IMG_20141206_163542O Artistis’ Alley foi um espaço dentro da Comic Con Experience voltado para os quadrinistas (nacionais ou internacionais, independentes ou do mainstream), onde eles apresentaram seus trabalhos e também interagiram com seu público, com vendas de prints, artes originais, sketchbooks e ainda derão várias entrevistas. Ou seja, foi a hora de conhecer e ficar perto do seu artista preferido, perguntar como funciona seu trabalho, e até mostrar seus próprios trabalhos esperando dicas.

A experiência de uma Comic Con compreende uma grande atenção ao Artists’ Alley, e este foi o maior Artists’ Alley da América Latina. Inicialmente, o evento garantiu 64 mesas confirmadas, e a briga por estas mesas foi enorme, cerca de 180 inscritos entre fevereiro e março, logo, o número de mesas teve de aumentar para 90, que em sua maioria, foram divididas por até dois artistas.

Além de muitos artistas estrangeiros, tivemos nomes nacionais como Gabriel Bá e Fábio Moon, Roger Cruz, Danilo Beyruth e Rafael Albuquerque; Cris Peter autografando seu livro sobre colorização, Gustavo Duarte com seu trabalho em Guardiões da Galáxia para a Marvel, e os carismáticos irmãos Vitor e Lu Caffagi.

IMG_20141207_130248Falando do espaço, o local para o Beco dos Artistas ficou bem próximo à única saída do São Paulo Expo, e ficava de frente para stand da Marvel/Disney, logo, era uma via de muito acesso e de passagem obrigatória, o que fez com que todo mundo passasse por lá e curtisse um pouco do mercado independente.

Outra coisa que ajudou bastante no engrandecimento do evento, foi o valor cobrado pelas mesas de expositores. Os valores partiram de R$ 375 no início, para quem fez a reserva logo nos primeiros lotes, e R$ 500 sendo cobrado num prazo maior, sempre com uma mesa comportando até 2 artistas. Mas as mesas não eram lá muito grandes, então alguns artistas ficaram apertados em meio a pôsteres e comissions. Mas ao que parece a culpa não foi da organização da CCXP. Segundo informações, a empresa que iria alugar as mesas não pode cumprir o prazo, e a CCXP correu atrás de uma substituta, logo, as mesas acabaram sendo as de escritório mesmo.

Falando dos problemas na estrutura, bem, ficamos sem internet no evento, o que fez com que as máquinas de cartão não funcionassem e que muitos expositores perdessem boas vendas, nem todo mundo anda com R$500,00 na carteira.

IMG_20141204_134726O mercado independente esta diretamente ligado ao fato de você comprar algo que não esta nas bancas todos os dias, somado à CCXP, você ainda poderia conhecer o autor, e ter um autógrafo todo personalizado. A editora Panini produziu várias capas em branco para suas revistas mensais com o propósito de que os fãs pudessem ter a capa desenhada por algum dos artistas como Ivan Reis, Daniel HDR ou Rodney Bucchemi.

E a estratégia funcionou! As filas de fãs que queriam uma capa exclusiva era enorme, inclusive, alguns deixaram as revistas com os ilustradores para retirarem apenas em outro dia do evento.

A Supernova Produções também compareceu com toda a sua equipe, que conta com artistas como Denis Dyn e Geanes Holland, e lançaram a HQ Anarquia, a nova aposta da editora criada por Emílio Baraçal e Eduardo Vienna. Além de mostrar uma versão online da mesma, você pode conferir as novidades na página deles no Facebook.

Quem também estava lá era o pessoal do 2Minds, um estúdio independente de ilustração extremamente criativo e engraçado, a dupla Thiago e Luiza levou artes de Doctor Who e de jogos como LOL, Dota e World of Warcraft.

IMG_20141207_104155Não pude deixar de conhecer pessoalmente artistas como Edu Vieira (designer de personagens 2D), Vencys Lao (Dia do Porko), Luciano Salles (L’Amour: 12 oz), Marcelo Matere (Transformers), e toda a equipe do QUAD, quadrinhos futuristas criados por Diego Sanches, Aluísio Santos, Eduardo Ferigato e Schaal.

Ainda é difícil de comparar o evento com uma San Diego Comic-Con, mas os artistas disseram que ela não ficou devendo em nada ás outras edições. O evento cumpriu com seus maiores objetivos: aproximar o público de quadrinhos de seus ídolos, e mesmo os que não eram tão fãs, descobriram que há quadrinhos pra todos os gostos.

Além de, alimentar e instigar o mercado de entretenimento, um evento como a Comic Con Experience tem o poder de mudar o mercado no Brasil, movimentando toda uma cultura pop que gira ao redor. Lá tivemos uma experiência real do que é um verdadeiro Artists’ Alley, do que é uma Comic Con e o mercado pop que movimenta milhões no mundo todo.

Confira a nossa galeria:

http://impulsohq.com/wp-content/uploads/2014/12/IMG_20141206_1635422-1024x721.jpghttp://impulsohq.com/wp-content/uploads/2014/12/IMG_20141206_1635422-300x300.jpgVini Moreiracobertura de eventos2Minds,Aluísio Santos,Artists' Alley,CCXP,Comic Con Experience,Daniel HDR,Danilo Beyruth,Denis Dyn,Diego Sanches,Edu Vieira,Eduardo Ferigato,Eduardo Vienna,Emílio Baraçal,Fábio Moon,Gabriel Bá,Geanes Holland,Gustavo Duarte,IVAN REIS,Lu Caffagi,Luciano Salles,Marcelo Matere,Rafael Albuquerque,Rodney Bucchemi,Roger Cruz,Schaal,Vencys Lao,Vitor CaffagiO Artistis' Alley foi um espaço dentro da Comic Con Experience voltado para os quadrinistas (nacionais ou internacionais, independentes ou do mainstream), onde eles apresentaram seus trabalhos e também interagiram com seu público, com vendas de prints, artes originais, sketchbooks e ainda derão várias entrevistas. Ou seja, foi a...O Impulso HQ é um site dedicado à cultura geek e traz, diariamente, novidades sobre quadrinhos, cinema e games, além de conteúdo em vídeo. Somos nerds a serviço do seu entretenimento. Bem-vindo!
Compartilhe