de uma coprodução, viabilizada pelo Instituto Iberescena (Espanha), do Coletivo Teatral Commune, de São Paulo, com o Centro Cultural Maria Castanã, de Córdoba, Argentina. A peça busca, por meio do humor irônico, pôr em xeque mitos e levar o público a refletir sobre teorias filosóficas relacionadas aos super-heróis.

ANTI-COMICS---PARODIA-DOS-SUPER-HEROIS---COMMUNE-4Os diretores artísticos do projeto “Anti-Comics – Desconstruindo os Super-Heróis” são os mesmos dos grupos coprodutores: Augusto Marin, do Teatro Commune, como diretor, e Sérgio Osses, professor do Centro Maria Castagna, como codiretor. Esses dois grupos teatrais compartilham experiências e saberes artísticos em uma montagem que será apresentada no Brasil e em maio de 2016 em Córdoba, na Argentina, no Teatro do Centro Maria Castanã. Um ponto em comum entre os grupos é que ambos dedicam-se à pedagogia teatral e à formação de jovens atores.

O ator João Borbonnais faz o papel de Batman e de um dos pais gays e judeus do Super-homem; Henrique Taubaté, outro famoso comediante, é Robin e o outro pai do super-homem, Imara Reis, atriz de cinema e teatro faz a Mulher-Maravilha e o Super-homem será Jorge Julião.

“O Evangelho Segundo o Super-homem” parodia a história do super-homem que, neste caso, não quer ser super-herói e tem dois pais judeus e gays. Nasce de uma teoria de que o Super-homem seria um personagem messiânico que tem muitos pontos em comum com Jesus Cristo. Esse tipo de delírio místico fundamentado de diversas maneiras sem comprovação científica, transforma o Super-homem em um personagem que ao tomar consciência de sua condição como messias, vive um apocalipse pessoal que em seguida traz uma mudança para a história de toda a humanidade.

ANTI-COMICS---PARODIA-DOS-SUPER-HEROIS---COMMUNE-3No segundo quadro, a “A Vida Sexual dos Morcegos”, vemos um reencontro de Batman e Robin já velhos e sem glamour que evidencia a atração sexual entre os dois. Robin aparece disfarçado de Homem Aranha, fantasia que usa num show de strip tese numa decadente boate gay. Batman revela seu passado: as experiências com substancias que deram origem ao homem morcego, a criação da Bat Caverna, o casamento com batgirl e que cometera um crime para espanto de Robin.

O terceiro quadro, “A Festa do Pijama”, é um monólogo no qual Princesa Diana, alterego da Mulher Maravilha, após ser presa, fala de sua vida sentimental fracassada e revela que decidiu se prostituir porque queria ser amada como uma mulher de verdade e não aguentava mais ser apenas um símbolo sexual, perfeita e intocável.

“A experiência de trabalhar com personagens icônicos com humor irônico, com cores hilariantes coloca em consideração as construções que o imaginário coletivo tem desses personagens. A possibilidade desses textos de pôr em xeque seus superpoderes e colocá-los em situações de vulnerabilidade nos leva a pensar sobre teorias filosóficas relacionadas com “O mito do super-herói'”, define Augusto Marin.

ANTI-COMICS---PARODIA-DOS-SUPER-HEROIS---COMMUNE-2O desenho de luz fica a cargo de Andre Lemes e o Desenho de Som a cargo de Sérvulo Augusto.

“Anti-Comics – Desconstruindo os Super-heróis” ficará em cartaz de 2 de abril a 1 de maio de 2016, sábados às 21h 30min e domingo as 20h, no Teatro Commune. De 3 a 10 de maio a peça será apresentada no Centro Maria Castana em Córdoba e no dia 13 de maio em Buenos Aires, como parte do projeto.

“Anti-Comics – Desconstruindo os Super-heróis”
De 02 de abril a 01 de maio de 2016, sábados às 21h 30min e domingo às 20h
Texto: Sonia Daniel (Argentina)
Tradução: Danielle Lopes e Pilar Lopes
Direção: Augusto Marin
Elenco: Henrique Taubaté Lisboa, João Borbonnais, Imara Reis, Jorge Julião, Rose Araujo, Miriam Lima, George Germino e Cesar Serrano
Classificação: 10 anos
Duração: 60 minutos
Figurinos: Vktor Aijo
Coordenação: Augusto Marin e Michelle Gabriel
Produção: Augusto Marin e Larissa Ramos
Realização: Coletivo Teatral COMMUNE
Ingressos: R$ 30,00 (inteira) R$ 15,00 (meia)
Ingressos com Flyer Promocional: R$ 25,00 (inteira) R$ 15,00 (meia)

Teatro Commune
Rua da Consolação, 1218, Consolação
São Paulo – SP
(11) 3476-0792, 3807-0792

http://impulsohq.com/wp-content/uploads/2016/03/ANTI-COMICS-PARODIA-DOS-SUPER-HEROIS-COMMUNE-5.jpghttp://impulsohq.com/wp-content/uploads/2016/03/ANTI-COMICS-PARODIA-DOS-SUPER-HEROIS-COMMUNE-5-300x275.jpgRenato Lebeauprograme-seAnti-Comics,Augusto Marin,Cesar Serrano,Commune,Danielle Lopes,George Germino,Henrique Taubaté Lisboa,Imara Reis,João Borbonnais,Jorge Julião,Miriam Lima,Pilar Lopes,Rose Araújo,Sonia DanielEspetáculo é uma coprodução Brasil- Argentina pelo IBSERSCENA O grupo Commune Coletivo Teatral, de São Paulo, apresentará a comédia 'Anti-Comics - Desconstruindo os Super-Heróis', uma paródia dos super- heróis (Superman, Batman, Mulher Maravilha) que questiona seus superpoderes em situações de vulnerabilidade O espetáculo é composto pelos textos 'O Evangelho segundo...O Impulso HQ é um site dedicado à cultura geek e traz, diariamente, novidades sobre quadrinhos, cinema e games, além de conteúdo em vídeo. Somos nerds a serviço do seu entretenimento. Bem-vindo!
Compartilhe